2 de maio de 2018

"Vocês não imaginam o prazer que é estar de volta!"


Mon Dieu! Que baita decepção foi a primeira eliminação no PCB! Gente, que tiro foi este? Eliminaram com rejeição o casal mais carismático, divertido e que parecia ser muito querido pelos demais competidores! 

Doeu ver o casal Luísa/Chulapa perder para o insípido e apagado casal Thaís/Douglas. Esse resultado é a prova de que o PCB já não é o mesmo reality que vimos nas duas primeiras edições! A votação do público e a admissão de uma garota linda, Campeã do BBB16, com um enorme fandom, determinou o fim do espírito competitivo, do jogo interno e da importância das provas para a vitória dos competidores. Some-se a isso que seis casais se conhecem fora da casa e não votam entre eles, são liderados pela arrogante e grosseira Letícia, a que está se achando a dona do jogo, com duas lideranças seguidas, acumulando antipatias dentro da casa. 
Doravante, quem for para a DR com o casal Munik/Anderson vai para a rua. 
Quanto a performance do casal Chulapa e o casal Munik/Anderson nas provas, os dois casais se equivaleram em termos de fiasco, especialmente na prova dos casais. Um desistiu e o outro só acertou cinco perguntas. Daí terem se colocado na DR. A desigualdade está na quantidade de fans de cada casal. Para Munik, ninguém ganha no voto popular!
O fato inegável é que as mudanças que fizeram no PCB foi um desastre. É notória a imitação do BBB, inclusive trazendo para o programa três participantes do reality da Globo, uma delas Campeã. Com isso despojaram o PCB de sua genuinidade, detonaram seu maior atrativo: o jogo interno incrível que caracterizou as duas primeiras edições. O espírito competitivo que tipificava os esforços dos casais nas provas esvaiu-se na votação externa, foi pulverizado pelo público que vota cegamente em seus preferidos, especialmente os jovens. Quem ali pode competir com o enorme fandom de Munik? Tal previsibilidade desanima. Isso é coisa para o BBB e suas torcidas ensandecidas.
Todavia, mesmo que Munik/Anderson venham a ganhar todas as DRs, mesmo que venham a se tornar os campeões, eles sairão com a conta bancária quase vazia, caso não se saiam bem nas provas. Sem dinheiro acumulado ou sem nada, é possível que até saiam devendo ao Bispo Santo. 

Quero ver a edição de hoje à noite, ainda nos resta a satisfação de ver Munik e Anderson voltando e dizendo para o casal líder: “vocês não imaginam o prazer que é estar de volta! ”
Postar um comentário