16 de abril de 2018

Pena que não tenha falado antes, né Tiago?

Mauricio Stycer 
Colunista do UOL
16/04/2018 00h54

"Indicado por Paula, Kayser escolheu enfrentar Breno no paredão e ambos tiveram, ainda durante o programa deste domingo (15), de apresentar suas defesas, de 30 segundos, para o público. O goiano falou primeiro e o sírio, na sua vez, pediu a Tiago Leifert um pouco mais de tempo para pensar.

O apresentador concordou com o pedido e explicou aos espectadores: “Queria até dizer para quem está assistindo que eu dou esse tempo a mais para o Kaysar porque eu já fui imigrante, também”.
Diante do espanto de quem assistia pela TV, acrescentou: “Eu morei fora do país e na hora em que apertava, na hora de fazer pergunta para o professor em dia de prova, meu inglês ia embora. Então, eu sei como é. A gente precisa realmente fazer uma estratégia porque não é nossa língua-mãe”. 
Leifert, segundo o site Memória Globo, concluiu dois cursos de graduação na Universidade de Miami (EUA). “Formou-se em psicologia e em comunicação com habilitação em telejornalismo. Ainda nos Estados Unidos, foi estagiário da rede NBC”."

Pena que essa ajuda de Tiago não tenha sido feita desde o início do programa, quando era evidente a dificuldade dele, por nervosismo, no programa ao vivo, permitindo equívocos no entendimento do que ele dizia.
Pena que a ajuda não tenha chegado a tempo de acabar com a xenofobia gritante que rolava dentro da casa, especialmente da parte de Paula, Breno, Família e Gleici, dando um péssimo exemplo para o público de todas as idades.
Pena que Tiago não tenha dito que Kaysar tem um ouvido prejudicado por perda de audição devido as bombas que, inclusive, matou sua avó e sua namorada, quando fugiam da Síria.
Pena que não tenha dispensado da prova de líder, sabendo que uma pessoa com déficit de sono e estresse por cansaço não tinha condições de raciocínio e de concentração para fazer uma prova que exigia memorização e atenção. 
Pena que somente agora que perceberam que o público abraçou Kaysar, inclusive dentre os artistas, noveleiros e funcionários, encantados com a história, com sua a luta para tirar os pais do inferno da guerra, com sua maneira de superar a dor e por sua filosofia de vida, muito evoluída para um jovem de 27 anos.
Mais lamentável ainda é ter quem, nessa altura do jogo, há poucos dias do término do BBB18, ainda esteja publicando FAKES NEWS contra o rapaz, de forma obsidiante, com o único intuito de desmoralizá-lo, desacreditá-lo perante o público. Mais lamentável ainda é ter quem acredite e saia divulgando net a fora tais despautérios. 

Postar um comentário