3 de abril de 2018

O que escreveu esse invejável blogueiro: Piloto!


Hoje, antes de escrever uma postagem minha, quero  trazer para vocês o texto de outro blogueiro- Piloto- pelo qual nutro enorme admiração. Acredito que ele seja jovem e que tenha um nível de escolaridade acadêmica alta, somado a uma evidente inteligência e um dom para escrever, com um poder de síntese de meter inveja a qualquer um menos dotado. Inclusive à prolixa Eva. Esse texto é de ontem. Depois dele, já foi postado mais dois, igualmente supimpas. Leiam e deliciem-se:

NÓS GATOS JÁ NASCEMOS POBRES 

"O meu mundo era o apartamento. Detefon, almofada e trato. 
Todo dia filé mignon ou mesmo um bom filé, de gato… 
Senhor, senhora e senhorio, o que aconteceu com o BBB? 
De uma semana pra cá, abriram a porta da esperança e as pautas entre os participantes giraram em torno de pobreza e sofrimento. 
A festa do circo caiu como uma luva pros Saltimbancos do BBB chorarem miséria. 
Kaysar ao ser emparedado, justificou que merecia permanecer no programa porque tinha o sonho de trazer a família da guerra. 
Gleici fez textão do face para explicar para o Kaysar toda dificuldade das classes mais pobres no brasil. 
Daí chega a prova do líder valendo um carro e pronto. Bastou ter um bem material em disputa, para o pessoal despirocar da cabeça. 
Gleici mimizando que Paula talvez não tenha se esforçado tanto por já ter um carro. 
Acabando num assunto entre Ana Clara e Nossa Senhora do Acre sobre Paula ser a participante mais rica da edição. 
E uma surreal analise da disputa final entre Kaysar e Jéssica, pelo fato da loira ter uma condição financeira para comprar um carro e por isso Kaysar merecesse mais. 
Como se ficar 30 horas na desgraça de uma prova de resitência não fosse mérito algum para Jéssica ou qualquer pessoa. 
A coisa se estendeu a ponto do Ayrton e Wagner questionarem as fotos e história do Kaysar. 
Com Wagner dizendo que pobre não sabe nadar daquele jeito. 
Então, o Bob Esponja deve ser um milionário, porque ele mora em baixo d´água… 

Alguém me dá um tiro, pelo amor de Alá! 
Os Saltimbancos do BBB perderam a noção!!! 
Gleici entrou num looping ad aeternum que estou vendo a hora que ela vai andar pela casa, com um bloquinho puxando o imposto de renda de todo mundo. 
Eu assisti todo aquele circo esperando o momento que Didi Mocó e Lucinha Lins entrariam no meio da festa cantando que os gatos já nasceram pobres, porém já nasceram livres. 
Gleici certamente justificaria que os gatos merecem mais do que a Paula, porque são pobres… 
E Paula sabe nadar, ou seja, fudeu! 

Cada ano, a edição do BBB tem um plot temático. 
A escolha de participantes engajados politicamente e um refugiado da Síria, claramente trouxe à tona essa questão social. 
Mas isso é chato pra caceta… 
O BBB dos pobrinhos foi o BBB4. Retrocedemos 14 casas e voltamos a priorizar o assistencialismo… 
Alguém avisa que o Gugu foi para a Fazenda, no BBB ainda é o Tiago Leifert. 
O público e participantes tem que gostar e votar em quem se identificaram mais, quem entretêm mais, quem passou mais empatia. Ai vai do gosto pessoal de cada um. 
Ficar sentado esperando o dinheiro cair do céu só porque é mais pobre, é matar o último resquício de jogo e/ou entretenimento que ainda existe no programa. 
Se for para transformar o BBB em bolsa família, melhor nem sair de casa. 
Como me diziam a todo momento: “Fique em casa, não tome vento!” 
Mas é duro ficar na sua, quando a luz da Lua e tantos gatos pela rua, toda noite vão cantando assim." 
Se Piloto escreve muito bem e com muita propriedade, seus comentaristas não fazem menos. É sempre um prazer ler o que todos eles escrevem. Assim, tomei a liberdade de transcrever dois comentários de um mesmo comentarista que se assina como "Dentista". Vai vendo se não vale a pena o que ele comunica, abaixo da postagem de hoje:

1. DENTISTA 

"Qualquer um pode parecer rico no Instagram. Saiu uma reportagem em uma dessas revistas nacionais falando sobre as manobras que as pessoas usam pra ascender no Instagram e virarem “infuencers”. Não digo que é o caso de Kaysar, mas fotos em lugares bonitos não provam nada
Dito isso, se fossem ricos mesmo, não haveria justificativa para ficarem em um país onde não sabem se viverão ou não. 
Questiono se alguém escolhe ficar em algum lugar em guerra por ter patrimônio. Fora que uma guerra desvaloriza tudo que o país tem, portanto: é irrelevante se os pais dele teve ou não dinheiro. Se o primo de fato construiu esse apto luxuoso que vc cita, ainda assim não é do Kaysar. Ele é só usufrutuário de um benefício. Aposto que se ele tivesse um salário decente, ele moraria por conta própria. Independência bate qualquer luxo emprestado. 
Acho essas teses chatérrimas. Se o cara é ou não rico em outro país, pouco importa. O caso é que no Brasil ele rala de garçon e em festa infantil. Que porre! Tem mais é que fazer tudo que pode, dentro da legalidade, para ficar rico. Pobreza não está com nada, e nem morar de favor. 

Em outro comentário, Dentista acrescenta:

"Só tenho que comentar o seguinte: 
Eu também entendo os telespectadores que dizem que essa semana deveria de fato sair a família pois mais para frente pode ser difícil e não está dando mais para aguentá-los. Fora que Gleici sem Gambá seria um refresco. No entanto, devo dizer que estou satisfeito que sairá o podríssimo Wagner, pois o que eu pedi, os deuses dos RSs entregaram: um Wagner bem queimado e exposto. Claro que dá para queimar mais, mas não vou ser mesquinho e pedir por mais torração. Afinal de contas, chamar alguém de “gringo paspalho”, “gringo retardado”, gringo X, gringo Y, gringo isso e aquilo, só demonstra o quanto ele é podre e escroto (sic). 
Não, “gringo” em si não é ofensa, mas quando usado em caráter discriminante, só é para ofender sim. 
Detesto gente que se acha mais merecedora de um país do que outras por ter nascido nele. Ele gosta de botar nos lábios que tem uma mistura indígena em seu sangue… mas vejam bem: só classifica como uma “mistura,” né? Tá na cara que vida afora ele gosta mesmo é de se apoiar nos privilégios que ter um lado predominante europeu rende – ainda mais no Brasil! Quero muiiiiiito que a audiência o massacre e jogue na cara dele esse lado preconceituoso, e de quebra que ouça de todos o que Viegas, no domingo, finalmente falou na cara dele: que é um belo dum leva e traz. Bem, a “apuradora” Nayara já havia cantado essa com a plaquinha da discórdia sobre a qual ele tanto mimimizou. Esse aí não me enganou nem mesmo durante a apresentação inicial. E ontem, durante o almoço do anjo, foi impressionante: nenhuma lágrima nos olhos ao ver a filha no telão (até Carudo – o Carudo! – ficou emocionado de ver a SOBRINHA no telão, gente!), e o primeiro comentário pós video foi: e aquele pôster com minha foto? Afff… tem um grauzinho de sociopatia nesse cara, e uma dose ENORME de egolatria. Vai tarde! O mais lindo é que ontem, hahahahaha, ele teve a cara de pau de falar para Gleici que eles são os superheróis de lá e que vão dominar. HAHAHAHAHAH. Olha o tombo em progresso para culminar numa eliminação orgástica hoje a noite! Ele jura por tudo que por ele ter armado um romancezinho com uma veterana de paredão, ele também é super bem quisto. Illusion tour pronta para explodir na decolagem! 
Tudo isso fez com que eu, que estava sem vencedor definido, conseguisse fechar: VOU VOTAR PRO GRINGO ATÉ O DEDO CAIR! Quem torce para ele? As piroqueiras? Adolescentes? Sofá? Me fala qual o esquema de votação que vou colaborar. Vamos dar o prêmio para o gringo “paspalho” siiiiiiiim. Para ensinar uma lição para essa gente escrota, intolerante, e leviana que: 1. ganha quem a gente quer / 2. gringo pode ganhar BBBRASIL sim! Se o país acolheu, se ele está aqui legalmente, e é cidadão brazuca, ele merece o que acontecer de bom com ele também. Essa coisa de ser gringo no Brasil é pessoal para mim pois meu pai é gringo (talvez o gringo mais gringo que tem, pois é americano), e veio para o Brasil há muito tempo atrás, veio por minha mãe, e porque a carreira dela que estava dando certo aqui. Com o tempo ele contribuiu muito para esse país: primeiro era jornalista, depois micro empresário, daí transformou a empresa em cia de grande porte, empregou muita gente BRASILEIRA principalmente, e de quebra revolucionou a área de atuação ao, como se dizia nos anos 90, informatizar um setor que era totalmente tocado a papel e caneta no passado. 
Viva meu pai americano que abraçou o Brasil, ama o Brasil, e poderia muito bem ter convencido minha mãe a ficar nos EUA por toda as facilidades que aquele país oferece em relação à terra brasilis, mas mesmo assim foi corajoso em escolher amar o Brasil. P* no C* de quem falar que meu pai merece menos o Brasil do que quem nasceu aqui. 
Sobre o texto do Piloto, nada novo pois Piloto SEMPRE DISSE que ver RS como adulto tem que ser de cabeça aberta para mudar de ideia. Nada diferente do que eu penso. Escrevi, sabe-se lá em que post, que RS bom é o que nos permite ver a transformação de uma pessoa e eleger aquela que, comparada consigo mesma, sairá de lá melhor e merecedora. Nem sempre a única vitória é o prêmio final, pois sair de lá com boa fama (no que se refere à integridade) nunca faz mal e sempre rende frutos aqui fora. Mas curti o Piloto com suas alfinetas na cara das “crianças”. O duro é saber que muito das crianças já tem cabelo branco! Dito isto, só observo ainda que Gleici ter feito dancinha na cara da Patrouxa eliminada não é um pecado mortal. Ela não ter repreendido Wagner de massacrar Kaysar não condiz com os posicionamentos dela. A repreendidinha no cara, do tipo “(com meio sorriso) para de falar assim” foi vexatória. 
Mas sigo dizendo: não misturem o que torcidas falam com o que a pessoa desempenha lá dentro.

Se Gleici vencer, não tem problema nenhum para mim. Mas família bitoca (que eu tinha ojeriza no início e depois passei a tolerar como Piloto e muita gente aqui) não merece nem 4o lugar! E que bom que Wagner não entra entre os 5 finalistas!" 




Nenhum comentário: