1 de abril de 2018

Kaysar, você é o Cara!

Sempre critico a edição, Tiago Leifert, sua parcialidade e inconveniências. Todavia, como prezo a imparcialidade, não posso deixar de tecer elogios merecedíssimos ao apresentador e à edição desse sábado. 
Ao dizer que a produção se sentia orgulhosa de Kaysar e de Jéssica pela garra com que suportavam bravamente quase 30 horas de prova, Tiago fez justiça ao esforço e empenho dos dois. Nem Kaysar e Jéssica sabiam que estão no segundo lugar entre todos os que conseguiram ficar tantas horas numa prova. Entraram para a história do BBB. 
Tiago reconheceu que a atitude de Kaysar devolvendo a bolsa à equipe adversária foi UM EXEMPLO para o Brasil. Realmente, o gesto nobre de Kaysar não poderia ser deixado de fora da edição, com os devidos elogios. Então, pela primeira vez em muito tempo aplaudo Tiago e a produção que preparou a edição. 
Viegas e Breno também foram valorizados e contemplados com elogios, especialmente Viegas pela tentativa de superar a falta de Breno para ajudá-lo por estar esgotado. 
Quem não gostou muito de ver os quatro no pódium, e Kaysar como protagonistas de uma façanha pouco comum no BBB, algumas pessoas parece que passaram mal. Inveja e falsidade é treva!

A festa foi um festival de falsidade e bajulações rasteira com o Líder que ridicularizavam pelas costas.

Prestem muita atenção em Ayrton. Ele quer a todo custo prejudicar Kaysar no jogo, agora então, que Kaysar foi elogiado por Tiago, ganhou carro e é líder, A INVEJA ESTÁ GRITANTE! Além de irritar Kaysar com perguntas descabidas sobre sua vida, ele já começou a se vitimizar, dizendo que Kaysar o deixou de lado, dando a entender que o líder é falso.

Ayrton é baixo demais, está querendo irritar Kaysar com reclamações de que está sendo deixado de lado, atrapalhado a conversa dele com Jéssica, metendo-se ao ponto de, ao ser anunciado que o quarto estava liberado, o cara correu atrás de Kaysar até a dispensa e veio com o estojo que guarda o colar do líder, conseguindo ser o primeiro a entrar no quarto. Precisou Kaysar chamar Jéssica, porque Ana Clara já estava na fila para entrar com o pai. 

Em seguida, entraram Wagner e Gleici. Esta foi agarrando Kaysar pelas costas, abraçando-o como se fosse amiguinha de infância. Esqueceu rápido que falou dele pelas costas, esqueceu os ataques de xenofobia contra a presença dele no BBB. Se esta moça sóbria já é uma explosão de chatice, bêbada fica intolerável, saliente, ruidosa e metida. Ficou alugando os ouvidos de Paula para falar em situação financeira, em quem merece ou não o prêmio, quem tem mais e quem tem menos necessidade, etc. A moça está obcecada! Que conversas tolas, tediosas e impertinentes. 
O que o medo do paredão faz com um frouxo como Wagner. O cara mal olhava na cara de Kaysar, vive fazendo a cova dele pelas costas e tem a cara de pau de se fazer de íntimo e amigão. Nojo define!
            



Ontem o FALSO palhaço de circo Ayrton, mal saiu do quarto do líder, onde fez seu showzinho de bajulação rasteira, foi comentar com Wagner que Kaisar é rico, que as roupas nas fotos são de genter rica. O outro falso concordou:  Pobre não sabe nadar bem como ele nada".
E o papinho asqueroso continuou, com Ayrton dizendo  pelas fotos que eu vi da família do Kaysar, eles tem condição boa. Podem ter perdido tudo, mas eu não caio nessa.
Wagner, mais uma vez, concordou: "Com certeza! Eu também não caio nessa. Vê-se que ele não é pobre até pelo jeito dele nadar. Quem é pobre não sabe nadar. Eu não caio na dele".  
Esses dois asquerosos, corroídos pela inveja, cegados pelo despeito, sequer notaram que as fotos são de 10 anos atrás, da época em que Alepo ainda estava de pé e a família vivendo feliz.  Claro que tinham recursos, que gozavam de uma excelente situação financeira que a guerra solapou.
Ayrton sabe como ninguém ser maldoso e falso de dar asco. E é um privilegiado pela mediunidade auditiva, tem o mesmo dom de Dona Mercedes da novela das 21:30h,  conhece perfeitamente todo os passos do jogo... Afinal, "ELES" falam, AS VOZES dos espelhos falantes que, como o "Boráculo", tudo sabe, tudo prevê.     
 Kaysar não sabe vê ninguém sozinho, excluído de alguma maneira... Viegas saiu da festa e ele foi atrás para dar uma força! Ele fez isso com Breno e com o falso Ayrton. Precisa ser muito altruísta para isso, abdicar de si, do seu lazer para dar apoio a quem ele percebe que está para baixo. Esse é o verdadeiro Big Brother.
Gente, Kaysar precisou de muita diplomacia para livrar-se dos falsianes e ficar sozinho no quarto. Quando conseguiu pode dar vazão às emoções represadas.
Olhar dele olhando a foto dos pais! Não consegui reprimir a emoção diante da forte expressão do seu olhar: mistura de dor, saudade, esperança, tristeza. 
Sem conseguir chorar, depois de contemplar as fotos dos pais, Kaysar deu um grito enorme para se aliviar. Por trás dessa dor há um mundo a ser desvendado: um ser humano fascinante a ser descoberto.
                            
Há pessoas que, mesmo mutiladas psiquicamente, possuem um tesouro escondido sob seus escombros. Sonhar no meio de pessoas vazias, que parecem ter deixado de acreditar no sonho, é um desafio que Kaysar enfrenta a cada dia: o sonho de ter seus pais ao seu lado, livres dos horrores da guerra.
Kaysar tem profundas feridas abertas horríveis. Ele não consegue mais chorar. Então ele grita. Típico comportamento de um vivente de guerra, carregando na alma todos os traumas pelo que viu e viveu. Eles não conseguem chorar. Esse cara lindo por fora, tem feridas dolorosas dentro dele. Ele não está fingindo. Pena que a ignorância dos brasileiros, que nunca passaram pelos horrores de uma guerra, não consigam alcançar a dimensão do drama de Kaysar.
A excelente educação que recebeu pode ser notada nos mínimos gestos. Quem não viu ele abrindo a porta do carro para Jéssica entrar? O respeito que ele demonstra pelo falso Ayrton, a filha dele e a própria Gleici estão longe de saber o que seja.

Foi difícil ficar sozinho e ter um momento para curtir a festa com Jéssica. 

Nenhum comentário: