30 de março de 2018

Kaysar e Jéssica: namoro ou amizade?



A edição de hoje não foi das piores. Tiago falou com todos, estava bem soltinho e fez uma pergunta a Kaysar cuja resposta me lavou a alma, porque deu a oportunidade a ele de dizer, com suas próprias palavras, o que se passou com ele naquele momento em que começou a gritar.
Tiago Leifert pergunta para Kaysar qual é a sensação de voltar do seu primeiro Paredão. "Bem louco", define o sírio. Mas, o que foi que o levou a dar aquele grito?
Ele responde:"deu uma lembrança, como um filme, muito rápido, de minha vida inteira, de tudo, fiquei louco, deu uma emoção forte, muito rápido, baixa, alta, deprimida, alegre. Não aguentei, comecei a tremer, como se estivesse com eletricidade. Não dá para explicar, cara. Mas, foi uma coisa boa, fiquei muito elétrico, não queria que ninguém encostasse, nem a pirata. Não gosto que toquem em mim nos momentos que estou extravasando".

Acredito que acertei na minha interpretação do que vi. Não interessa o que Ayrton disse sobre o "Ódio" no olhar de Kaysar. Também não houve nenhuma intenção de humilhar nem desrespeitar o senhor Lima, tal como eu afirmei. O mais são fake news sobre o caso, para denegrir a imagem do rapaz. De invencionices a Net está cheia. E chega desse assunto! Já deu!  Quero mesmo é comentar sobre Kayssica e o desenvolvimento de uma amizade linda que espero seja duradoura.

                            
Esse foi mais um momento lindo protagonizado por Kaysar e Jéssica, no dia da eliminação que me comoveu: quando ele chamou Jéssica para mostrar-lhe seu talismã: o medalhão com a foto dos pais e da irmã. Até esse momento, ele só o havia mostrado a uma pessoa, na primeira semana na casa. 


Como disse Titus Magno (by twitter), Jéssica e Kaysar são "dois seres humanos diferenciados. Indecifráveis, mas adoráveis. Muito se falou em "Encontro de Almas" no BBB17: enganaram-se, anteciparam-se, aconteceu foi neste ano, com Jéssica e Kaysar: ambos se identificam, ajudam-se a serem mais leves e melhores."
Vai vendo este momento abaixo, os dois lendo  um livro juntos, para Jéssica ajudá-lo com o vocabulário, ensinando-lhe o significado das palavras que ele não conhece. Esta cena me arrancou uma lágrima do olho. 

Prontos para a festa. Vai vendo a carinha contente dos dois, o carinho espontâneo, a naturalidade com que estão se aproximando.


Hoje, à tardinha, eles brincaram, conversaram e trocaram confidências. 

Kaysar até desabafou sobre algumas coisas pessoais. Jéssica contou que nunca perdeu pessoas próximas e Kaysar revelou:"Já perdi muitas". Em seguida, ele quebrou o silêncio e falou sobre seu passado na Síria: "Parece um filme. É pior que um filme. Às vezes me dá uma lembrança. Eu fico duro e enfrento". 
Depois, ele virou-se para ela e pediu um abraço. Abraçaram-se demoradamente e trocaram beijinhos um no pescoço e ombro do outro. Coisa linda de se ver. Bem diferente daquela relação forçada e possessiva de Patrícia com ele, que o fez ficar sempre tenso, calado, sem liberdade de escolha. Ela vampirizava suas energias. 
                  
Com Jéssica é um contato leve, livre, cheio de cumplicidade e companheirismo, respeito e admiração entre Jéssica e Kaysar. O que se passa com esses dois: é namoro ou amizade?  

Kaysar Dadour merece muito  ganhar o prêmio do BBB18, não só por sua história de vida, como por sua grandeza de caráter. Outro no seu lugar estaria explorando deste o início tudo que aconteceu com ele. Mas sua formação moral não permitiu que fizesse isto. Somente agora, quase no final e pegando confiança em um ou outro, ele se abre um pouco, muito pouco. Kaysar você merece o respeito do povo brasileiro, da mesma forma que você respeita e agradece o nosso país.
Meu coração o escolheu Kaysar Dadour e vou te proteger da única forma que posso, escrevendo a verdade, protestando contra interpretações equivocadas sobre seus atos, palavras e atitudes. Irei com você até depois do fim! Quero saber de sua vida pós-BBB, se trouxe seus pais, como está se sentindo com sua família ao seu lado. GRITA MAIS KAYSAR, GRITA SEMPRE QUE A DOR O MACHUCAR.

Postar um comentário