16 de outubro de 2017

A súbita e mágica paixão de Flávia por Marcelo!


Vocês prestaram atenção à cena em que Flávia disse para Marcelo que está apaixonada por ele? Perceberam a reação dele e as expressões fisionômicas dela, o tom da fala, os gestos? Eu saquei logo muita coisa, mas precisei rever o vídeo para ter a certeza das minhas impressões. 
O que me chamou mais a atenção foi a reação de Marcelo, quando Flávia declarou estar apaixonada por ele. Vejamos como se deu o diálogo: 
Ele havia levado umas patadas dela por causa da ajuda que ele deu a Marcos, na festa. Ela afastou-se dele mal-humorada, porque Marcelo disse que achava Marcos um cara bacana. Depois de um tempinho, ele foi atrás dela para conversarem. 
Ele- Flávia, você me trata muito mal. 
Ela- Eu não trato você mal, eu estou apaixonada por você. 
Ele- Hummm, como se me trata mal? 
Ela- Não! Eu estou apaixonada por você. É verdade! É verdade! Isso me assusta um pouco. Nessa segunda declaração, ela carregou muito na pronúncia bem explicada da palavra apaixonada e na repetição das palavras "é verdade". O que me soou muito forçado e falso. 
Pela cara que ele fez, ficou-me a impressão de que Marcelo ou não acreditou nessa súbita paixão ou ficou assustado. Talvez, porque também está jogando, não esqueceu a ex-esposa e não quer mais que uma ficância, sem grandes envolvimentos com Flávia. Surpreendeu-me ele não ter ficado entusiasmado por ter, afinal, conquistado Flávia! Achei estranho... 
Gente, o jogo fisionômico dela, o tom da fala, parecia estar ensaiando uma fala de personagem. Só que carregou demais na teatralidade, ficou artificial, sem um pingo de espontaneidade e verdade. Falsidade pura. Quando uma pessoa está realmente apaixonada, há um certo clima de encantamento, no olhar, nos gestos, no modo como se fala, que todos que convivem com o casal logo percebem que estão apaixonados. 
Não vejo nada disso nem nela, tampouco nele. Vejo tesão da parte dele, falta de sexo, carência. Amor, paixão, nem pensar! Falsidade pura. Casal forçado, como Yuri, sem um pingo de química. Flávia é bastante experiente para confundir atração física, tesão, com paixão. Duvido que ela esteja apaixonada. 
A cara de incredulidade de Marcelo foi de me matar de rir. Alguém ainda duvida de que Marcos tem razão?  A cara dele. Fala sério! Tiro no pé essa declaração mentirosa!!! 
Se ela não convenceu Marcelo que é um bobão, imagina Marcos que é inteligente e perspicaz.
Essa espertalhona só age por cálculo, segue bem direitinho o plano traçado antes de entrar na fazenda. Há uma semana atrás nem queria beijá-lo, inclusive falou para Mona e Monick que não estava muito certa de estar afim dele. 
Bastou Marcos desenhar o joguinho dela para, no mesmo dia, partir com tudo para o teatrinho da Julieta apaixonada por Romeu! 
Só sendo idiota mesmo para acreditar nessa atrizinha péssima. Nem ele acreditou. E, se acreditou, a reação dele não foi a de um homem apaixonado, foi frio demais, nem parecia aquele que ficava mendigando beijos. 
Talvez o que Marcos disse sobre ela o está usando por jogo, o tenha deixado com a pulga atrás da orelha, desconfiado. 
Ela, por sua vez, ficou com medo, depois que Marcos abriu os olhos de Iê Iê. 

Depois da festa, foi para a cama e voltou a sussurrar para o ingênuo Marcelo que está apaixonada por ele. E, segundo Yuri, a noite foi bem caliente, o edredom dava imensos pulinhos no ritmo de um animado sapeca iaiá. E o respeito pela filha? Heim, Flavinha? Esqueceu que sua filhota adolescente não pode vê-la beijando? Sim, sei: na fudelância aloprada, pode, né?! O engraçado é que Yuri disse isso na frente dela, que não deu piti, nem ficou o acusando de a estar difamando. Imagina se fosse de Marcos esse comentário. 
Marcos tem toda razão: ela está usando descaradamente o ingênuo Marcelo. O dinheiro corrompe, minha gente! O dinheiro vira a cabeça de quem não a tem preenchida com valores menos materiais.
Claro que ela tinha mesmo que ficar furibunda com Marcos, porque ele teve a coragem de falar as verdades na cara dela e desmascará-la, depois ainda conversou com Marcelo e explicou detalhadamente o motivo da animosidade entre ele e Flávia. Marcelo não tem estudo, mas não é burro. É um bom moço, que, por ser ingênuo e acreditar na boa fé das pessoas tornou-se uma presa fácil para o joguinho de casal de Flávia. 
Ela foi quem começou a perseguir e a tratar mal Marcos, vinha com o script pronto para, juntamente com Bombom e Nicole, detonarem o Doc. Só que as duas já foram eliminadas. Ela ficou sozinha para executar o jogo sujo contra Marcos. Teve a empáfia e a audácia de atacá-lo, sem ter peito para aguentar o contra-ataque do Doc. Mesmo assim, aproveitou o ensejo para seu teatrinho de circo, dando gritinhos, chorando, vitimando-se, sem aquela arrogância que usa no ao vivo! Depois foi chorar debaixo das cobertas, e, para seu azar, findou escutando a conversa de Mona, Monick e Mine dando razão a Marcos, também duvidando da verdade do romancezinho dela. Ela partiu para tomar satisfações com as três? Nada! Não tem mais argumentos para contestá-lo. Por isso ela odeia Marcos. Não suporta a certeza de que ele sacou e desmascarou o teatro dela! Sonsa, fingida e dissimulada!
Hoje, o casal já andou se estranhando. Flávia não gostou muito do modo como estava sendo tratada por Marcelo na cama. Ela pediu um carinho, mas ele disse que tinha quer ser mais bruto. Então, a loira mal-humorada pontuou as diferenças entre eles e o casal Yuri e Monick, dizendo: Marcelo eu não sou Monick e você não é Yuri. E ficou por isso mesmo. Ele fez tromba e ela ficou na dela. Vai vendo. Ela já está dando patadas nele. Vamos ver até onde irá esta farsa. Ela apenas o suporta. Não há paixão nenhuma.

Ninguém, na casa, está apaixonado.  Estão todos jogando, nem Flávia e Marcelo, nem Yuri e Monique. Esses dois então nem conseguem disfarçar que estão juntos por jogo e apenas se suportam, são muito sem graça, parecem dois casado há 30 anos. "Você não é o Yuri e eu não so
Postar um comentário