5 de março de 2016

As Reinações de Narizinho chegaram ao fim.


Pois,pois, foi assim que a Diva Protagonista encerrou sua tumultuada e engraçadíssima passagem pelo hospício do Projac: Ana bebeu todas, misturou bebidas destiladas com as fermentadas, dançou muito, apertou a bochechinha fofis do Monarca, confabulou sobre votos, bebeu como se a Lei seca voltasse a vigorar e finalmente, incorporou o espíritos de Teo Becker e de Mara Becker. No que deu? Ora, ora, deu em treta das brabas!!! Deu que minha menina endiabrada patinou na maionese e... plof  ultrapassou o limite da não agressão física. Será que narizinho acha que "um tapinha não dói, um tapinhaaaa..." Não dói, mas não poooode!
Na verdade, Ana ficou embriagada, perdeu totalmente o controle, o pouco controle emocional que tinha quando sóbria e, feito uma metralhadora giratória deu vazão à sua gana de provocar seus adversários, por sinal chatérrimos pra dedéu. Houve troca de alfinetadas, ombrada de Renan e Adélia jogou bebida no cabelo de Ana Paula. Uma lindeza de festinha de gente fina! Tanto glamour estou para ver!
Teve de tudo: Matheus de cuecas sensualizando na dança no mais refinado estilo Go.go boy, e, depois, fofocando para Geralda, também manguaçada, sobre alguma coisa que a Fofolete havia dito sobre a conversa entre as duas. A vovozinha ficou nos calos, esbravejou, disse cobras e lagartos com a mentirosinha do agreste e prometeu votar nela amanhã.
A insuportável quase-ficante de Matheus abusou no show lacrimoso da menininha coitadinha que se sente feia e abandonada pelo carinha que nada quer com ela... 
Vixe, que viajada a minha. Continuo com o relato das ocorrências circenses da festinha aloprada. Pois, pois: Adélia jogou cerveja nos cabelos de Ana e afastou-se. Ana a seguiu e começou um bate boca entre as duas fofinhas que se amam tanto! O reizinho Renan, no meio das duas, tentava impedir a briga. Esforço vão do fiel escudeiro da bundalhuda com sangue nos zóios.  Sobrou para sua linda carinha: Ana Paula Becker deu-lhe dois tapas no rosto e saiu equilibrando-se nos saltos.Tadinha da minha amadinha tresloucada, nem imaginava que estava assinando sua sentença de expulsão do Hospício mais vigiado do Brasil.
Pela manhã, levaram Ana Paula da casa. É de se lamentar que a Produção não tenha acatado o desejo dela de sair do programa, na festa da quarta-feira. Erraram feio. Que raio de psicóloga e de médico atenderam a participante? Não perceberam que ela chegara ao seu limite físico e emocional, que precisava de tratamento, nunca de retornar à casa? Se ela estava tomando remédios, não poderia beber tanto.
Agora, aí está o bafão medonho: Ana Paula expulsa da casa em um estado de saúde lastimável, o programa com o problema de preencher o tempo de duração do mesmo e o BBB16, de repente, caminhando para o marasmo, o tédio e a perda de uma audiência que era levantada por ela. Sem sua única protagonista, o reality perde a força, o interesse e o grande lucro nos paredões. Morou, Tochó?
 Não sou dilmista, portanto não perco a pinha por causa de participantes de BBB, por mais que torça por eles, fico só um tiquinho tristinha pela perda de quem tanto me divertia. Desejo a ela toda a felicidade que merece. 
Há, nas redes sociais, os que estão esperneando e clamando por justiça, alegando que Adélia foi quem começou tudo, jogando a bebida, em Ana, enquanto outros acusam sua majestade Renan de ter dado uma ombrada nela. Não vi a cena de perto, portanto não sei avaliar as culpas e as inocências. Sei que tudo está gravado e que a Produção examinará tudo sem nenhum interesse em prejudicar Ana ou os dois outros. 
De mim, o que posso dizer é que abomino gente embriagada, detesto conversa de bêbados e, mais ainda, de pessoas que não tem controle com a bebida, mesmo sabendo que só fazem asneiras, depois que enchem a cara.
Já chega ter que aturar a Fofolete bêbada, cada vez mais maluca e em escala ascendente na idiotice, nos dramalhões indefecáveis, nas lamúrias pueris e na representação incansável para as câmeras. Esta é a participante mais desequilibrada e a que desperta meus instintos mais primitivos, minha vontade de esganar. Dá-me náuseas a voz de gralha desafinada dessa caipira babaquinha. 
Não sei se a Produção vai mesmo expulsar Ana Paula Becker. Não sei se esta realmente merece ser expulsa. Não sei se Renan ou Adélia vão ser chamados para algumas explicações e novas advertências. O que sei é que se alguma coisa não for feita, o BBB vai se tornar uma cópia clonada de A Fazenda, onde a baixaria corre solta. 
Não era apenas Ana Becker que estava em ponto de briga, Adélia estava ameaçando de dar socos na boca da Diva, Ronan estava dando trela demais para a bebum. Eu estava esperando mesmo um grande atrito entre esses três. Sabemos que Adélia e Renan tinham planinhos safados de provocarem a ira de Ana, justamente para ela agredir o reizinho bunitin e ser expulsa. Pronto, aconteceu! Os dois estão numa felicidade sem limites, especialmente a bundalhuda. Renan é mais educado e discreto. Não é má pessoa. Se não tivesse entrado para a macholândia e passasse a ser influenciado por Daniel e, depois por Adélia, decerto seria um dos meus favoritos. 
Acima de todas as baixarias da noite ficaram meus dois favoritos: Ronan e Munik. Ambos deram a mais dedicada assistência a Ana Paula, com o espírito de Teo Becker incorporado. Gosto cada vez mais desses dois fofinhos. Geralda já cansou minha beleza. O meu banquinho reserva da torcida está desocupado.
Matheus ganhou a prova do Anjo. Decerto vai imunizar e dar o poder de indicar outra pessoa  à Fofolete. Isto me entristece mais que a saída da Protagonista. Já pensaram o porre que será suportar esta fingida no papel de toda poderosa?  Quem ela indicará para a berlinda?  Claro que será Ronan. Ou será Geralda? Amanhã saberemos. Até lá, vamos preparar os travesseiros para repousar na sonoterapia em grupo que será o BBB16. Feéééémmm.
Postar um comentário