10 de fevereiro de 2016

Quanto brilho, quanta alegria, mais de mil palhaços no BBB...


A edição de ontem foi ótima! O discurso de Bial não poderia ter sido melhor. As gozações com quem as merece fizeram-me dar boas risadas: “Bananan” (Renan) e Abacaju”(Juliana) e “El Gaton” (Daniel) foram apelidos que, dentro dos bem elaborados vts em que apareceram, vieram mesmo a calhar, atingindo em cheio os alvos pretendidos, veiculando as necessárias verdades sobre os três de forma cômica e certeira. Amei! 
Daniel foi caracterizado como líder de "quadrilha", Juliana e Adélia, como as que fazem "negociações duvidosas". Sobrou até para Matheus, caracterizado como o falso caipira. Bial estava inspiradíssimo, a produção não perdendo a excelente oportunidade para dizer exatamente o que esses quatro são. E, como já dizia certo comediante medieval português, “a crítica pelo riso é demolidora”. 
Antes de sair, Ana Paula aconselhou Ronan: "Tem que prestar atenção no que o Bial fala." 

O discurso de eliminação do apresentador, como sempre, foi completamente permeado de metáforas, subentendidos e alusões, mas logo no início do programa ele mandou uma dica mencionar para os confinados que hoje é quarta-feira de cinzas, remetendo à Fenix. Conforme reza a simbologia desse ser mitológico, Fênix é a ave que, após ser consumida pelas chamas e reduzida a cinzas, ressurge mais forte e poderosa do que nunca. 
Bial perguntou, ainda, aos participantes se alguém estava esperando alguma resposta do público neste paredão, em uma possível indireta para Daniel. Contrariada, Ana Paula respondeu: "Resposta de quem e para quê? A única coisa que ficaremos sabendo é quem tem a torcida maior. Mas para quem está aqui dentro, não tem resposta nenhuma". Ponto para sua inteligência! 
Melhor que a pergunta acima, foram as palavras do discurso de eliminação, cheio de metáforas, afirmando que eles “não sabem de nada”: Aqui fora, nós sabemos muito pouco, “e vocês aí dentro, em particular, não sabem de nada mesmo. Da missa, nem o terço. Ana Paula, Ronan, um de vocês está prestes a saber. Quem procura respostas neste paredão só terá tais respostas aqui fora. Aí dentro vai ficar um grande ponto de interrogação". Delicinha de discurso. Gente inteligente é outra coisa! Essa é a cereja do bolo que os apresentadores de A Fazenda não oferecem, com seus discursinhos mequetrefe nas eliminações do programa do Bispo Santo.
Fora da casa, Ana Paula foi levada ao quarto do segundo andar, sem entender nada do que estava lhe acontecendo. Logo apareceu Bial na telinha da TV instalada no aposento e explicou-lhe o que estava acontecendo, inteirando-a acerca da sua situação no jogo. Claro que ela, ainda com os nervos à flor da pele, que ficou perplexa. Aos prantos, eufórica e maravilhada, Ana Paula comemorou tão ruidosamente, que precisou ser alertada por Bial: "Calma, você não quer que te escutem lá embaixo". Ó delícia das delícias...
Gostando ou não de Ana Paula, e sendo ou não a vencedora do BBB16, é impossível negar-lhe o status de grande protagonista dessa edição, que já é uma das melhores do reality global.
Com efeito, foi uma idéia genial este paredão de mentirinha, vencido por ela que, sem sombra de dúvidas, já está gerando divertidíssimos momentos para quem segue o BBB16. 
Se por um lado, diverti-me demais com os vts, em contrapartida confesso que me emocionei várias vezes durante o programa, especialmente no momento da despedida de Ana Paula. Ali a jornalista estava inteira, toda ela emoção, sensibilidade e coração. Revelou seu lado afetivo, sua capacidade de amar, de ser delicada, abraçando as pessoas pelas quais se apegou, especialmente Ronan e Pequi. Ao ser anunciada a sua eliminação, nada de revolta, de imprecações, de palavras duras com os que a meteram no paredão. As palavras que disse a favor de Ronan emocionaram-me pela sinceridade. Mesmo sabendo que a eliminação era falsa, fui às lágrimas, pois sou uma irrecorrível sentimental, muito chorona e não resisti à expressão de tristeza dos dois emparedados que pensavam que era tudo verdadeiro. 
Ronan, que disputava o paredão falso com Ana Paula, foi o que mais sentiu a saída da mineira da casa, de quem ficou muito próximo desde o início do confinamento. Munik também chorou muito a partida da amiga. Geralda, antes de o resultado ser divulgado, fez um discurso carinhoso para Ana: "Foi muito bom conhecer você. Obrigada pelo carinho com que me recebeu. Você é muito humana, apesar de explosiva", disse.
Atendendo deliciosamente as expectativas das ruidosas redes sociais e dos seguidores do BBB16, que mal podem esperar até quinta-feira para conferir o choque dos outros confinados com o retorno de Ana Paula. 
Quanto vejo que a Abacaju, Cobrélia e El Gatón estão saboreando o paredão e a eliminação de Ana Paula, dizendo que Bial vai parabenizar sua liderança por ter indicado a pessoa que saiu, mais sinto um prazer sádico pelo mico que estão pagando essas duas ridículas! Não vejo a hora de chegar o momento da volta de Ana!!! Que regalo! Que doce deleite para meu sadismo! Hehehehehe.
O que me intriga e faz a diferença entre Ronan e os demais é nunca ter ouvido/lido uma nota sequer que o apontasse detonando a macholandia, o grupo de coração bão, por execrá-lo como se ele fosse a pior pessoa do mundo! Ele está tranquilo, um pouco retraído, talvez sentindo-se sozinho frente a indiferença dos demais, que o ignoram. 
Estou mais tranquila com a postura equilibrada de Ana Paula no quartinho de cima.
Ela fica conversando com a tv o tempo todo hahahaha, e sem exagero, sem gritaria, sem fazer o teatrinho insuportável que a doida Anamara fez. Ela não se deslumbrou, tampouco ficou achando que ganhou, apenas quer voltar pelo jogo, pelos poucos amigos!
Mesmo quando estão falando mal dela, ela responde com serenidade, não está se achando a justiceira, a protegida dos deuses...
Gente! Eu mal posso esperar para ver as caras de Bananan, El Gatón e AbacaJu na quinta-feira!
E a alegria de Ronan, quando vir sua parceira surgir das cinzas, qual Fenix renascida!
Bom demais, banquete de emoções para quinhentos talheres, sobremesa, licor e cafezinho! Supimpão!
Hoje é dia de festinha. Vai ser um prato para ela, depois que a marvada da cachaça começar a subir às cabeças.

Postar um comentário