12 de fevereiro de 2016

Falando sério!


Enquanto alguns confinados estavam na cozinha conversando, Tamiel e Daniel ficaram na sauna. Sempre centrado, o professor de Ecologia falou sobre as dificuldades de um jogo de confinamento. "Eu não tenho nada contra ninguém aqui dentro. Não é hipocrisia. Não tenho nada contra, mas aceitar todos é um exercício", analisou Tamiel.
O carioca El Gatón perguntou qual a opinião de Tamiel sobre o seu caso. "Foi algo de empatia de alma", opinou, sobre o problema de relacionamento do louro com Ana Paula.
Daniel se defendeu: "Eu não fiz nada para essas pessoas...". Ai, meu pai! Reza que é macumba!
Tamiel acha que o jeito que Daniel de tentar apaziguar as coisas, pode ter criado uma rejeição: "É muito mais fácil rejeitar do que aceitar. O seu modo de ser incomodou: querendo apaziguar A, querendo apaziguar B, querendo colocar os pingos nos 'is', arrumar as coisas". (sendo metido a perfeitinho, bonzinho, docinho e alegrinho 24 horas e até dormindo, sempre tão chatinho.).
O professor de Ecologia ainda falou o que o incomoda em alguns participantes, sem citar nomes. "Estou exercitando a aceitação, mas está minando o meu psicológico. O modo de ser, a falta de educação, o individualismo, a falta de comprometimento, a mentira. O convívio, o banheiro, o lixo, a comida, a malandragem, a falsidade, querer aparecer toda hora para as câmeras, a alegria exacerbada, que soa falso. Não é A, nem B. É algo em conjunto. As frases feitas", criticou.

Pena que Tamiel seja feiosinho de rosto, que não seja bombado e tatuado, que não seja falastrão e pegador... Se fosse tudo isto, decerto estaria sendo o favorito, teria todos os olhos e simpatias voltadas para ele, alucinaria as torcidas, explodiria o universo twitteiro e deixaria a turma do sofá se descabelando. Infelizmente, ele é apenas o tipo que não arranca suspiros, é o cara para o qual nenhuma mulher vai olhar e dizer, se benzendo: Piteuzinho! Multiplica, meu pai! 
Como ser humano, Tamiel é o melhor que há no BBB16. 

Deixo bem claro, para quem ainda não entendeu e perde tempo criticando minhas escolhas e rejeições, quando estas não coincidem com as suas, que não torço por nenhum dos que estão concorrendo ao prêmio milionário, nenhum tem o perfil que me seduz, que me conquista e que me leva a torcer com convicção e entusiasmo. 

Se tivesse que torcer por alguém, por afinidade e coincidência de valores, este seria Tamiel. Lastimo que ele vá cair no primeiro paredão em que cair. Todavia, resta a satisfação de saber que sua passagem pelo BBB16, se não foi a mais glamourosa e sexy, foi e está sendo, sem sombra de dúvidas, a mais bonita de ver, a que deu os melhores exemplos de retidão de caráter, de dignidade, de honestidade, de lealdade e de respeito pelo outro. É, enfim, o cara decente, em todos os sentidos, que deixa atrás de si um legado precioso de bons exemplos para a juventude do nosso País, tão afogada na lama da improbidade e da vileza humana que desfila em nossos noticiários. 
O único defeito que não gosto no ecologista são os palavrões que usa desnecessariamente, como se “porra” e"pqp" substituíssem as vírgulas que pausam suas falas. Mas, nem tudo é perfeito, né mesmo? Ainda mais que este pecado está na boquinha dos demais ditos machões da casa, com exceção gloriosa de Ronan. Este fala o melhor português, sem palavrões e sem baixarias. 

Isto posto, deixo bem claro que não torço por Ana Paula, não gosto nada da forma histriônica, desaforada, mal-educada, excessiva como ela se comporta. Abominei a atitude dela com Laércio, mas amei a forma como apoiou Ronan, o que nunca foi a “pior pessoa do mundo”, como rotulou o santarrão da macholândia, o que, como Lula, não sabia de nada, jogando o estudante na fogueira da Inquisição. Quero que ela tenha vida longa na bagaça, que me divirta pacas com suas tiradas e loucuras, que meta o terror na casa e nos bundões metidos a machos alfa e, depois que os piores que ela forem defenestrados, ela saia do programa, livre, leve e solta, para ser doidona no colinho do papai.
Concordo com os que acham que ela é muito intensa. Acho que perde a mão quando fica nervosa. E como fica nervosa muito facilmente, porque tem o pavio curtíssimo, fica explodindo e pipocando de dar agonia. Não vai ser a vencedora do BBB16, a não ser que mude milagrosamente seu comportamento e forma de se relacionar. 
O fato inegável é que nas vinte e quatro horas em que ficou fora da casa, nada aconteceu de interesse. O interessante ficou exclusivo e absoluto nas falas e reações, por vezes hilárias, de Ana Paula, trancada naquele quarto e dominando a cena. Não havia mais para ninguém! Adorei as reações dela, suas tiradas e comentários. 
Eu  quero que ela fique até pertinho da final, como não quero que ela ganhe esse BBB. 
Também não torço por Ronan. Mas, não concordo com linchamento moral que tentaram fazer com o rapaz, imerecidamente. Não pretendo fazer coro com os que acham por bem desmerecê-lo e rejeitá-lo. Se pisar, realmente, na bola... Aí a coisa muda.  
Para comentaristas que entram na caixa de comentários deste blog para dizerem asneiras, para fazerem interpretações sem noção sobre o que leu e não entendeu (sinto, mas não posso desenhar). Contanto que não insultem os demais comentaristas nem passem do ponto comigo, vou liberando os comentários. Os que ultrapassam seus limites são bloqueados. Certinho? Fui bem clara? Então, que as /os adolescentes ou as/os que se comportam como tal, fique cada um em seu quadradinho. 
Postar um comentário