15 de fevereiro de 2015

Cansada de sentir a vergonha alheia


Desde ontem venho assistindo o grotesco espetáculo de tortura e crueldade infligido aos três participantes do BBB15, escolhidos pela Pomba Lesa Tamires para ganharem o Castigo do Monstro. Agora a tarde, liguei o PPV e lá estavam Fernando, Aline e Adrilles visivelmente deprimidos, sem poderem se alimentar direito, visivelmente estressados, enquanto o grupo das cobras venenosas confabulavam com o bostinha do Líder sobre a armação do paredão que deverá pôr em confronto dois dos acorretados. E como riem, como se divertem com o sofrimento deles. A retardada que os condenou a tal suplício, está incomodada com o perigo de Adrilles ir para o paredão e resolveu dar ao Poetinha ao imunidade do Anjo.

Aline com a luva de madeira, coberta com tecido.
É inadmissível que seja permitido a um programa te televisão que, além de manter pessoas confinadas, sem nenhum contato com quem está fora da casa dos condenados, sejam submetidos à sanha vingativa de uma cambada de mulheres mal amadas, recalcadas, feias e doidas para maltratarem seus desafetos. 

Onde este espetáculo dantesco é um "reality" show? Esse tipo de "realidade" só existe no submundo da bandidagem, do crime, onde qualquer tipo de tortura é válido. Claro que a produção é a maior culpada por está fomentando a crueldade no programa. Já haviam dado um Saci para Marco que o obrigou a ficar com as pernas amarradas, pulando com os pés atados em um sapato que lhe feria os tornozelos. Na semana seguinte, ele foi obrigado a receber o segundo castigo do monstro, tão sádico quanto o primeiro. Vale salientar que todos os castigos do monstro têm sido dados ao grupo menor, pelas pessoas envenenadas pelo ódio, pela crueldade e pelo gosto de ver o outro padecer. E não é apenas no castigo do monstro que a crueldade e a tortura correm soltas. Também na Prova da Comida as coisas não são diferentes. Obrigar as pessoas a passarem semanas alimentando-se apenas de feijão, arroz, ovo (1 por dia) e leite (um copo para cada pessoa). E o pior, os que "Estão com nada" têm que comer junto com a turma do "Está com tudo", suportando as piadinhas dos demais, chegados a uma baixaria. César, com aquele físico colossal, já está nesta esquálida dieta desde que entrou no programa. 
Alguém poderia dizer: eles estão lá porque querem. Todos estão lá pelo mesmo motivo. Mas, ao assinarem o contrato não sabem que castigos de monstros lhes estão reservados, tampouco sabem que tipo de gentalha ordinária vão meter na casa. BBB da diversidade, uma ova! No mau caratismo, na crueldade, no cinismo, na ausência de freios morais e de princípios nobres todos os que fazem parte do grupo chefiado pela serpente venenosa Angélica/Capeta se nivelam, inclusive a Vesga descarada e seu Boneco inflável que usa na cama e controla com rédeas curtas. 
Apesar de não gostar nada de Fernando e Aline, jamais desejaria para eles a tortura pela qual estão passando. 
Tamires foi podre! Não passa de uma covardona, incapaz de uma atitude, de agir com independência, sempre subserviente, lambendo o veneno que a pérfida Angélica e Apanda vão deixando por onde rastejam. 
Aceito provas de resistência duras, porque as pessoas não são obrigadas a ficar até o fim. Até aceitaria que ficassem somente acorrentados, ou apenas com a mordaça, sem visão e com a luva que tira o tato. Porém tudo junto, é muita perfídia, sadismo e tortura. Além de ser profundamente humilhante a situação. Se não fosse a solicitude de Mariza, ajudando-os a se alimentarem, a escovarem os dentes e beberem água, não sei como se arranjariam. Ir ao gabinete sanitário para as necessidades fisiológicas é deprimente, pois não conseguem fechar a porta totalmente, permitindo que os dois outros percebam o que se passa quem entra. É muito constrangedor, é um desrespeito à dignidade da pessoa. 
Até agora tenho comentado o BBB15, procurando levar na brincadeira as mazelas das pessoas, buscando fazer piada mesmo com episódios que me dão asco. Mas ver cenas de tortura não me divertem, ao contrário, revoltam-me, fazem-me mal, muito mal mesmo.
Já chega a violência que enfrentamos nas ruas, já basta termos que suportar a bandidagem de um governo petista corrupto, a fraude nas eleições para Presidente da República, a desmoralização da Petrobras, a vergonha do Mensalão e, mais que tudo, ter na Presidência do nosso país uma mulher que mente, engana, leva o Brasil para o sucateamento e a desmoralização absoluta. Se o BBB15 pretende ser a cópia clonada de tudo isto que nos oprime e envergonha... Então, prefiro não assistir mais. Estou cansada de sentir a vergonha alheia.

Quer canalhice mais nojenta que ver os canalhas Tamires, Luam, Angelica, Amanda e o casal mal caráter comerem no quarto o pão que o cafajeste Luam roubou. Fizeram um farto lanche, enquanto na cama ao lado deles Cézar via tudo. O cabrão pernóstico e do alto de seu sarcasmo e má índole ainda olhou para ele e sorri, sem o mínimo respeito para o jejum forçado do colega.Essas pessoas não tem moral, caráter, educação, solidariedade, companheirismo e vergonha na cara. Porque não foram comer na cozinha, na piscina, no jardim ou na pqp? Bando de covardes, palhaços, da pior qualidade. Lixoooooo todos eles, depois foram para a varanda. Fede essa gentalha asquerosa. (Este último parágrafo foi deixado por uma comentarista desta postagem).
Postar um comentário