16 de janeiro de 2019

Enfim, o BBB19 começou! Salve! Salve!





Ao contrário dos anos anteriores, o "BBB19" começou na manhã da terça-feira sem o testemunho do público. Portanto, o que nos deram como estreia foi uma edição editada, confusa e morna. 
Realizaram uma prova, que teria sido interessante de ver, se não nos tivessem apresentado de forma confusa e entrecortada. A referida prova, que deu duas imunidades, para Gustavo e Danrlei, pecou pela falta de transparência, bem no estilo Carelli


A prova de imunidade realizada fora das vistas do público, até do PPV, foi um medonho jato de água fria na expectativa e empolgação dos que acreditaram nas mirabolantes promessas enganosas de Boninho. Nas redes sociais, os internautas estão super afim de se divertirem muito com o BBB19. Sinto muito, Boninho, mas você detonou a magia da estreia! Quebrou o nosso barato! 
Não era para ser o BBB19 conectado com o público, o BBB inovador, que marcaria a Nova Era!? Que fiasco da peste! 
Esse foi o primeiro pé na jaca dessa temporada. Prova sem fiscalização do público? Mostrada de forma atabalhoada e ainda se deu ao luxo de desclassificar a dupla vencedora, alegando que examinaram a fita e verificaram que a cordinha que amarrava Rodrigo e pelos pulsos arrebentou. Mas, honestamente, a dupla se deu as mãos e continuaram presos um ao outro, até a chegada ao botão vermelho. Logo depois, Tiago, com aquela sua cara de bunda, anunciou que a produção examinou a fita e verificou que a cordinha da dupla vencedora havia se partido no meio da prova. 
Na cara de pau, desclassificaram a dupla Rodrigo e Vinício, passando a vitória para a dupla que ficou em segundo lugar: Danrley e Gustavo. 
Essa desclassificação de Rodrigo e Vinicius foi afrontosa. Que culpa teve a dupla por a corda ter partido? Eles se deram as mão, o que deu na mesma coisa. A falha foi da produção que não examinou o material usado na prova. E Rodrigo ainda saiu ferido no pé.

Na sequência, os 17 participantes entraram na casa e começaram a interagir. O espectador que assistiu à estreia na Globo, à noite, viu tudo isso de forma retrospectiva, com a exibição de uma série de VTs. Parecia trabalho de principiantes tontos que não sabiam para onde ir.

É frustrante não ver a chegada dos participantes ao vivo, eufóricos, gritando "uh,uh!" ao pisarem na grama, todos com cara de Alice no País das Maravilhas. Mas a flopada invencionice de começar o programa com cenas gravadas deve facilitar bastante a censura, o corta aqui, corta ali, etc. 

Outra coisa que sempre foi uma parte importante na estreia era a apresentação dos 17 participantes, ao vivo. É nessa hora que o apresentador instigava cada um a falar de si mesmo, de suas vidas, cutucando a vaidade deles. Aí, era uma delícia de semostrância, uma apelação da peste, um show egos inflados. Todos se achavam maravilhosos, fodásticos. 
Na sala, com todos reunidos, ao vivo, Tiago Leifert deu as primeiras estupendas dicas modelo Madre Tereza de Calcutá: "Não esqueçam, é game, hein? Procurem vencer as provas, fujam do paredão, conquistem o público. Porque é assim que se ganha".
Muito bondoso e mui amiguinho dos confinados, Tiaguito continuou seu discursinho, desta feita mediunizado por algum espírito zombeteiro: "Não esqueçam de disputar a preferência do público. É muito importante. Você que nesse primeiro dia preferiu ficar mais observando o que está acontecendo, isso poderá custar caro mais para a frente. Você também que resolveu falar muito e participar muito, também pode lhe custar caro. A gente nunca sabe o que o público está pensando. A decisão é deles." Ou seja, mas confundiu que ajudou... Querer dar uma de Bial a essa altura, não dá mesmo, né?
Querendo ser engraçadinho, Tiaguito findou sendo grosseiro e desrespeitoso com a moça vegana, depois que ela disse que comeu pão com tomates e legumes, e ele falou “mas pão leva ovo de galinha” (veganos não come nada de origem animal, nem ovo). A moça ficou confusa, aflita e vexada por não saber dizer se o pão servido na casa tinha ovo ou não. 
Tiago, perdendo uma magnífica chance de ficar calado, quando submeteu a vegana a uma desnecessária e deselegante humilhação, ao dizer que estava havendo um protesto de Galinhas na porta do Projac, manifestando descontentamento. Queimar a moça logo no primeiro dia, num programa de estreia, foi de uma indelicadeza revoltante. 
Não gostei da decoração da casa, sombria, com efeitos geométricos que confundem a visão. O excesso de informações por toda parte é estressante até para quem assiste.
A piscina parece de água suja. Toda revestida de cinza escuro, dá uma impressão funesta de lama. O jardim perdeu as plantas. 
Quanto aos participantes, prefiro não dizer nada ainda. Só um comentário maldoso: temos uma versão de Jojô Todinho na casa, fala mais que uma gralha com formigas no rabo. E a bicha fala pelos cotovelos, com aquela voz gritada de gente mal-educada.
Gostei do sorrisão e do cabelão de Gabriella e de todos os homens. Que saudade de Kayzar! 

Gente, vou demorar a escolher uma pessoa para torcer. Depois de ter torcido por Kaysar, aquela lindeza de ser humano, vai ser difícil encantar-me por alguém desse time do BBB19 que mais parece um bando de convidados para uma animada balada. Não vejo o perfil de jogador, estrategista, do tipo Rafael Ilha, Marcelo Dourado, Max, Dominni, Alemão, Alberto e outros. 
Espero mudar de opinião, com o passar dos dias. Na verdade, é muito cedo para fazer escolhas, julgamentos, etc.

14 de janeiro de 2019

Não acredito que Fábio tenha sido eliminado! Isso é jogada de Bonis!


Depois de muito matutar acerca da eliminação de Fábio, por um motivo tão fútil e, principalmente, porque Boninho não divulgou logo o motivo do rapaz ser dispensado, mencionando apenas uma suposta infração no contrato. 

Outra coisa que me está encucando é o silêncio de Fábio. Ele já era para ter metido a boca no trombone e relatado o que levou o diretor a expulsá-lo, acusando-o de comportamento inadequado. Isto dá margem para interpretações as mais comprometedoras que poderão prejudicar a imagem do atleta, seu bom nome no esporte. Vale lembrar que Fábio é campeão brasileiro de MMA. 

Lembro muito bem que Bonis disse que haveria uma "bomba" logo na estreia do BBB19, que deixaria os participantes atordoados, perplexos, perdidaços sem entenderem bulhufas do que estaria se passando. 

Pois bem, acho que essa bomba tem muito a ver com a exclusão descabida de Fábio. Desconfio que tudo não passa de uma jogada de Boninho e que Fábio seria uma peça importante na mesma. Sou capaz de jurar que foi tudo combinado com o atleta e que ele está muito bem escondido num hotel. Por isso não tem substituto para ele. Claro que há vários candidatos de ambos os sexos para serem chamados em caso de desistência, como é comum acontecer até ainda no confinamento no hotel. Portanto, não acredito que seja verdade a exclusão de Fábio.

Corre um boato nas redes de que um ex-BBB estará de volta ao jogo e tem relação com o famigerado “quarto branco”. Tanto que estão falando que esse ex-BBB é Léo, aquele rapaz que não aguentou ficar trancado e pediu para sair, sendo por isso eliminado, seguindo as regras dessa prova de resistência emocional e psicológica.

Boninho voltou à direção do BBB cheio de energia e de ideias novas. O próprio cotidiano da casa foi mexido, as compras da casa não serão feitas como antes, não haverá prova da comida,  nem a divisão entre os que estão no "Tá com tudo" e os que ficam no "Tá com nada".  Cada um receberá suas estalecas e poderá fazer as compras para si mesmo ou partilhar com a casa. Mas, se a coisa não der certo, irão todos para o "tá com nada! Genal! Vai dar muitas tretas essa questão da comida.

E tem mais, falam que nas primeiras semanas, são os participantes quem votam para a formação do paredão e, depois, serão eles mesmos quem indicarão quem vai ser eliminado, sem a interferência do público. Já pensou a treta que isso vai dar? 
Bom, meu povo, posso estar delirando, no caso de Fábio. Mas, é essa a minha opinião: ELE NÃO FOI ELIMINADO!  VAI VOLTAR AO JOGO. 

Enganei-me redondamente. Fabio não retornará ao BBB19. Ele próprio já declarou isso e vai cuidar da vida promissora que tem no esporte.  Sem criticar a Globo, ele disse que hoje, segunda-feira, dará uma explicação para o ocorrido, que não tem tempo para lamentar nada, pois sua agenda está cheia de compromissos.
Mas, ainda estou revoltada pela maneira reticente como o rapaz foi eliminado. Ele é um atleta famoso, merece respeito, inclusive por representar o Brasil em competições no exterior com vitórias que o orgulham.

12 de janeiro de 2019

A estranha expulsão de Fábio e as denúncias cabeludas contra Vanderson




Fábio Alano, sexto participante anunciado no "BBB 19" Imagem: Reprodução/GShow

Antes da estreia do BBB19, Globo surpreende, expulsa participante do programa e o motivo é impactante! Simplesmente por ser um motivo fútil: o rapaz tem o patrocínio de uma marca de trajes para academia. Ora bolas, que chamasse  Fábio e mostrasse a infração ao contrato e mandasse que ele escolhesse se queria ficar no BBB19 ou continuar com o patricínio. Claro que ele ficaria com o patrocinador. Mas, sairia da disputa como desistente, de cabeça erguida, sem a onda de buxixos provocados pelo mistério tentencioso que Boninho, dando margens a que se pensasse coisas muito graves e desabonadoras a moral do lutador. Foi feio, Boninho! Muito feio! Mais uma das suas pataquadas imbecis!
Eita lê, lê, a verdade é que o parquinho já está pegando fogo
antes de abrir as portas! A atitude do diretor surpreendeu todo mundo neste sábado 12 em relação ao BBB19.  Desclassificar o participante Fábio da atração, um rapaz de 27 anos, que é professor de Educação Física, lutador,  havia sido anunciado na atração na semana passada e gerado grande comoção por conta do corpo atlético. Segundo a emissora carioca, a produção do BBB “tomou conhecimento hoje de fatos relacionados ao participante, avaliados como inadequados ao perfil dos competidores conforme o regulamento do programa” e por isso tomou tal decisão. O fato é que não foi esclarecido o que seriam os tais “atos relacionados ao participante, avaliados como inadequados”, sem explicar que atos seriam esses, deixando a impressão de coisas muito reles ao ponto de requerer a expulsão do moço. 
Sendo assim, a atração vai estrear  com apenas 17 participantes e não os 18 previstos inicialmente. Isso, se não for expulso mais um dos homens,  segundo os falatórios que circulam nas redes.  Não dá para entender que não haja outros candidatos na reserva para suprir esse tipo de lacuna.  Começou mal, né Boníssimo diretor?
Eu não simpatizei com Fábio, achei-o com pinta de cafajeste e boçal. 

Essa postagem está mesmo azarada. Os dois homens que escolhi para comentar estão com um mundo de acusações pesando sob suas cabeças. Depois de Fábio, começaram as fofocas contra Vanderson.

O homem é feio, tem cara de macho alfa, feições que parecem esculpidas em pedra, jeito de durão de homem rude e, ao mesmo tempo, demonstra ter um lado afetuoso e altamente humanitário, sensível e generoso. Sua preocupação com a educação, com o meio ambiente e com a natureza são notórias. Parece que me enganei nesse julgamento. O cara está sendo acusado de maltratar animais, até levá-loa à morte, nas aulas de biologia, segundo relato de um outro biólogo que o conhece bem.
Correm uns boatos cabeludos com Vanderson.  Inclusive como assediador compulsivo, covarde que bate em mulher e outras taras deploráveis do comportamento humano. Mas, se Boninho ainda não fez nada para apurar os fatos é que não devem ter fundamentos, caso contrário o diretor vai ter problemas na casa. 
As provas abundam nas redes, com depoimentos de mulheres, ex-alunas e ex-namoradas.
O homem não é sem conteúdo intelectual e é tem uma personalidade bem complexa, pois, ao mesmo tempo em que é formado em Biologia, dá aulas para indígenas sobre ciências da natureza e faz doutorado em Ciência da Educação na Universidade Nacional de Rosário, em Buenos Aires. 
É um grande conhecedor dos costumes indígenas, já conheceu 20 aldeias de índios ensinando Ciências da Natureza e tem um cocar que ganhou dos índios de uma aldeia na decoração do seu quarto. Usa duas pulseiras indígenas que são seus amuletos. Bem diferente a acreana inútil, com cara de índia sonsa, que, em vez de se preocupar com a causa indígena, perdia seu tempo sendo militante petista, metida a empoderada e defensora da causa feminista. Hoje, mora no Rio e quer ser atriz! 
Vanderson é sem dúvidas um perfil interessante, talvez o mais diversificado da edição por sua identificação com os índios, seu gosto pelos livros, seu jeito único de ser, como se fosse uma mistura de índio com intelectual. Pena que tenha um lado sádico com os animais e perverso com as mulheres. Vamos ver o que vai fazer Bonis!