19 de junho de 2017

Nunca aceite uma relação destrutiva!


Você acredita que os seus amigos e familiares estão se afastando de você? Você sente que está em uma relação destrutiva?
 Lembre-se que, em muitos casos, homens arrogantes em excesso, machistas exagerados, dominadores, agressivos demais são sociopatas, com componentes sádicos.
Recentemente, vivenciamos em dois realities Show dois exemplos chocantes desses tipos de homens brutalhões e sem noção de respeito não somente com a mulher, como com as mulheres em geral: Dr. Marcos Harter (BBB17) que ultrapassou todos os limites tolerados pelas normas do programa e foi expulso da casa. 


O outro é Frank, o troglodita que tortura a mulher com humilhações e até castigos sádicos, no realite Power Couple Brasil. Pena que esse último não tenha sido expulso também. Talvez porque o método de maltratar a mulher não envolva agressão física, como no caso do médico do BBB17. Suas agressões, pesadíssimas, são verbais e por meio de castigos, como forçá-la a fazer esteira por 2 horas duas vezes ao dia. 

Confira estes sinais e coloque um fim neste ciclo. Não perca a sua individualidade e procure se relacionar com pessoas que somem à sua vida e não subtraiam.

1– Você se sente humilhada por seu companheiro na frente de amigos;
2– Ele não se importa com suas necessidades e não aceita suas opiniões;
3– Perto dele você acredita que sempre está errada;
4– Se você tenta dizer o quanto se sente mal com relação ao comportamento dele com você, ele te faz acreditar que você está exagerando;
5– Ele tenta dominar até seus pensamentos e te chama a atenção o tempo todo, como se você fosse uma criança;
6– Ele fiscaliza a sua forma de se comportar;
7– Você não tem coragem de sair sozinha sem antes pedir a ele;
8– Você não pode comprar nada sem a permissão dele.
9– Normalmente ele destrói seus sonhos e esperanças;
10-Ao lado dele você sempre acha que somente ele tem razão;
11– Ele não aprova nada do que você faz;
12– Ele não te elogia e constantemente te faz sentir uma perdedora, uma pessoa má e inferior;
13– Ele costuma te acusar indevidamente de ter cometido erros;
14– Ele odeia quando fazem qualquer tipo de piada sobre ele;
15– Ele nunca assume seus próprios erros e é muito intolerante;
16– Ele faz somente o que quer e não pergunta o que você deseja;
17– Ele demonstra ser insensível e não se envolve emocionalmente;
18– Ele não sabe se colocar no lugar da outra pessoa e só se importa com ele mesmo;
19– Ele conta os seus segredos aos outros, não respeitando sua intimidade;
20– Ele não se vê como alguém abusivo, mesmo quando confrontado. Considera-se um ser perfeito.

É difícil aceitar que seu relacionamento não é bom e pode ser ainda mais difícil sair dele. Mas lembre-se que você é suficiente sozinha e não precisa viver em busca da aprovação de outra pessoa.


Alessandra Pedro / Shutterstock (com acrescentos meus)

11 comentários:

Leandro Batista disse...

E hoje Marcos posta nas redes sociais que está leiloando o abadá da festa Frevo, com vários corações e escrito EMY. Sério. O cara não tem noção mesmo...

Anônimo disse...

Esse é um texto que, independente de torcidas, possui uma enorme valor para as pessoas em geral (principalmente as mulheres). Infelizmente muitas são vítimas de relacionamentos abusivos e não se opõem firmemente aos seus parceiros agressores. Existe uma máxima de que as pessoas que gostam de humilhar as outras, farão isso até que o(a) humilhado(a) dê um basta nisso. É importante a mulher se impor e mostrar que não gosta de ser maltratada e que merece respeito. Caso o parceiro continue com as agressões verbais e/ou físicas, é fundamental denunciá-lo, pois isso, além de uma tremenda falta de respeito, é um crime (e pode acabar em situações drásticas). E também é essencial a participação das pessoas que presenciam esse tipo de situação abusiva, ajudando a denunciar os agressores e oferecendo apoio às vítimas.

Anônimo disse...

Olha com todo respeito que eu tenho pelos seus textos,

aturar uma Emilly como foi no final, o cara tinha que surtar mesmo.
Marcos não é violento, mas surta com pressões. E isso que ele foi pressionado o tempo todo. Emilly é expert em saber irritar pra depois sair como boazinha.

Ja o outro casal não sei não conheço. mas um boa queixa na policia ia fazer um bem danado.

Beijo evaaaaaaaaaaaaaaa

disse...


As pressões fazem parte da vida de todos. Ser tranquilo e pacífico quando tudo vai bem e está sob controle é mamão com açúcar. O desafio é manter a sobriedade sob pressão.

Em relação ao casal BBB , o participante não estava obrigado a manter aquele relacionamento pernicioso. O fez por conveniência, para dar-se bem no jogo. Foi tragado e engolido pelo excesso de vaidade e autoconfiança. Ambos se vampirizavam.

Quanto ao Frank, acho que as denúncias não aconteceram porque o programa não é ao vivo. Além do que, ainda não houve violência física. No BBB a denúncia só ocorreu depois de atos de violência física, pois a verbal já se tornara rotina.

Sim. Em pleno século XXI as mulheres continuam sendo alvo de todo tipo de afronta à sua dignidade e condição de mulher.

Anônimo disse...

Leandro, esse Marcos é sem noção mesmo. Mas sem noção é quem ainda acredita que aquele "romance" deles dois foi sincero. Alí foi puro jogo do início ao fim. Eu tenho uma preguiça extrema dessas pessoas que se derretem por qualquer casalzinho que aparece nesses reality shows (se fossem os casais das edições antigas, ainda ia, mas esses casais dessas edições atuais são muito forçados, sem carisma e/ou indigestos).

Anônimo disse...

Anônimo das 23:23, ele aturou Emilly por causa do joguinho de casal que os dois montaram para ganhar força aqui fora. Ele próprio queria pular fora disso, mas sabia que sem ela perderia o apoio das torcidas das caprichetes e com certeza iria se dar mal no próximo paredão que fosse (se ele não tivesse com a dita cuja, ele jamais teria eliminado Ilmar, Marinalva ou qualquer um daquela casa na reta final do jogo, pois o comportamento dele era bastante deplorável). Que Emilly era insuportável e tirava qualquer um do sério, isso é fato, mas não justifica a agressividade dele (o certo era ele ter se afastado dela quando ele viu que ia perder as estribeiras, mas o orgulho e a arrogância dele não permitiram isso).

Anônimo disse...

Pura verdade Ní. No caso do casal do BBB, ambos se usavam para enganar as pessoas aqui fora e para conseguir ganhar o prêmio. Aquilo dali nunca foi um casal de verdade. No caso do casal do Power Couple, alí realmente é um casal na vida real, mas o marido é um troglodita, machista que não tem um pingo de respeito pela esposa, e ela é muito submissa a ele, infelizmente. Mas eu nós dois casos eu repudio as violências às mulheres que os parceiros praticaram, e acho que todos casos como esses deveriam ser denunciados.

disse...

Anônimo das 08:14h, super concordo que em ambos os casos há violência e essa deveria ser denunciada. Não creio que na intimidade a violência seja só verbal, emocional e moral. Ele a ameaçou várias vezes de por fim ao casamento simplesmente por causa das apostas que ela fez, e várias outras ameaças nas entrelinhas . É uma relação à base da intimidação. Aquela moça vive numa camisa de força. O troglodita quer controlar até os pensamentos dela. Tolhe a liberdade de ação e pensamento sem o menor constrangimento. É um ditador e abusador contumaz. É inimaginável para mim uma relação tão absurdamente abusiva.

Anônimo disse...

Eu ainda acho que a final do BBB foi manipulada. Vi, em algum lugar, o print da tela do celular de uma pessoa que ligou a favor da Vivian, e aparecia uma msg de redirecionamento. Afff.

Anônimo disse...

Você acha? A tá.

Anônimo disse...

Anônimo das 20:34, direito dele(a) de achar que a votação foi manipulada, assim como é direito seu ou de qualquer um achar o contrário ou a mesma coisa.