31 de maio de 2017

O climão pesado marcou o Power Couple Brasil 2


Ontem, terça-feira (30), o Power Couple Brasil continuou com o casal Thaíde e Ana P. de volta ao programa pela repescagem. Logo após o retorno, eles conquistam as regalias da suíte Power e o poder de redistribuir os quartos. O casal está bem consciente de que passará a ser o alvo da maioria para ser eliminada, caso caiam numa DR. Assim, ficou tenso com a tarefa que iria desagradar aos que pegassem os quartos menos confortáeis. Foi justamente o que ocorreu com Juju e Marcelo Ié Ié escalados para o quarto Perengue. Ela reclamou muito, chorou, fez ceninha de gente mimada e muito dramakhão. Ele não ficou atrás na reclamação, especialmente por ter que dormir num colchonete no chão. Casalsinho duro de roer! Ela, uma magrela mimizenta e chatildérrima! 
Mais uma vez fizeram uma atividade na casa, na qual cada participante tinha que falar sobre as coisas que o incomodam em seu parceiro. Detestável ver um dizendo na presença de todos os defeitos do outro. Até porque alguns fazem draminhas lacrimejantes, dizem coisas piegas enquanto outros rasgam seda entre eles. Atividade maçante e nada divertida. 
Ana Paula, esposa de Sylvinho Blau Blau, reclama que todos os dias tem de fazer o almoço praticamente sozinha, que as pessoas não lavam nem o prato onde comem. Por que, em vez de reclamar, não larga tudo lá e deixa todos sem almoço? Logo aparecia gente para cozinhar. 

Durante a prova das mulheres, o clima esquentou e ficou pesadaço após Ana Paula mostrar o dedo do meio para Aline, esposa de Rafael. O baixote azougado ficou furibundo e partiu, com sangue nos zóios, para tomar satisfações, dizendo que, quando ela quisesse mostrar os dedos para a sua mulher não fizesse pelas costas da mesma. Aí fedeu! 

Ana Paula pediu respeito, Rafael continuou ofendendo, e a gritaria recíproca, permeada de dedadas e palavrões ficou descontrolada. Sylvinho se irritou e mandou Rafael calar a boca e ameaçou retirar-se do campo de provas se nada fosse feito para calar o desaforado anão de jardim. A birra entre os dois casais está acirrada. 

No desafio dos homens, havia um lugar composto por dois espaços espelhados (idênticos, porém invertidos) que simulavam uma sala com móveis, acessórios e objetos de decoração. Um desses ambientes servia como modelo, e o outro tinha os mesmos objetos e alguns outros diferentes, todos de forma desordenada, totalizando sete erros. O marido podia memorizar a sala guia por um minuto, para, em seguida e em até sete minutos, deixar a sala idêntica à sala guia. 
Pela regra, ele poderia checar a sala guia apenas mais três vezes. Além de arrumar, ele devia retirar o lixo espalhado pelo ambiente. Vai vendo no que deu essa traquitanda dos diachos! Somente três competidores concluíram a prova. 

Já no desafio das mulheres, a provinha porreta combinou um quiz de conhecimentos gerais na primeira parte com uma segunda etapa de resistência. Essa foi para torar! Eita provinha arretada! 
As oito mulheres começaram o jogo com quatro pesos de 1 kg cada: havia uma estrutura com uma anilha para encaixar os pesos. Por ordem de sorteio, os maridos escolheram as perguntas: se a mulher errasse a resposta, ela recebia mais um peso, e, ao acertá-la, podia colocar o peso em outra mulher. No fim, elas teriam que segurar a anilha com os pesos por 15 minutos: venceria quem chegasse até o fim. Eita, provinha mansa! Todas concluíram a pro
O desafio foi composto por 40 perguntas no total, sendo 10 de cada área de conhecimento, como língua portuguesa, história, geografia e ciências. Lascou! Quantas pérolas foram ditas! Voilá toute la sagesse du monde! 
No final das contas, o casal Ana Paula e Sylvinho ficaram na DR. Foram os que fizeram menos pontos e, como não poderão fazer a prova dos casais (foram retirados da prova pelo casal que pegou o poder do cartão na semana passada). 
O casal com maior pontuação- Suyane e o marido ganharam o prêmio de um carro zero quilômetros. 

Na quinta-feira, saberemos qual será o segundo casal a ir para a DR com Ana Paula e Sylvinho.

30 de maio de 2017

Entrevista supimpa com Rômulo Neves!

Um dos tipos mais originais a participar de um “BBB”, o diplomata Rômulo Neves já voltou à vida normal e garante que tudo está como havia deixado antes de entrar na “casa mais vigiada do Brasil”. Além do trabalho no Itamaraty, ele tem aproveitado os dias de folga para promover um livro de poesias que lançou no ano passado, “Terminal”, e falar a plateias sobre os temas de seu interesse – “valores, posturas, sobre como a gente pode ter um Brasil melhor a partir das nossas atitudes”. 
Candidato a deputado federal em 2018 pela Rede, Rômulo esteve em São Paulo no Dia das Mães e aproveitou para autografar o livro na Reserva Cultural. Foi lá que conversou com o UOL sobre a sua experiência no “BBB”. Falou que a produção ficou chateada com a sua postura “antijogo” e que chegou a pensar em abandonar a casa, mas pensou: “Vou estragar a brincadeira de 50 milhões de pessoas?” 
Rômulo fala, também, sobre como viu o desempenho de alguns colegas: “Muita gente saiu queimada”. Disse que ficou “surpreso” com o comportamento de Marcos na reta final, que levou à expulsão do médico, e que viu muita gente atuando no programa. “Funciona”. Abaixo, os trechos principais da conversa: 
Voltei há um mês, para a mesma mesa, para a mesma posição. Sou chefe da divisão de Oceania. Eu estava trabalhando em duas reuniões grandes antes entrar no “BBB”. Durante a minha ausência, as reuniões foram marcadas – uma para 10 dias depois da minha volta e outra para 20 dias depois. Então, o primeiro tipo de contato que tive com meus colegas foi exatamente o mesmo tipo de contato que eu teria antes do “BBB”. Foi um choque anafilático. Muita gente que poderia imaginar que o primeiro contato comigo seria com um ex-BBB viu que foi com o mesmo Rômulo que era antes.

COMO FOI PARAR NO BBB?
Quando eu fui abordado, em Brasília, eu falei “não”. Eu estava chegando no futebol quando um casal me abordou. Primeiro, não acreditei. Tinha cara de pegadinha. Fui para casa, falei para minha mulher, ela também não acreditou. Comecei a pensar: se eu der aula até os 80 anos eu não vou atingir um décimo do público que eu poderia alcançar se eu atingisse 1% da audiência do BBB. Falar sobre valores, sobre posturas, sobre como a gente pode ter um Brasil melhor a partir das nossas atitudes. Quando eu vou conseguir falar com um porteiro de prédio? 

CÁLCULO DE VANTAGENS
Dou aula porque gosto de formar gente. Gosto de influenciar as realidades onde estou inserido. Acredito nisso. É piegas, é idealista, mas isso sou eu. Quando me foi oferecida a oportunidade de falar com esse tanto de gente e falar isso… E tenho uma carreira política em Brasília. Mas isso não pode prejudicar? Pode ajudar. Não vou passar vergonha. Não vou falar besteira e vou ter exposição, pensei. É muito mais provável que isso me ajude do que me atrapalhe.

PERIGOS DA EXPOSIÇÃO
O maior medo é as pessoas saírem de lá queimadas – e isso aconteceu. Pode até ter sido um sucesso no mundo do show business, mas do ponto de vista da credibilidade tem muita gente ali que saiu muito queimada. Não achava que isso ia acontecer comigo, e não aconteceu. 

CANDIDATURA EM 2018
Desde que eu saí do governo do Distrito Federal e do PSB, em fevereiro de 2016, comecei a organizar minha candidatura à deputado federal em 2018. Me filiei à Rede. Isso independentemente de BBB. Eu falei isso lá. Eles sabiam. 

POR QUE FOI SELECIONADO 
Não sou ingênuo. Ter um diplomata no elenco era um elemento que chamava a atenção. A imagem pública do diplomata, longe da realidade, é de uma figura glamurosa que nunca participaria do BBB. Eles sabiam também que eu fazia triatlo, escrevia poesia, tinha um programa de rádio. Era um perfil que interessava. Na entrevista, eles viram que eu era uma pessoa mais ou menos normal, que não ia despirocar, mas que tinha potencial de ter conflito. Eu disse: “sou uma pessoa paciente, mas transparente”. Pensaram: “esse cara vai perder a paciência”. Não foi isso que aconteceu. 

NÃO FOI BOM PARA O PROGRAMA
Concordo totalmente. Eles ficaram muito chateados. No primeiro mês, o Tiago teve que falar ao vivo para as pessoas exercerem os seus defeitos. E nesse dia eu fiquei muito revoltado. Não só o que ele falou (sobre a organização) da cozinha. Eu passei o primeiro mês dirimindo conflitos. Inseri um joguinho que baixa a tensão (o chamado “Golpinho”, uma versão de um jogo chamado “Coup”). Tenho total noção de que para a audiência tradicional não foi bom. Mas esse não era o meu objetivo central. 

“SER CORRETO NÃO É CHATO”
Pode atrapalhar o jogo, dependendo do tipo de promessa que você fez para o seu interlocutor. Não fui eu que foi atrás. Eles me chamaram. O que eu tenho a oferecer é isso. Vai ter uma parte do público que vai gostar. 
O que eu ofereci, em parte, era o que eles queriam. Primeiro, um perfil diferente do tradicional, um diplomata. Fizeram propaganda disso. Não sou bobo. Segundo, o fato de eu ser um anti-BBB foi utilizado na narrativa para tentar me vilanizar. Isso é útil pra narrativa. Essa utilidade eu tive. Quando eu percebi lá dentro que teria chances de isso estar acontecendo, pensei: já deu, já posso ir embora. Quando eu percebi isso? Quando o Pedro foi eliminado. O que estava sendo mostrado aqui fora era um pouco diferente do que estava acontecendo lá dentro. Quando percebi isso, deu. 
Cheguei a pensar em pedir para sair. Mas ia contra uma coisa minha. Eu aceitei entrar. Não era mais benéfico para mim continuar, mas eu tinha aceitado entrar. Vou estragar a brincadeira de 50 milhões de pessoas? 
As figuras de “vilão”, “injustiçado”, “perseguido” estavam sendo montados de um jeito diferente do que ocorria lá. Não tinha nenhum coitado, nenhum perseguido, ninguém que era vítima de nada. 

A EXPULSÃO DO MARCOS
Nenhuma surpresa. Zero surpresa. O que eu via lá eram alianças pragmáticas para participar do processo BBB. Isso inclui popularidade, marketing, as estruturas que funcionam no programa – casal, vilão, personagem antagônico e tal… Eu tive a impressão que essas pessoas tinham estudado o BBB muito bem. 
A violência foi surpresa. Não achei que fosse chegar a tanto. Mas, mesmo a partir da violência, o que aconteceu depois, o uso da violência como parte da disputa ali, tampouco foi surpresa. 
Quem é vítima? Quem denuncia? Quem usa? Quem não usa? E depois, “como era coitadinha”, “eu amava”… Isso é script. E dá certo. Funciona. As pessoas sabem que funciona.
“Falem mal, mas falem de mim” é um negóc
io que funciona. Não que tenha sido planejado bater em alguém, mas quem quer viver uma vida normal depois de ter passado pelo BBB? Poucos, né? 
Nosso amigo médico teria alcançado resultados muito parecidos sem precisar chegar a tanto. Rola realmente uma falta de inteligência emocional de olhar para os seus resultados e perguntar: “Eu quero chegar aonde? O que eu preciso fazer para chegar lá? Eu preciso passar uma determinada linha?” Para o programa, é ótimo (sair do script). Mas é um pouco de crueldade… Se não houvesse isso, não teria tanta audiência. 
As pessoas gostam do drama, do conflito, mas não querem isso perto de si. Elas gostam do drama na terceira pessoa. E aí está a crueldade. As pessoas esquecem que aquele drama é de alguém, é real. As pessoas podem até viver o programa como personagens, mas aqui fora sofrem como gente real, passam vergonha, são cobradas aqui fora. Se o participante tivesse consciência disso, talvez não topasse encarnar um personagem com tanta veemência. 

PRESENÇA VIP
Estou fazendo um filtrozinho. Que evento eu topo? Eventos que tenham algum significado com as atividades que eu faço. Me chamar para uma festa onde não conheço as pessoas, o tema não me diz respeito, me pagar uma grana e o cara chegar e me pedir: “Dança igual você dançava lá no BBB”. Esse tipo de evento educadamente eu digo que não dá. Não vou correr esse risco. 

BALANÇO
Recebi muitos retornos legais. Valeu a pena. Valeu a pena não entrar na onda, fazer uma outra coisa, ser chamado de chato, “o cara tá estragando o programa”. Tudo bem. Mas para algumas pessoas, valeu. Foi bom. (Foi ótimo, Rômulo! Você, Ilmar, Ieda, Daniel, Marinalva, Pedro e Vivian fizeram a diferença! Saíram de cabeças erguidas, sem máculas no nome.)

Fonte: UOL Notícias



29 de maio de 2017

Vivian, linda, bem sucedida e glamourosa!


Antes de entrar no "BBB 17", Vivian Amorim trabalhava como advogada, profissão que começou a exercer após concluir a faculdade de Direito. Porém, bastou sair do reality show da Globo para a vida da amazonense tomar outros rumos. Embora ainda não dê muitos detalhes do que pretende fazer com toda fama que conquistou depois de ficar em segundo lugar na disputa, uma foto com uma câmera e as hashtags que ela compartilhou no Instagram na noite de terça-feira (23), deram uma pista sobre o futuro dela. 


"Passando aqui pela sua timeline para avisar que vem novidade por aí, simmmm! Tô chegando e ninguém segura", falou ela, que nas hastags escreveu #começacomYou #terminacomTube, dando a entender que ela irá seguir o caminho que deu fama para nomes como Kéfera e Christian Figueiredo. Realmente, Vivian já tem um canal no Youtube em vias de estrear. Alguém tem dúvidas de que será um sucesso? 

Ao Purepeople, a manaura contou que ainda não pretende abandonar de vez a profissão de advogada. "Nesse momento estou analisando algumas possibilidades e estou aproveitando as oportunidades que o meio artístico tem me oferecido, mas isso não significa que minha carreira jurídica está esquecida, apenas ficará em segundo plano por enquanto", ponderou a jovem de 24 anos, sensata e pé no chão. 

Na quinta-feira (18), a vice-campeã teve o primeiro encontro com Rogério Magalhães, especialista em personal coaching. "Procurei esse profissional por se tratar de uma pessoa que agregará ferramentas que elevarão meus padrões de performance em todas as áreas da minha vida e que não somente é um coach, mas que tem um histórico profissional e um "Know How" internacional bem elevado e exigente. Nessa primeira sessão tive vários insights e ele fez com que eu enxergasse o grande potencial que tenho e as possibilidades que estão na minha frente e que muitas vezes não somos capazes de visualizar, saí de lá com muitos planos de ações e que não vão ficar só no papel, pois tem poder quem age. Foi um divisor de águas, eu adorei", explica a amazonense. 
Presença VIP no aniversário do Governador da Amazônia

Questionada se tem preferência entre ser atriz ou apresentadora, Vivian contou que ainda não tem certeza. "Quanto ao meu foco, estou traçando objetivos e vou me dedicar para aprender ao máximo e encontrar a minha melhor área de atuação", pondera a advogada, que é uma das ex-BBBs desta edição que faz mais eventos remunerados.
 E, apesar da torcida dos fãs para que ela participe de uma novela global ser grande, ela conta que não se sente pressionada pelos admiradores: "Esse incentivo dos fãs e das pessoas que torcem de verdade por mim me fazem super bem e isso não me pressiona de maneira alguma, pelo contrário, eu me sinto fortificada e impulsionada a estudar todas as possibilidades, sempre mantendo os pés no chão, de maneira racional e com muito direcionamento e profissionalismo, buscando as melhores decisões possíveis". 
Gente, observe a intransponível diferença entre Vivien e a Cruz-Credo semialfabetizada, gabola e mentirosa incorrigível. Vade Retro!

27 de maio de 2017

Emilly, quem é mesmo a verdadeira LILLY ARAÚJO?


Antes de qualquer coisa, preciso fazer uma pergunta que não quer calar! É a seguinte: a grande cantora Lilly Araújo não iria lançar sua obra prima do canto nacional no dia 26 de maio? Entonce!? Cadê o lançamento do CD Ipanema, anunciado por ela desde o dia 17 de maio, já com a capa pronta? 

Isso mesmo!
"Na tarde da sexta feira (17) Emilly Araújo concedeu uma entrevista ao site GShow onde contou uma novidade para todos os seus fãs: Ela iria lançar uma música, sim! A atual campeã do BBB disse que a canção se chama Ipanema. “Ela falou sobre sonhos e desejos que nunca conseguimos realizar, e essa música tem tudo a ver comigo, até ontem eu não era ninguém, hoje eu sou Emilly Araújo, a campeã do BBB 17. 
Para essa nova fase como cantora a ex-bbb usará o codinome Lilly Araújo, e a música será lançada no próximo dia 26/05. A produção ficará por conta de uma equipe particular da moça, com quem esteve durante essa semana para a gravação do single.
Segundo a assessoria da artista a mesma desembolsou cerca de R$20 mil para a gravação da canção."
Qual será o motivo para o lançamento não ter sido realizado? Claro que eu estranhei o fato de não terem dito onde seria lançado, o horário do lançamento e espalhafatosos avisos pelo twitter e instagram!
Claro que deve ser mais uma fenomenal mentira da fôfis deslumbrada, visando aparecer na mídia! Puro caô! Mas, como mentira tem pernas curtas, descobri que existe uma cantora de Terezina (Piauí), com 20 anos de uma carreira já consolidada, que se chama LILLY ARAÚJO! É essa linda mulher na foto abaixo. 
                                                
Lilly Araújo é cantora e compositora com muitas músicas divulgadas em seu estado e no Brasil. Portanto, só é desconhecida para a ignorante, inescrupulosa e deslumbrada Emilly que, sem ter feito as devidas pesquisas, usurpou o nome da cantora piauiense. 
LILLY ARAÚJO EM UM DOS SEUS PRODUZIDOS SHOW
Toma vergonha na cara Emillynha Fofis! Se o seu anúncio de que iria lançar uma música de sua autoria vem sendo alvo de avassaladoras trolagens no twitter, imagine o que farão, quando descobrirem sua farsa vergonhosa! Quantos Micos desnecessários e ridiculos! Tudo na ânsia neurótica de aparecer como uma grande estrela que nunca será!
Que a grande cantora eldoradense fique alerta e tome mais cuidado com os delírios de sua arrogância,  de sua avassaladora vaidade e seus insanos delírios! Se a Fôfis insistir em lançar o CD com o pseudônimo Lilly Araújo, poderá ser processada pela verdadeira dona do nome artístico usurpado por ela! Será que não bastou o escândalo com Marcos, tendo que encarar delegacia, polícia e toda a vexatória situação em que se colocou? Menos, Emilly, menos, baixa a bola, você é apenas uma garota interiorana, campeã de um reality, envolvida em muitas sujeiradas. 
 Que babado forte! Dá para rir até 2019, hehehehehe. Essa foi pra torar! Lascou-se, espertinha! Hehehehehehehe...

Vamos dar mais umas troladinhas na Fòfis?


Para variar, mais um babado forte, do tipo aloprado, explodiu, ontem, envolvendo a ex-bbb Emillynha fôfis! Desta feita a bomba foi detonada no programa Fofocalhando, trazido pelo jornalista Leo Dias. 
Hoje, já temos mais um bafão dos Araújos no twitter “tagravandobrasil”. Agora, trata-se de uma gravação mostrando William Silva Araújo, primo da Fôfis por parte de mãe da grande personalidade eldoradense, dizendo cobras e lagartos da priminha amada.
William com Mayla
 Mas, essa é outra história, quem quiser saber vá no endereço acima e ouvirá o desabafo do parente que não a quer ver nem pintada e diz que ela não merece usar o nome Araújo. Vai vendo porque a cerimônia de entrega do tal diploma na câmara estava praticamente vazio. 


Bom, chega de rodeios. Vamos ao que falou e mostrou o Leo Dias. Segundo o jornalista, recebeu um apelo de uma tia de Emillynha Fofis, enviado por meio de um vídeo, sem dizer nada sobre o parentesco com a bisca. Ela se dizia faxineira em Eldorado do Sul, sem trabalho e necessitando de mantimentos e roupas para ela e seus casal de filhos pequenos. 
A turma do Fofocalhando resolveu averiguar o caso, indo à casa da senhora que dizia ser chamada Silvana Alves Corrêa (irmã do pai da Fôfis), de 45 anos de idade.. 
A casa da mesma é de fato muito pobre, quase um casebre. Ela trabalha como faxineira, mas há quase 1 ano só raramente encontra quem queira uma faxina. Assim, sem trabalho, ficou sem ter comida em casa, sendo ajudada pelo serviço de Assistência Social da Prefeitura com alguns alimentos. 
Ela falou que o irmão e pai de Emilly ajudava-a, quando residia em Eldorado do Sul. Com a mudança dele para o rio, sua situação ficou pior. Quando ele vem a cidade, paga para ela fazer faxina na casa dele. 
Sobre as sobrinhas, disse a senhora que elas são uns amores, mas não se ligaram na sua situação. Não peço nada a parente, nunca pedi ajuda. 

Emilly, ao saber que a tia estava na penúria e dependendo da caridade pública, convidou-a para ser sua empregada doméstica. A tia iria trabalhar na nova casa da gaúcha, que, atualmente, paga R$ 11 mil por mês de aluguel
A tia das gêmeas já foi gari, trabalha como faxineira e tem recebido o auxílio de assistentes sociais para se alimentar. Mesmo assim, Silvana não aceitou o convite da sobrinha, que pode se mudar para um apartamento avaliado em R$ 1 milhão, por causa dos seus dois filhos pequenos. "Ela me convidou. Só que daí ela disse que eu não podia levar meus filhos comigo. Meus filhos são tudo para mim. Eu criei eles sozinha. Então eu disse que não ia para o Rio sem os meus filhos", justificou Silvana. 
Depois disso Leo Dias telefonou para o assessor de Emilly, um tal de Ícaro, para saber a opinião dela sobre a tia Silvana. No momento em que Leo se identificou, o tal Ícaro bateu o telefone em sua cara. Vai vendo o nível desse assessor! Tal e qual a família que assessora... Se ele  agiu assim, sabia do assunto e quis mesmo cortar temendo que o caso repercutisse. 
Onde está Karina?  Não faz parte da família?
No mesmo programa, foi ventilada a questão da irmã mais velha, Karina. A censura recaiu no fato das gêmeas esconderem a mesma, nem citarem seu nome, enquanto paparicam o sobrinho pequenino. 
Esta foto é do aniversário do sobrinho. Antes da Fôfis entrar no BBB17. Karina está com as duas.
Veio à baila o motivo deles esconderem a moça e a discriminarem. Karine, quando ainda era adolescente, foi presa pelos policiais da operação Caravaggio, por fazer parte de uma quadrilha que roubava pessoas na saída dos Bancos. Todavia, ela já pagou pelo que fez, está em paz com a justiça, casou-se, é dona de casa e mãe de família. Se o medo dela era que esta história viesse a público, já veio, justamente por terem escondido tanto a moça. Não se justifica esse maldito preconceito, especialmente porque também existem histórias bem cabeludas envolvendo Emilly, de conhecimento das redes sociais. 

Não acho que, porque Emilly está milionária, tenha obrigação de dar dinheiro para a parentada toda. Todavia, no caso dessa tia, se o pai já ajudava, quando era pobre, por que não pode mais ajudá-la agora que torra dinheiro como um nababo? 
Se Emilly, que já costumava fazer da mãe a empregada da família, mesmo muito doente, recusando-se a ajudá-la sempre que a pobre senhora solicitava, não é de causar surpresa que quisesse fazer da tia sua empregada doméstica, talvez em troca de casa e comida, e sem os filhos para não atrapalhar o serviço.
Cuidado, Emilly: a Lei do retorno é implacável!  Não esqueça que, quanto mais alto é o salto, maior será a queda! 
Emilly e Mayla conseguiram grudar nas duas filhas de Fátima Bernardes, mas não conseguiu ser convidada para o programa Encontros. Ela, também, andou tietando Thiago Leiffer. Aproveitou o aniversário do rapaz, por sinal casado, para mandar uma piega, melosa e mal escrita mensagem, fazendo-se de íntima e mui amiga. Esta bisca não bate prego em estopa. Claro, que ele, educadamente, agradeceu. Com Didi Mocó, ela só faltou sentar no colo... Gente deslumbrada e manipuladora é fogo! 
Ontem, ela postou fotos de maiô, dizendo que era um ensaio. Mas, não disse que marca ela representava, onde foram feitas as fotos... Pareceu-me mais uma invencionice armada por ela e o tal assessor, para passarem a impressão de que a milionária está de agenda cheia. 
Por sinal, as fotos foram alvo da maior gozação, especialmente a que a mostra com um maiô branco, de frente, com uma estranha saliência entre as pernas. Hehehehehehe... 
Está tão gostosinho trollar a Fôfis, que vou dar mais uma esticadinha
Gente! Olha ela recebendo um convitinho! A Casa de Apoio à Criança com Câncer @CACCST, convidou Emilly para ser a noiva do Arraiá Solidário e recebeu duras críticas nas redes sociais, como estas que selecionei:
-Não cuidou da própria MÃE com câncer! 
-Não é ódio, mas, se uma pessoa não teve amor pela própria mãe gritando de dor com câncer, não poderia a mesma representar as crianças com câncer! 
-Esse convite é mais uma vergonha!!!
Um detalhe interessante: ela não vai ganhar nada! Se aceitar, terá que fazer presença de graça... Mas, não tem importância, pois a Fôfis está alardeando que fatura 8 mil por cada anúncio que está fazendo no Instagram!  Resta saber se já recebeu alguma marca solicitando seus serviços. Se for lalado ou escrito, a marca vai para o beleléo, devido ao falar estropiado dela ou por sua deplorável escrita, com erros crassos de português.  
E, por falar em falas da Emillynha fôfis, lembrei que ouvi o discurso dela na câmara de Eldorado. Haja teatrinho ordinário, piegas, meloso e lacrimoso de dar nojo! Ela não é apenas semialfabetizada, ela é completamente destituída de senso do ridículo. Além de ter falado mentiras homéricas, dizendo que para vir a Eldorado teve que cancelar muitos compromissos, adiar vários trabalhos. pois tem a agenda lotada, mas nada disso a faria desistir de vir receber a homenagem. Isso dito com aquela vozinha infantil e chorosa, careteando sem uma lágrima na cara sem vergonha. Mas, o pior ainda estava por vir. Foi quando a bisca passou a falar na mãezinha adorada, repetindo todas as baboseiras pegajosas que diz sempre que evoca a pobre senhora, bancando a doce filhinha amorosa, protegida pela mãezinha lá do céu. Fiquei enojada! Logo ela que pediu ao fã clube para deixar a mãe em paz, não falando mais no nome dela, etc, etc. Que coisa triste! Essa moça é uma doente. Precisa de tratamento, pois se torrar todo o dinheiro, se não conseguir o sucesso que espera em seus delírios, decerto vai pirar, não vai ter estrutura para voltar a ser uma simples anônima pobre e relegada ao esquecimento. Ou seguirá pelas trilhas nada edificantes de algumas ex-bbbs que não têm empregos, mas vivem uma vida de ostentação e com a cara da riqueza.