[Valid Atom 1.0] [Valid RSS] Rabiscos de Eva: Segundo round da piração do doutorzinho surtado!

3 de abril de 2017

Segundo round da piração do doutorzinho surtado!

"Você pode enganar uma pessoa por muito tempo; algumas por algum tempo; mas não consegue enganar todas por todo o tempo". 
Logo que acordou, Marcos disse que iria atrás de Ilmar para lhe dizer umas verdades. Não só a ele como para Marinalva e Ieda. 



Já na área externa, Marcos conversa com Ilmar: "Você está com o benefício da dúvida. Eu não sei se você está me traindo ou não". Ilmar, calmamente, diz que não está traindo o cirurgião e escuta de Marcos: "Eu acho um absurdo vocês e Emilly não conseguirem dialogar". 
Em seguida, inqueriu o advogado sobre a suposta armação dele com Ieda e Mari para forçarem uma desavença entre ele e a piranhete. 
Diante dessa crise paranoide, Ilmar conta para Marcos que não se juntou com Ieda, Vivian e Marinalva
 Mas o médico continua gritando: "Alguém que dá flores para uma pessoa seis dias atrás e depois chama a menina de verme?! Ninguém muda de opinião uma hora para outra". 
Marcos chama a atenção de Ilmar para o fato de ter chamado Emilly de verme: "Você tem que pedir desculpas para Emilly pelo Brasil. Precisa pedir desculpas para Emilly por todas as mulheres do Brasil". Hehehehe, é muito bizarro! O cara pirou na batatinha! Patético! 
 
O advogado, com a firmeza que o caracteriza, disse que não tem que pedir desculpas a ninguém e Marcos, furibundo, continua: "Você chamou uma menina de 20 anos, que perdeu uma mãe há dois meses, de verme. Você está louco, velho?!". Hehehehe, este doutorzinho mequetrefe é uma comédia! 
Marcos conclui: "Você pode ter todas as suas condutas, todas as suas direções. Pode pensar o que você quiser em relação a Emilly. Mas chamar uma menina de verme?!"Menina? Desde quando uma mulher sambada, profissa e mestre em piranhagem é uma menina? Cabrão ridículo. 
Durante a discussão, Marcos chama Emilly e Ilmar para conversar na área externa. Ieda se aproxima e o cirurgião diz: "Não olha pra mim". A aposentada então dispara: "Tu para mim tem algum problema neurótico. Eu sempre falei que tinha algum problema. E tem". 
O medicuzinho covardão continua agredindo a aposentada: "O problema é você, Ieda. De conduta. De caráter. Você é mentirosa. Jurou pelos seus filhos e por Deus que não estava envolvida. Você estava envolvida e eu sei que estava envolvida". Está paranoico, esse cara! O desespero pelo medo de ser eliminado o está descompensando, tornando-o violento e agressivo. Que diarreia verbal! Imagino esse ridículo no trato com os clientes, especialmente os que o procuram pelo SUS. 
Na cozinha, Ieda e Vivian faziam café. A aposentada avisa que não quer mais papo com Marcos e Emilly: "Não vou responder uma pergunta que ele fizer. Não vou mais dirigir a palavra a nenhum deles. Como se não estivessem aqui. Vou ignorá-los". "Isso aí. Enquanto ele estiver transtornado, ele não vai conversar com ninguém. Ninguém é obrigado a responder nada", concorda a Vivian. 
Após discussão com Ilmar, Marcos e Emilly vão para o Quarto do Líder. O brother diz para a Pentelha: "Talvez eu saia por isso. Mas eu precisava. Era isso que você queria ver ontem". 
Emilly diz que não queria ver nada disso, mas o médico dispara: "Esse sou eu. Esse sou eu sem tratamento (doido mesmoooo!). Eu tenho as duas versões. Essa é a versão do cara que busca justiça. Que busca justiça lá fora e entrou aqui dentro para buscar justiça também". Pronto. O cara está se sentindo Napoleão Bonaparte, como todo doido que se presa! 
Ieda vai para a sala observar a discussão entre Ilmar, Emilly e Marcos do lado de fora da casa. A aposentada diz: "Gente, isso vai dar briga, estou avisando". Vivian chega na sala e pede para Ieda: "Calma, Mama". "Estou tremendo", comenta a aposentada, que faz um alerta: "Ele quer brigar com o Mamão. Ele ontem falou que ia dar pau hoje". 
Vivian resolve se posicionar em relação a discussão entre Marcos e Marinalva: " Olha o jeito que ele está tratando elas. Falar alto desse jeito. Quem ele pensa que é? Na minha frente ele não vai gritar com vocês. Sair batendo porta, era só o que faltava. Meus Deus do céu, ele está doido". Está mesmo: escondam as facas da cozinha! 
Ieda escuta a discussão de Marcos e Marinalva na sala e dispara: "Vai caçar o quê? Esse cara está louco. Ele que está mentindo". A aposentada olha para Ilmar e pede: "Mamão, coloca alguma coisa para fora que você sabe dele". O cozinheiro fica em silêncio. 
O clima continua quente entre Marcos e Marinalva na sala. A paratleta sai do quarto perguntando ao desequilibrado: "Quem você pensa que é?". Marcos lhe responde que vai caçar quem é o mentiroso ali dentro e, já mais próximo da Mari, diz: "Não encosta em mim". Marinalva não recua e grita: "Cala a sua boca!". Marcos então grita ainda mais alto: "Eu não vou calar a boca!". 
Marinalva vai para o Quarto Preto e repercute as acusações de Marcos. "Na minha discussão com a Emilly, ele sequer veio falar comigo". Marcos entra no cômodo e diz: "Mamão (Ilmar), depois vamos dar uma conversadinha". "A gente conversa se a gente quiser", rebate Marinalva, iniciando um bate-boca com o médico grosseiro e arrogante. 
Depois de ter ido até o quarto do líder. O doido retornou, vestindo o roupão negro exclusivo do líder, todo poderoso e cheio de valentia. 
Na cozinha, Marinalva está preparando o café da manhã. Marcos se aproxima e acusa a paratleta sobre um acontecimento na Festa Cordel com Elettra: "Quando você desceu aqui, você me perguntou: 'está fraco hoje'. Você nunca falou isso para mim. Lá em cima, o Rômulo, você e Ieda estavam metendo pilha para eu e Emilly cair no pau". "Eu?", diz Marinalva. "Você estava falando para eu colocar a mão na cintura da Elettra", dispara o cirurgião. Ele acrescenta: "Estou à caça. Estou caçando quem está mentindo aqui dentro. O dia vai ser longo hoje". Vai vendo o grau do delírio do maluco. Totalmente desvairado...
Marcos segue acusando Marinalva na cozinha. "A minha síndrome do emparedado não é tentar ser um artista que não sou. A minha síndrome do emparedado é caçar a verdade aqui dentro": "Você, Rômulo e Ieda estavam metendo gasolina. Tanto que quando eu subi e fiquei com a Emilly, vocês se retiraram da festa. Que viagem...! 
Está tudo gravado. Eu quero que você me diga que não estava envolvida". A paratleta escuta e tenta interromper: "Cara...". Ele segue acusando: "Para mim você está suja até o pescoço". Ele finaliza saindo da cozinha: "Quando eu sair, quero ver. Não estou louco!". Hehehehehe. Não está louco? Está louco de pedra! Que poltrão! 
Emilly passa pela área externa quando cruza com Marinalva e mais uma discussão se inicia. A Pentelha dispara: "Você fica falando do que você não sabe. Tu é uma pessoa mentirosa, falsa e agressiva. Não vem colocar a culpa em mim". A paratleta fala que não quer ouvir o que Emilly tem a dizer e dispara: "Cala a boca. Não quero ouvir o que você tem para falar. Sai daqui, sua pirralha". 
Após discussão com Ilmar, Marcos e Emilly vão para o Quarto do Líder. O brother diz para a Piranhete: "Talvez eu saia por isso. Mas eu precisava. Era isso que você queria ver ontem". 
Emilly diz que não queria ver nada disso, mas o médico dispara: "Esse sou eu. Esse sou eu sem tratamento. Eu tenho as duas versões. Essa é a versão do cara que busca justiça. Que busca justiça lá fora e entrou aqui dentro para buscar justiça também". Pronto, o que eu mais temia aconteceu: O maluco está pensando que é Napoleão Bonaparte! Piradaço! 
Diante desse comportamento canalha, agressivo, covarde com as mulheres e traíra com Ilmar, será que ainda resta dúvidas de sobre a necessidade de votarmos muito para eliminar esse calhorda?
Postar um comentário