[Valid Atom 1.0] [Valid RSS] Rabiscos de Eva: Amém, Senhor! Marcos terminou com Emilly!

17 de março de 2017

Amém, Senhor! Marcos terminou com Emilly!


Depois de muita brigalhada, chutes e insuportáveis Drs, Marcos criou coragem e livrou-se do encosto nefasto! O esgotamento emocional dele era evidente e o estava prejudicando muito junto ao público, na medida em que a troca de acusações e as palavras pesadas que ele falava, estavam ferrando sua própria imagem.
Depois da chegada de Elettra, ela ficou mais atacada de ciúmes e possessividade doentias. Na festa ficou evidente que ela o estava controlando e tolhendo sua liberdade de interagir com a gringa.
No banheiro, Ilmar e Marcos conversam sobre Emilly. "É difícil, né? A bichinha é difícil", diz o advogado. "Vai apanhar muito da vida", preocupa-se o médico. "Vai mesmo. Ainda bem que ela encontrou duas pessoas aqui dentro para ensinar através do amor", concorda Ilmar. 
Marcos diz que o brother deu uma boa definição e completa: "Haja paciência". O médico, então, resolve se abrir: "Com homem, uma personalidade assim só um cara cachorrinho aguenta. A gente deu um espaço sem briga, mas mediante a um desafio". 
Ilmar diz que tem observado que o colega está se policiando para evitar discussões. "Nunca vida lá fora assim, ou talvez até aqui eu não aguente", diz Marcos.
No Quarto Preto, Emilly e Marcos continuam a discussão que já haviam iniciado antes. Dentre as muitas coisas que ele mencionou como razões plausíveis para terminarem a tentativa de relação, Marcos sublinhou a acusação dela de que ele teria se aproximado de Elettra, depois que soube que ela é , de fato, uma Lamborguine, sugerindo que ele estaria interessado em ganhar um caro de graça! "Carro de graça?", ironiza Marcos. Eu não preciso disto! "Eu quis ser irônica", fala Emilly. Marcos é firme: Foi a última gota d´água! Daí ele declarou o final da relação que não deu certo, nem daria jamais. Ela, com o orgulho ferido por estar levando um fora, disse um monte de asneiras, repetindo a mesma intolerável lenga-lenga de sempre, ou seja: dando mais um show de egolatria.
O médico, sobre Elettra, pede: "Quando eu estiver falando com ela, não me interrompa, tá?". A sister se incomoda e tenta continuar a discussão, mas o gaúcho implora: "Na boa, repensa". A gêmea pede para falar e é cortada por Marcos que diz: "Eu não quero nem ouvir. Acho que já dissemos tudo. Eu não quero mais discutir. Me dá um tempo, me respeita", a estudante rebate e estabelece: "Tu me respeita!”
Serei seu amigo, sempre disposto a ajudá-la, mas cada um vivendo sua vida. Ela, deu uma patada final: não quero ser amiga, não conseguirei. 
Resta saber se Marcos vai ser firme ou se vai se deixar manipular por essa doente maldosa, fria, cheia de manhas e vilania.

Mamão ganhou a liderança, está exultando de alegria por ter recebido mais fotos do filho. Convidou Marcos para dormir no quarto do líder, para relaxar, esfriar a cabeça e ficar bem.
Mas, imagine quem vestiu uma pijaminha bem sexy e foi bater na porta do quarto do líder: ela mesma. A manipuladora. Está lá com uma cara de cínica, metendo-se na conversa de Ilmar e Marcos, sentada perto do Doc. sem entender nada do papo, todo em torno de medicina. Chuta, Marcos, que é macumba!



Postar um comentário