25 de abril de 2016

Olha Eleeeeeeeee! Ronan, leve e solto!


Para matar as saudades, eis boas notícias do negão de tirar o chapéu. Ele não posou para o Paparazzo, sua praia é bem outra! Mas, foi convidado para fazer um ensaio de moda masculina, promovido pelo EGO. Vai vendo, como ele está felizão e fazendo coisas que ama fazer...
 Em entrevista para o EGO, Ronan Oliveira, o terceiro colocado do "BBB 16", disse que se sente com o dever cumprido. A entrevista foi realizada nos bastidores de um ensaio de moda para o EGO - em que posa mostrando seu estilo nerd.  O ex-BBB revelou que seu maior medo era sair do reality com fama de vilão, algo que ele acredita não ter acontecido. Após ter vivido uma 'paixonite' pela campeã Munik, Ronan agora está em outra. Ele está conhecendo uma garota em Curitiba, e quer aproveitar seus 15 minutos de fama para investir na carreira de publicidade, dar palestras e ajudar obras sociais.

"Dentro do reality eu ficava pensando: 'Será que estou sendo o vilão? Será que estou sendo mau?'. Imaginava que ia sair e o público teria preferido o outro grupo e eu seria o vilão do programa. Tinha muito medo de ninguém gostar de mim. Quando eu saí tive uma resposta muito positiva logo no Rio. Chegando em Curitiba tinha uma galera me esperando, dizendo que me amava. Vi o calor das pessoas, vi que representei muitas delas e logo fiquei muito feliz", festejou Ronan.
Comemorando o carinho recebido, ele destacou algo que conquistou e que considera mais valioso do que o próprio prêmio em dinheiro."O mais importante da fama pós-BBB é que eu adquiri uma voz. As pessoas olhavam pra mim e tinham que ter bastante tempo para me ouvir, e hoje eles já prestam mais atenção em tudo que eu falo. Eu queria muito entrar no programa para servir de exemplo. Isso eu consegui. Eu recebo muitas mensagens de fãs de todos os lugares do Brasil falando que têm histórias iguais as minhas, que eu sou inspiração de vida, isso vale mais do que um milhão e meio", disse Ronan.
Trabalhando em equipe, com amigos que o ajudaram durante a permanência no Big Brother, o estudante de filosofia tem bem definidas suas estratégias profissionais. "Os objetivos são três. Trabalhar com publicidade, realizar alguns ciclos de palestras e seguir o meu trabalho com ONGs. Com a imagem que eu tenho hoje, eu posso ajudar ainda mais obras sociais. Pode ser que saia daí até um Instituto, algo maior, com a proposta de ajudar. Para isso tudo eu vou ficar em Curitiba mesmo, não preciso me mudar para o Rio", revelou o ex-brother.
Coração cigano está perto de ter uma dona, e não é Munik. Na eliminação do "BBB 16", Pedro Bial questionou Ronan sobre sua paixão por Munik dentro do programa. Ao apresentador ele disse ter um coração cigano, coração este que está perto de ter uma nova dona. Conhecendo uma garota de 20 anos em Curitiba, quem ele ainda prefere não revelar o nome, Ronan relembrou os momentos no reality e fez sua análise.
"Era muita carência! Todo mundo me fala na rua da Munik até hoje. E, assistindo algumas cenas do programa, penso: 'Nossa, como eu estava carente!'. A Munik era a mais mais próxima de mim, e ela é linda. A pessoa que olha pra ela e não fica com 'paixonite' é maluca, qualquer um sente isso. Mas eu não esperei que fosse rolar algo entre a gente fora da casa. Toda a carência acaba quando você é eliminado e encontra parentes e amigos", ressaltou.

Apesar de descartar um romance com a campeã do reality, Ronan afirma que Munik perdeu por não ficar com ele: "Se fosse o caso, eu seria um cara muito feliz com ela, e ela seria muito feliz comigo, afinal qualquer mulher seria muito feliz comigo. Eu sou capaz de fazê-las felizes!"
A amizade com Munik, Ana Paula Renault e dona Geralda continua fora da casa. "O nosso maior problema é geográfico, mas a gente se fala nas redes socais, no Whatsapp. Acredito que a amizade continua, sim, mesmo com os problemas de distância. A Munik agora é uma milionária e tem muito o que fazer, não dá para conversar todo dia, toda hora. Eu sabia que quando a gente saísse do programa rolaria um certo distanciamento", disse Ronan.
Posando para o EGO com looks estilosos que destacam seu lado nerd, Ronan diz que as roupas que usou têm tudo a ver com ele. Já separando sua toalha para o dia 25 de maio - Dia do Orgulho Nerd - o ex-BBB diz que se considera um 'black nerd'. 
“Já fui mais do que nerd, eu era um dork (pessoa anti-social e largada) bem desleixado mesmo. A cultura pop nerd me interessa demais, mas ser nerd às vezes afasta as pessoas. Gostar das séries que eu gosto, dos livros que eu gosto, não é tão simples. Tem muita gente que não entende o que eu falo, não entende as piadas nerds", revela Ronan, já na expectativa: "Dia 25 de maio está chegando aí e eu vou sair com a toalha nas costas. Todo ano faço isso.”
Pouco ligado em moda, Ronan diz que as maiorias de suas roupas são compradas em brechós e, mais do que a estética, o que importa pra ela é a qualidade do que usa. "Não sou daqueles que tem três tênis ou mais no armário, eu tenho um. E aí quando aquele está destruído eu vou lá e compro outro. Aí normalmente compro um tênis bom, para que dure mais tempo. Independente do estilo eu compro algo bom e que dure. Isso é mais importante do que a estética em si", diz o ex-BBB, que, por outro lado, também confessa: "De vez em quando fico de olho nos looks do Lázaro Ramos e do Will Smith e, de algum jeito, tento me inspirar."

Ronan para o EGO (Foto: Marcos Serra Lima/EGO)


Nenhum comentário: