3 de abril de 2016

O BBB16 poderia ter sido uma memorável edição!



Provavelmente a proteção mais descarada de toda a história do Big Brother Brasil levou a Fofolete saltitante à final do programa. Já vimos este tipo de calhordice outras vezes, ao longo das edições, conhecemos muito bem até que ponto pode chegar a desfaçatez e a falta de respeito do senhor Bonis e seu parceiro Bial com o público. Assim, mesmo sento totalmente desacreditada, a Fofolete deslumbrada chegou à final, sem nunca ter enfrentado um paredão.  E conseguiu tal façanha, graças ao seu protetor desonesto que lhe possibilitou, sem que precisasse dispender o mínimo esforço, ficar de fora de dois paredões seguidos. 
Uma formidável, sórdida e bem sucedida boninhada, sem sombra de dúvidas, uma vez que ela era a primeira opção de todos os outros integrantes da casa - e do público também, ávido para defenestrá-la. 
Graças a nojentérrima manobra da direção, a Caipirosca mimimimi garantiu uma vaga na final. Ó, se conseguiu, já está finalista, toda pimpona e saltitante. Todavia, o jogo ainda não está ganho. Bonifrates sabe que não tem como superar a avalanche de votos dos mutirões dos twitteiros, especialmente dos que são comandados pela Diva Absoluta ANA PAULA!
Com a safadeza explícita do Sr. diretorzinho de cara repolhuda e detentor de uma credibilidade nula, perpetrada contra Muniuk, Geralda e Ronan, o que vai sobrar para sua protegidinha Cacaulete tocinhuda resume-se apenas a uma vaga na final, usurpada de Ronan e uma imensa, explosiva e revoltada raiva de considerável parte do público que abomina a desonestidade, a falcatrua, a manipulação e o desrespeito pela verdade, pela transparência e pela probidade moral.
O saldo de toda essa abjeta atitude do senhor todo poderoso do BBB será a colossal vitória de Munik na escolha final que, na terça-feira, em meio a festejos e foguetões, fará dela a vencedora milionária dessa edição que tinha tudo para ter sido a melhor de todas. Para sua protegidinha sobrará apenas o segundo lugar e a merreca de cento e cinquenta mil reais e uma baita decepção por perder para a  linda menina por quem sempre nutriu uma feroz inveja! 

Munik, a linda e querida Pequizinha, é merecedora de ser sagrada vencedora, tanto quanto Ronan, meu querido e digno príncipe de ébano. Mas, tenho pés no chão, não sou de nutrir ilusões, não me perco em fanatismos infantis e pouco inteligentes. Assim, pelo andar da carruagem das enquetes, suponho que meu queridíssimo Ronan dificilmente conseguirá superar o tsunami dos mutirões pró-Munik, apesar de contar com um batalhão de fãs batalhando em entusiasmados mutirões que gritam #Fica Ronan. Não nasci ontem, conheço bem a força malígna, nefasta e contagiosa do preconceito racista presente mesmo naqueles que, por pudores hipócritas, se dizem sem preconceitos. Entre a menina linda, simpática e carismática e um rapaz negro... a escolha jamais transcenderá o fascínio pela beleza física, especialmente considerando que a maioria votante é composta por adolescentes. Mesmo que os dois tenham merecimento paritário.

LEIA MAIS, clicando na frase abaixo
Talvez, se Ronan não tivesse sido alvo da mais infame campanha de difamação, ele estaria sendo mais acatado. Todavia, os ataques covardes, abjetos e pútridos contra o curitibano foi das coisas que mais me chocaram nesse BBB16, especialmente por serem manifestados por pessoas que eu julgava detentoras de valores e princípios morais da mais alta relevância, retidão e exemplariedade. 
Ronan sofreu a mais asquerosa, desumana e abjeta campanha difamatória que já testemunhei. Os efeitos das aberrações morais que foram levantadas contra a imagem, a moral e a pessoa de Ronan ganharam terreno, através dos que se abeberam nas fontes maléficas da maledicência irresponsável e descaridosa dos seus detratores, movidos pelo entranhado e destrutivo sentimento de vergonhoso racismo. 
Rotularam o rapaz negro de ladrão de jóias e de dinheiro, de mau caráter, de pessoa do mal, repetindo como papagaio as difamações de apresentadores sensacionalistas e inescrupulosos como Sônia Abrão e Nelson Rubens. Viam no olhar de Ronan energias demoníacas, interpretavam da pior forma possível qualquer gesto do rapaz, mesmo os mais generosos e gentis. Até a inegável e gritante inteligência, preparo acadêmico e respeitável leque de conhecimentos do rapaz eram veementemente contestadas, com argumentos pueris e descabidos. Inveja é o diabo! Atacar uma pessoa que não está podendo se defender, é muito triste, muito feio e injusto!
Repugna-me esse tipo de atitude sem o mínimo de respeito e compaixão por um ser humano merecedor de todo o nosso reconhecimento e consideração por sua trajetória difícil de vida e a sua brilhante superação e chegada, aos 24 anos, como um cidadão íntegro, com evidente grandeza de espírito, com um coração meigo e um sentimento imenso de solidariedade e respeito pelo outro. 
O tempo que ficou na casa foi importantíssimo para que tivesse uma visibilidade super positiva, consolidando sua imagem de homem dotado de excelente caráter, honesto, digno, íntegro, educado, gentil e, sobretudo, dotado de uma inteligência acima da média, além de uma capacidade de expressar-se numa linguagem culta, dono de um poder de argumentação segura e pertinente, que fazem desse rapaz uma pessoa de grande valor. Nenhum dos homens que participaram desse reality chegou aos pés desse moço,  caluniado e denegrido pelos quatro covardões, com idades para serem seus pais. 
Não importa que ele saia hoje no terceiro lugar, levando apenas cinquenta mil reais de prêmio. Perder para Munik, a quem ele dedica tanto afeto, uma menina tão mimosa e querida, não será tão pesado como seria se perdesse para a Fofolete medíocre e farsante. As oportunidades que terá, com certeza, fora do programa, compensarão a perda de agora. Ronan tem futuro... Disto não tenho dúvidas!
Finalmente, teremos, na terça-feira nosso momento mastercard supimpão, mega saboroso, delicinha absoluta, com a vitória de Munik a vice-Diva absoluta do BBB16. Ela merece muito levar o prêmio que eu queria muito que fosse de Ronan, por várias razões: pela forma discreta como se entregou ao jogo, pela grande inteligência emocional presente em todos os momentos e, mais que tudo, pelo fenomenal, maravilhoso e carismático tsunami de deliciosos momentos de puro entretenimento que garantiu ao público.

Nunca esquecerei a curta passagem linda e super divertida de Ana Paula, a eterna Diva e única protagonista do BBB16, jamais deixarei de lembrar de todas as vicissitudes e glórias do meu menino de ébano, que eu gostaria tanto de ter tido como meu aluno de literatura em meus saudosos dias de professora universitária, para sempre guardarei a imagem da Pequizinha mimosa, tão madura, tão menina/mulher, transparente, sincera, sem máscaras e com um equilíbrio emocional invejável.


Para A Fofolete só tenho a dizer que lastimo que seja uma nordestina, do meu estado (felizmente não é de Natal), que nunca me representou, que só me fez sentir vergonha alheia e lastimar pelos muitos vexames que protagonizou. Vê se cresce, garota! Veja as fitas do programa e tente ser uma pessoa melhor, mais verdadeira, mais adulta, sincera e menos ridícula.

Nenhum comentário: