[Valid Atom 1.0] [Valid RSS] Rabiscos de Eva: " Em terra de figurante, Ana Paula é protagonista"

14 de fevereiro de 2016

" Em terra de figurante, Ana Paula é protagonista"


Não sei se ela é anjo ou demônio, mas sei que tem sido muito bom, muito divertido, ligar o PPV para assistir às suas diabruras. 
A endiabrada loura já ultrapassou os limites da telinha, já deixou para trás os figurantes do programa para tornar-se a protagonista. 
Invadindo o imaginário das pessoas fora da casa, a frase "olha elaaa!", dita por Ana Paula ao retornar à casa do "BBB", na quinta, ganhou os palcos e está na boca do povão, virou bordão nas ruas e já faz sucesso em duas versões para o funk só nas últimas horas. As músicas são cantadas pelo MC Theus e MC Kátia e rapidamente se espalharam pelas redes sociais. 
"É o terror das 'falsianes', pesadelo das colegas, olha ela, olha ela", diz um trecho da música de Theus, e publicada no seu canal de vídeos no You Tube, na sexta. "Tu acha que ela está fraca, ela age na estratégia, malandra, um pouco mimada", prossegue a letra. O vídeo é encerrado com os gritos de Ana Paula no "BBB".
Uma banda de forró também fez uma composição dedicada ao famoso bordão de Ana Paula. Pois é, a moça não é fraca! Vai ser difícil arrancá-la do lugar de protagonista dessa edição do BBB. É ela na fitaaaaa! Que gostemos dela ou a detestemos, isto não importa. A loura endiabrada já conquistou sua fama na história do BBB. Como Tina bate-panelas, Ana Paula será sempre lembrada. Inegavelmente, até o momento, ela vem sendo a dona do jogo, a mais comentada em colunas e blogs. Falem bem ou falem mal, é dela que falam... Mulher arretadaaa! Porreta mais da contaaa! Doidonaaa!

Se ouvisse os conselhos de Ronan para ser mais comedida e racional, iria longe. Ela tem a mesma vibe do Dr. Marcelo do BBB8, a mesma gana para desmascarar os hipócritas. Ele, apesar da torcida contra, conseguiu ficar até bem próximo do final. E, como incomodava!
Malgrado a falação contra ela nas redes sociais, ela está sendo a cara do BBB16. Amada ou odiada, é a participante que está dando vida ao programa, causando, agitando, incomodando e divertindo muitoooo! Por isso, mesmo não torcendo por ela para ganhar o prêmio milionário, torço para que ela não saia tão cedo, que só saia nas proximidades da final. 
Infelizmente eu acho que ela não dura tanto, mas enquanto ficar na casa, será um motivo super válido para assistir o BBB16. Eu quero é entretenimento, quero é dar risadas, é ver barracos inteligentes, que não baixam o nível.
 O BBB é um jogo, não é novelinha das 18 horas, nem retiro religioso. Não quero ligar o PPV para ver gente meditando, fazendo programa de auto ajuda, fofocando pelos cantos ou fazendo figuração à borda da piscina. No BBB eu busco entretenimento. E quem está proporcionando isto? A resposta é uma só: Ana Paula!
Graças às aprontações da loura turbulenta a Globo teve quase 32 pontos de audiência no sábado (13).
Com efeito, tudo indica que a endiabrada conseguiu reconquistar a parte do público que passara a rejeitar o BBB, devido a participação tediosa de gostosonas e bombadões, gente sem carisma e sem interesse para quem exige muito mais que belezura e fudelância subedredônica. 
Ana Paula com seu notório e inegável carisma, salvou o BBB16, livrou a turma do PPV da mesmice enfadonha de edições anteriores. Não é apenas porque arma fenomenais barracos que ela se tornou o centro das atenções, mas, sim porque tem uma personalidade marcante, consegue ser agressiva, arrogante e impertinente, sem perder a feminilidade, a graça e a classe. Em nenhum dos seus embates com outros colegas foi vulgar, apelou para baixarias verbais, tão usadas pelo Pastor Santo para referir-se à ela e à Munik, como fartou-se de fazer, em conversa “de machões” à beira da piscina. Ao contrário disto, ela chega a ser engraçada com suas tiradas irônicas, certeiras e inteligentes. Portanto, se ela for eliminada, o programa irá para o brejo, para o limbo da chatice. A única vez em que ela pegou pesado, carregou nas tintas e foi ao fundo do poço do desrespeito e da insanidade, foi ao atacar Laércio.  Ali, consegui abominá-la, execrá-la, pensando que jamais a olharia com benevolência, que jamais escreveria uma palavra de louvor à sua performance no programa. 
Desde o glorioso BBB10, não se via uma edição tão dinâmica, com tantos interessados em jogar. Ela e Ronan fazem uma dupla ótima! Pensava que a relação dos dois estaria comprometida, devido ao destempero dela com ele. Qual nada! Estão se entendendo muito bem. Ronan é muito maduro, relevou os desaforos, não fez cobranças e... bola para a frente.
Juliana é tão descerebrada que deu o Monstro para os dois. Maravilha! Só ajudou a reaproximá-los e a ficarem no foco das atenções. Lá estão eles, os dois protagonistas da presente edição com os holofotes voltados para eles. Só tem para eles nesse fim de semana. Trata-se de um Monstro barulhento demais, complicado para eles e incômodo para todos, pois solta fumaça de gelo seco em todos os cômodos, acorda todos com um barulho infernal. Mas está sendo divertido, com a sofrência recaindo sobre a casa inteira. Muito divertido! Os dois, ontem, estavam combinando cometer erros para castigar todo mundo... Haja judiação merecida!
Ana Paula é muito descontrolada? É, sim. Este é o seu calcanhar de Aquiles! Quando bebe potencializa este seu lado vulnerável. É mimada? Sim, é muito mimada, não aceita ser contrariada, não recebe ordens, tem rompantes imprevisíveis e não admite gente descomprometida com a verdade e com o jogo. 
Ana Paula não é uma personagem montada, não faz tipo. Parece-me que ela é exatamente como a estamos vendo. Com sua peculiar e polarizada maneira de ser, ora explosiva e agressiva, ora sensível, afetuosa e delicada, torna complicada a minha relação com ela: ora a detesto, ora a aplaudo, com dificuldades enormes de chegar a um meio termo, a um equilíbrio.
E será possível não oscilar sempre da aceitação para a rejeição, diante da complexidade de um ser tão rico em nuances, tão peculiar e cheio de idiossincrasias? É complicado compreender e aceitar esse furação de veneno e mel, de espinhos e veludo. Mas, ainda não consigo desistir dela, como não desisti de Ronan. Quero mais desses dois! Quero o BBB com emoção! Que ela tenha vida longa no programa!
Prefiro mil vezes uma Ana Paula com sua áspera transparência que o Pastor Santo com sua abominável máscara sorridente de ser iluminado enviado do universo, para salvar o planeta. Mil vezes ela que Juliana, como gata em teto de zinco quente, caçando Bananan. Sou mais ela, que a Bundalhuda sendo subserviente, na cozinha e no tanque de roupa suja, para não ser votada. Sou mais o time dela que o do Bananan se fazendo de garanhão, fazendo um jogo de sedução que dá em nada. Fico na dela, muito antes de aderir aos sonsos e sonsas que estão em cima do muro, integrando o clubinho X9.
Enquanto não ocorre mais uma retumbante virada no jogo, fico com meu time reserva: Munik, Ronan, Tamiel, e a diaba Ana Paula. Espero que esse quarteto caminhe até a final, e que ganhe o que se sair melhor. É isto o que tenho para esta semana que só finda na terça-feira. Depois da eliminação, tudo recomeça, tudo pode mudar, como vem ocorrendo nesta supimpérrima, porretíssima, arretadíssima edição do BBB.
Postar um comentário