12 de setembro de 2015

Será que A Fazendo vai mesmo passar por mudanças?



_­­
Corre o boato que a oitava temporada do reality rural, “A Fazenda”, deverá ter ex-participantes de volta, disputando o prêmio de 2 milhões de reais. Seriam Théo Becker, Nicole Bahls e um terceiro que me escapa o nome. Essa não é a primeira vez que ex-participantes voltam ao reality.

Na edição 4 de “A Fazenda”, Monique Evans, voltou para o reality em busca do prêmio, só que mais uma vez ela não levou o prêmio, pra casa, mas chegou a final, ficando em 2º lugar. Theo Becker teve um breve retorno na mesma edição na qual Nicole participou. Quanto a esta, na oportunidade que teve de participar como convidada em A Fazenda deu Verão, só deu vexames.

Se Roberto Justus que, de fato, assegurar um alto nível de convivência social dentro da Fazenda, como pode aceitar dois dos mais desrespeitosos, desaforados e desbocados ex-participantes? Não diz este refinado senhor que não admitirá barracos, agressões verbais, baixarias e falta de respeito entre os participantes? Será que mudou de idéia? Neste caso, deveria completar o trio de deselegantes figuras convidando também a memorável mestra das cusparadas Andressa Urach e seu imbatível parceiro de escândalos Verdelho, ou, quem sabe, aquela socialyte da edição passada que se divertia provocando e insultando os colegas (graças a Deus esqueci o nome da bruaquinha)? Gente chegada a uma estrogonófica baixaria é o que não falta na galeria de pseudo-celebridades que já passaram e fizeram feio pelo programa.


LEIA MAIS...


E aí, Justos, vai moralizar a bagaça, ou vai tudo continuar na mesma nojeira que apoiaram nas últimas edições? Afinal, o que foi divulgado nos bastidores da emissora foi que o grande desafio da 8ª edição de A Fazenda seria reconquistar patrocinadores, audiência e público, afugentados pelo baixo nível dos participantes que passaram pelo programa e suas conversas com pouco, ou nenhum, conteúdo. Para este fim dispensaram o fraquíssimo e nada carismático Brito Junior, talvez um dos responsáveis pelo fracasso do reality, convidaram Roberto Justus e se dispuseram a atender as exigências desse novo apresentador. Ainda confio no bom senso e no bom gosto de Justus para salvar A Fazenda da decadência e do descrédito a que foi arrastada pelos que a orientaram até a sétima edição.

Será simples coincidência, ou a Record está querendo mesmo imitar Bial, ao escolher um noivo apresentador grisalho, cheio de charme, bonitaço, carismático e com mais de cinquenta aninhos para comandar o reality rural? Se forem imitar outras coisitas não recicláveis do Big Brother Brasil... O reality do Bispo Santo cairá no ridículo... 

2 comentários:

Anônimo disse...

Esse roberto Justo... não me parece muito justo... péssima escolha.
O insucesso de todos os realitys se deve a manipulação e não mostrarem tudo o que acontece por lá, e a péssima escolha dos participantes.
E a Fazenda ainda é mais prejudicada por não ter o tal PPV.

Anônimo disse...

Olá Eva, passei para deixar um grande abraço. O único dia em que assisto a Fazenda é no dia das provas... Um abração !!!