[Valid Atom 1.0] [Valid RSS] Rabiscos de Eva: Que edição danada de boa! Que discurso, heim, Bial?

18 de março de 2015

Que edição danada de boa! Que discurso, heim, Bial?


Com esse discurso, Pedro Bial anunciou a eliminação do indefecável Galinho de briga Rafalso. Delicinha de discurso que questionou as mazelas de cada um e as virtudes de quem as tem. Fernando se fez de desentendido acerca da direta que o apresentador disparou para ele, mas entendeu direitinho o recado, tanto que ficou com os olhos arregalados quando foi referido. Desta vez as metáforas de Bial não foram abstratas. Ele estava querendo mesmo fuzilar os patifes.
Se o BBB fosse um livro, este faria um romance policial existencialista, narrado em versos livres. Para este outro, bastaria uma página, com letras de ouro: sua certidão de casamento.
Para esta, seria a utopia de um castelo de papel, onde seu príncipe encantado teria um vocabulário de apenas três palavras e as repetiria até o fim dos tempos: eu te amo eu te amo eu te amo eu te amo eu te amo...
Se o BBB fosse um livro, esta faria uma história da Arte ou da fofoca, feita só de ilustrações, sem palavras.
Já este inscreveria no livro a letra fria da lei, constituição, código civil e criminal, no rigor da linguagem, da carta às icamiabas (1).
E este outro ainda, faria um manual sobre tal certame esportivo, com as regras do jogo, ou livro de receitas.
Só que não há receita para esse jogo, nem regras.
E, preto no branco, nessas páginas aí...
Todo verso tem pé quebrado.
Senhor juiz, pare agora! Alguém tem sim algo a dizer contra esse casamento.
E que mané príncipe encantado, Shangri-la (2) é mais pra lá...
Pois, invertendo a célebre pergunta de Alice (3), de que vale um livro sem palavras?
Mais belo que folhas repletas de preâmbulos, títulos, seções, artigos, parágrafos e emendas, é lei, que para se fazer valer basta ser chamada: em nome da lei!
E no manual de instruções desse impossível livro, está escrito: só sai daí eliminado ou frito.
Vem, tem um monte de provas pra você ganhar aqui fora, Rafael .

Saiba quais são as referências citadas por Pedro Bial:

(1): Referência ao célebre capítulo do livro “Macunaíma”, de Mario de Andrade.
(2): Referência ao lugar utópico, descrito no livro “Horizonte Perdido”, de James Hilton.
(3): “De que vale um livro sem figuras ou conversas?”, pergunta Alice no primeiro parágrafo de “Alice no País das Maravilhas”, de Lewis Carrol.
Adorei a piadinha de Bial sobre os instrumentos de alta tecnologia em uso nessa edição que permite ver tudo que acontece sob o edredom. Ai, que fofurinha de direta! 
Mariza ficou de olhos arregalados, decerto pensando no casal "1 vintém e duas patacas" (ou R$ 1.900,00) e suas xafurdâncias erótico-pornôs... Kkkkkkk, estou amando Bial nessa edição, sem paparicos com os cretinos, sem estimular a galinhagem e a piranhagem, como fazia antes. Adoro quando ele dá espaço para Cézar, Mariza e Adrilles, deixa-os se expressar. É notório que o apresentador não nutre antipatia por Cézar, que o compreende e valoriza por sua boa índole, sua integridade e independência. Afinal, se Cézar prejudica alguma pessoa, é a ele mesmo. Não há vilania em seus atos, não há maldades com os demais da casa. Espero que ganhe seu merecido terceiro lugar, realizando seu sonho de chegar à final.
Adrilles e Mariza têm carisma, são leves e generosos. Ele só tem crescido, depois que a comilona saiu da casa. Fico feliz pela mudança e recuperação dos seus fãs. Esses dois não precisam de histórinhas tristes, personagem fake, de fazer casal vira-lata, não precisam de nenhum artifício para brilharem e sobressaírem, eles apenas são o que são. E isto basta!
Agora a pergunta que não quer calar: será que ainda não esta claro para Amanda, que saíram todos da turminha dela, que o jogo pesado e sujo de todos foi reprovado, rejeitado e que ela é o último dos moicanos? Será que é tão tapada e delirante que não percebeu o recado das eliminações seguidas, mostrando, de forma insofismável, que ninguém desse grupo quase exterminado vai levar o prêmio milionário? Se não sacou nada, então precisa alguém desenhar para ela. Ó, que mísero destino! 
Fico lembrando do tempo em que o grupão estava inteiro, pintando e bordando, humilhando Marco e Mariza, ridicularizando Adrilles, esbanjando empáfia e ostentando um poder que nunca tiveram... Então eu sonhava em ver um a um sendo defenestrado. E vi! Vi e achei uma delicinha cada eliminação, curti adoidada os discursos de Bial... Eita BBB15 bom mais da conta! Diferente, mas muito rico em momentos Mastercard! .
Muito divertidinho ver o ridículo Fernando na cozinha tentando fazer cara de que está tudo muito bem, fazendo a política da boa (e falsa) vizinhança com Cézar, mas era notória a fumaça saindo pelas orelhas, pelas ventas dele. Muito fôfis! 
O mais fôfis foi vê-lo fingindo que não prestou atenção ao discurso do Bial. Ó, santa inocência! 
Entendeu bem direitinho, só não suporta admitir que foi trollado pelo apresentador. Todos prestam atenção às palavras do, por vezes ácido e contundente, apresentador, inclusive pelas dicas que veicula. Muito idiota. Não passa de um cabrão totalmente vazio e superficial. 
O Cara foi ridículo mandando recado para Aline, pedindo para Rafael pedir desculpa a lourinha, para ela pelo menos conversar com ele aqui fora! A seguir, foi para a "cabaninha edredônica" com a piranhosa descartável. Fala sério, Cabrão! 
O que se passa na cabeça desse libidinoso que não consegue controlar o próprio pinto, que fica pondo em banho-maria as duas mulheres? Esse é o seu jogo cafajeste...Só que Aline não é da laia de Amanda. É uma mulher educada, vai conversar com ele, mas não é burra nem parece ter vocação para capacho de homem galinha. 
Jogo por dinheiro não justifica o comportamento sórdido dele, inclusive com a própria Amanda. Só não o execro mais, porque acho que ela também o está usando, cumprindo a jura que fez na época em que foi rejeitada de que o teria para ela, depois que Aline saísse da casa. Escolada como é, dizia que Fernando não seria fiel a lourinha, que não era tipo de homem que resistisse a outra mulher. 
Como é que uma mulher se sujeita a dormir com um homem que a deixou por outra, toma um chute nos fundilhos celulitosos, leva um chega para lá várias vezes, e poucos minutos depois vai de novo para cima do cara? E ainda com o agravante de que a trata como uma putinha com quem pode fazer toda sorte de kamasutrice, mas nunca dá um beijo na boca dessa oferecida dadivosa, com desculpa siper humilhante de que tem que respeitar a outra! Por Belzebu! Será que estou muito velha e retrógrada? Vá ver que é moda, é fashion e super chic agir com a vulgaridade de Apanda, e eu estou por fora, ultrapassada... Tadinha de eu, né mermo?
Vai vendo o nível da linguagem do Bofe com a pegajosa, ontem, quando ela insistia em boliná-lo: " Porra, já disse que não vai rolar! Não consigo, não vai rolar! Esta foi a primeira e única vez que o vi sendo veemente com ela! Deu um chega para lá seguro! Ai, que vergonha alheia! Que festival de putice! Ela deve estar acostumada a ser tratada assim... 
Ontem, o cara estava bem surtadinho, chorou convulsivamente enquanto conversava com a pegajosa, deixando-a assustada. Achei a cena repugnante! Ele quase histérico, desesperado, e ela ali grudada, sugando as energias do cara, forçando a barra, com cara de Mater Dolorosa em procissão do Senhor dos Passos.
Depois em conversa com Rafalso, ela mostrou-se abalada com a situação. "Vamos lá no Quarto do Líder?", perguntou o pinguim de geladeira para ela. "Estava grudada com ele até agora", respondeu a capachilda. "Mas vocês não iam manter distância?", questionou o rapaz, surpreso.
Sem graça, Amanda riu e respondeu: "Então, esse foi o motivo do choro. Porque ele magoa as pessoas e eu deixo as pessoas assim. Olha o que eu faço... Eu destruo a vida das pessoas", disse ela. "Aí o que a gente faz? Ainda não entramos nesse consenso", continuou a Panda encardida. "Mas eu falei para ele: isso vai acabar e não te vejo mais. Aí acabou tudo, falta pouco", decretou a empresária, que fez dançar o edredom com Fernando na última madrugada. Esta é uma relação doentia, muito doentia! 
Enquanto isso, na varanda, Adrilles comentou o fato de Fernando estar mais calado nesta terça-feira. "Pode ser outra briga", palpitou Mariza. "Acho que não... Se não brigou até agora, não briga mais. Acho que eles vão ficar nessa relação ambígua até o final. De vez em quando ela chora e ele fica preocupado pelos cantos... Vão ficar nessa relação", opinou o poeta. Vale lembrar que Fernando já disse estar preocupado com a opinião de Aline sobre o que vem acontecendo na casa.
Postar um comentário