16 de janeiro de 2015

Salve, salve os participantes do Big Brother Brasil







 

Estou botando fé nesse Big Brother Brasil 15. Conforme foi alardeado por Boninho e Pedro Bial, a turma selecionada seria formada de gente comum, como são a maioria das pessoas que nos rodeiam nas ruas e na família. Tudo indica que cumpriram esta promessa, pois o grupo participante do BBB15, além de bem diversificado, é bem diferente do figurino nauseante e vulgarrérimo que se repetia a anos seguidos, numa mesmice aflitiva e obscena. Esse processo degradante e perverso teve seu ponto culminante no abjeto BBB14, um legítimo esgoto fétido e pútrido. A vencedora foi bem condizente com a podridão que prevaleceu ao longo da bagaça asquerosa. Todavia, o megalômano e delirante Boninho pagou caro pela façanha audaciosa de promover a mais destravada "putaria" protagonizada por sua protegida, posta na casa para escandalizar, para por em prática as mais reles cenas de descarada depravação, se fazendo passar por lésbica com sua parceira escolada na arte da fornicação comercial. O resultado de tamanha abjeção foi a queda vertiginosa da audiência, a fuga dos patrocinadores e a gritaria dos twitteiros contra a ordinarice escancarada do programa.

Parece que a lição resultou em mudanças radicais no formato do programa, numa tentativa desesperada para recuperar a perdida credibilidade do Big Brother Brasil... As escolhas seguiram noutra direção, bem distanciada do desmoralizante reino fétido das periguetes da pesada como Fanni Pacheco, Maroca, Natália Cassassola, Monique Amim, dentre outras depravadas que arrastaram o reality para um lamaçal moral pútrido, fazendo do programa um bordel de baixo nível.

Agora falam em um retorno aos tempos da inocência, quando o BBB era esperado com as melhores expectativas de muita diversão, gerando entusiasmadas torcidas e paredões espetaculares. As pessoas torciam e os fãs clubes se multiplicavam. Os Brothers e Sisters que caiam nas graças do público arrastavam multidões por onde andavam. Iris Stefanelli, Diego Alemão, Jean Wyllys, Grazzi e Pink causavam furor nos aeroportos, shoppings, eventos, etc. Esta paixão durou até o BBB7. A partir daí começaram as canalhices de lésbicas, as escandalosas fudelâncias nos dormitórios, os escândalos escabrosos envolvendo a polícia, as cenas deprimentes protagonizadas por gays, lésbicas e periguetes sórdidas. Hoje, conheço poucas pessoas que assistem o BBB, e muitas ficam chocadas porque eu assisto o que eles chamam de "esgoto televisivo". 
Entre as mulheres escolhidas para o BBB15 não me parece ter periguetes alopradas, tampouco bombadões praieiros do tipo "nem, nem" (nem estuda, nem trabalha). A maioria é mesmo comum, feiosos, gente que trabalha, a maioria é graduada ou está na faculdade. Portanto, é grande a chance de termos pessoas com a massa cinzenta cultivada, livrando-nos de escutar as costumeiras asneiras, as conversas vazias, além do desfile nauseabundo da indefectível mediocridade dos assuntos que nos impingem. Já não aguento a canseira de ouvir as enormidades intelectuais de tanta gente boçal de edições passadas.
O grupo não tem beldades bundalhuda, misses babaquinha, tampouco garotas de programa, disposta a promover a baixaria sexual. Todas me pareceram gente muito legal. Gostei dos homens e das mulheres à primeira vista. Espero continuar gostando da turma, divertir-me muito com eles, emocionar-me com suas histórias de vida e ter motivos mais
para elogiá-los que para criticá-los.
Lastimo que não tenham escolhido participantes dos estados do Norte e Nordeste do Brasil. Apenas Pernambuco foi contemplado, com dois candidatos. Os estados do Sul e Sudeste são sempre os privilegiados.

2 comentários:

Jane disse...

Querida, eu não pago para ver como diz o ditado.A grobo foi uma das grandes responsáveis pela amoralidade implantada no Brasil por 15 anos...Até o tal Jean Willys, disse esta semana que não tem que fazer plebiscito de nada no paós pq o povo é ignorante (isso inclui nós duas)Mas se eu disser que não dou espiadinhas no site da globo, estaria mentindo.A curiosidade faz parte De todo mamífero. Espero que vc esteja certa ou que as coisas sejam menos horríveis do que tem sido...
Te admiro. beijo grande.

Zenobia Collares Moreira disse...

Jane, a produção está desesperada para reconquistar o público que desertou do BBB, devido à baixaria abjeta que deixou as famílias enojadas. Eu conheço poucas pessoas que continuam com o PPV. No prédio que moro cortaram o PPV do sistema a pedido dos moradores. Eu tenho, porque tenho uma antena independente da SKY ligada na sala que uso para o computador, e para ter uma TV de 42 polegadas. É meu cantinho privado, onde tenho meus livros e uso para ler no conforto de uma poltrona macia. Eu bem que me divirto falando mal do programa, exercendo a crítica feroz e curtindo as provas. Adoro provas e dia de formação de paredão. Acho que vão procurar ser mais moderados nessa edição, se não querem enterrar de vez o reality. Bjs.