15 de setembro de 2014

A FAZENDA 7 começou de forma perfeita, esplendorosa!



A Fazenda estreou no último domingo (14) em grande estilo, para uma plateia seleta e entusiasmada que lotou o espaço que lhe era destinado. O espaço destinado ao apresentador recebeu uma decoração colorida, bonita e de muito bom gosto. Brito Junior me surpreendeu pela mudança na forma de apresentar o programa: um apresentador comedido, sem o vício da repetição do já dito, sem gracinhas sem graça, jovial, bem humorado sem esquecer a atitude reservada que deve ter na sua função. Outro Brito Junior, sem salamaleques, sem trejeitos ridículos, sem imitar o babacão do Big Brother Brasil. Enfim, um apresentador impecável com seu estilo próprio. Parabéns Brito Junior. Pena que no programa da tarde na Record não adote a mesma postura e se meta em tantas macaquices ridículas com a turma do Além do Peso.
O evento começou com a revelação dos 14 participantes (Robson Caetano e Lorena Bueri já tinham sido anunciados na coletiva da quarta-feira (10)). A principal surpresa foi a ida dos peões para um acampamento rústico antes de entrar na casa. Um osso duro de roer, mas excelente para incitar os nervosinhos às primeiras querelas. Foi divertido ver as dondocas, que chegaram ao mato de saltos altos, roupas transparentes próprias para a noite, cheias de brilhos e breguice no mais alto estilo cafonalha. 
No local, o clima era de descontração até um debate sobre comida virar motivo de discussão entre Lorena Bueri e Roy Rosselló. A modelo repreendeu a forma de preparo do arroz do ex-Menudo, dando uma de mandona, mas, graças à calma do educado moço, acabou se desculpando. Essa promete se meter em muitos barracos. Aliás, gente com sangue nos zóios é o que não falta nessa turma tão heterogênea.
Em seguida a emoção tomou conta do programa. Um ritual com uma fogueira sugeria que todos os peões queimassem as coisas ruins antes de entrar na casa. Todos ficaram emocionados até a socialite Heloisa Faissol queimar o seu medo de sapos. Essa vai ser a fricoteira da vez...
O barato foi ver a turma ter que dormir em sacos postos no chão, sob uma barraca de lona iluminada por lampiões. As delicadas bundinhas não achavam canto na aspereza do leito de guerra, suspiravam pela casa sede e seus luxos. 
No dia seguinte os peões enfrentaram um circuito que exigia agilidade na Prova do Acampamento. MC Bruninha e Babi Rossi desistiram do desafio, dando prova de que vão ser rejeitadas pelas equipes. São cheias de frescurinhas e medinhos...Hehehehehehehe, vou me divertir muito com essa gente, por sinal muito bem escolhida.
A ida pra casa principal foi festejada por todos, depois de tantas picadas de mosquitos e frio fora da casa. Ao chegar à sede os participantes dividiram as camas e já levantaram possíveis casais. Léo Rodrigues e Debora Lyra e Lorena Bueri e Diego Cristo são as principais apostas da casa. 
O empresário Oscar Maroni foi criticado pela maioria dos peões por querer pregar “amor e respeito” entre todos, dando uma de psicólogo e comandante de tropa. Esse vai ser o polêmico da edição. O cabra é falastrão, desbocado, diz o que pensa e não faz economia de críticas. Gostei desse encrenqueiro que já está incomodando a turma... Pois é, quem não quer brincar, que não desça para o play. Oscar Maroni mostrou que é um cara muito tranquilo e não se importou com as câmeras ligadas ao trocar de roupa no quarto, com a porta aberta, ao lado de Robson Caetano, ficando só de cueca.
Uma confraternização na parte externa da casa levantou discussões e os peões continuaram a criticar a postura de Maroni. Ele, nem aí para as críticas, não se alterava e se divertia na base do “deixa a vida me levar, vida leva eu”.

Os vencedores da prova para líder de grupos 

No primeiro domingo do confinamento os participantes foram ao palco bater um papo com o apresentador Britto Jr. e descobriram sobre os vencedores da Prova do Acampamento. Marlos Cruz, Diego Cristo e Robson Caetano foram os mais rápidos e se tornaram os cabeças de equipe e terão o poder de escolher os integrantes de seus grupos. Os ganhadores não poderiam ter sido melhores, adorei que tenham ganhado a prova e tenham nas mãos o comando dos três grupos que dividirão os 16 participantes. O público poderá optar quem sai na frente na definição das equipes votando através do R7. 
O jogo está apenas começando, mas com certeza já vimos que esta edição será bem descontraída, já que pelo menos um dos peões não tem frescura nenhuma e não teme as câmeras. As mulheres são lindas, três peões são belezuras para ninguém botar defeito (Diego Cristo, Marlos Cruz e outro que ainda não memorizei o nome).
Robson Caetano já havia conquistado a minha simpatia desde a Dança dos Artistas da Globo, na qual foi o campeão. Além disso, é um atleta famoso, sem vaidades ridículas, humilde, educado, inteligente, elegante nos modos e de uma integridade e caráter incontestáveis. Já é meu xodó. Já estou torcendo por ele... Os dois gays da edição são simpáticos e sem frescurites. Em geral, gostei dos homens bem mais que das mulheres. Dentre estas, destaco a do cabelo roxo. linda demais e dando pinta de ser boa jogadora, inteligente e bem articulada.
A casa está belíssima, super colorida, mas com muita harmonia entre as cores. Nada daquela coisa brega do Big Brother Brasil. Os jardins estão de cinema, a bicharada maravilhosa encantou a todos. Os mais sensíveis se apaixonaram pela paisagem e não se cansavam de elogiar a beleza do lugar, se sentindo numa cena de cinema ou num quadro de um pintor bucólico renascentista. Enfim, essa edição promete ser a melhor de todas anteriores, tanto pela escolha da turma, quanto pelas inovações que anuncia. A primeira prova já mostrou o alto nível que terão as vindouras: padrão FIFA de qualidade. Criatividade nota mil. Parabéns para a produção da Record. Depois falarei sobre as mulheres... Por enquanto não há muito a dizer, todas dentro do modelo esperado: peitões, bundões, corpos siliconados e malhados, muita vaidade babaca, muitos narizes empinados de quem se acha uma celebridade.
Por falar em celebridade... onde estão elas? Não vi nenhuma, só vi um bando de gente que eu nunca vira nem em foto de revistinha de TV. Nem sub-celebridades são. Para mim, apenas Robson Caetano é um FAMOSO. As demais são meros anônimos, ou sub-famosos sem grande expressão no mundo dos famosos. E foi justamente este fato que me fez gostar das escolhas. Há uma tal de Sorvetão, que a geração mais nova não sabe quem é, pois o tempo de Chacrinha já era. A tal Mortagua não passa de uma mulher que há tempos apareceu pelos barracos e escândalos que aprontava. Hoje, está envelhecida, esquecida e sem nenhuma importância na mídia. E vou parando por aqui.

Fique ligado na transmissão 24 horas para não perder nada de A Fazenda 7!

2 comentários:

Trícia_Guima disse...

Oi Eva, também gostei dessa edição, só espero que o público não estrague como ano passado, pois já estão me irritando antes mesmo de começar com a torcida pra ex Paniquete Babi, igual como foi pra Bárbara e se ela formar casal ferrou de vez, espero que que essas caprichetes não estrague como fizeram com a edição passado e o BBB14.


Quanto a Andrea Sovertão, ela EX PAQUINA, e não chacrete (até porque as chacrete tem mais de sessenta anos, seria impossível ela ser uma) e esse apelido de sorvetão foi a própria Xuxa que deu a ela.

E COMO ASSIM O ROY É ANÔNIMO? Ele fez parte de um grupo que foi o fenômeno nos anos 80, tudo bem que ele está fora da mídia e não faça mais sucesso como Ricky Martin, e a juventude de hoje nem lembrar dele, mas quem tem mais de quarenta, sabe bem que o cara foi muito famoso cantando e dançando ao lado de Ricky Martin no Menudo.

Bem como eu falei, espero que essas fãs adolescente que adora um casalzinho não estrague a Fazendo, por mim NINGUÉM formaria casal.

Trícia_Guima disse...

Oi Eva, também gostei dessa edição, só espero que o público não estrague como ano passado, pois já estão me irritando antes mesmo de começar com a torcida pra ex Paniquete Babi, igual como foi pra Bárbara e se ela formar casal ferrou de vez, espero que que essas caprichetes não estrague como fizeram com a edição passado e o BBB14.


Quanto a Andrea Sovertão, ela EX PAQUINA, e não chacrete (até porque as chacrete tem mais de sessenta anos, seria impossível ela ser uma) e esse apelido de sorvetão foi a própria Xuxa que deu a ela.

E COMO ASSIM O ROY É ANÔNIMO? Ele fez parte de um grupo que foi o fenômeno nos anos 80, tudo bem que ele está fora da mídia e não faça mais sucesso como Ricky Martin, e a juventude de hoje nem lembrar dele, mas quem tem mais de quarenta, sabe bem que o cara foi muito famoso cantando e dançando ao lado de Ricky Martin no Menudo.

Bem como eu falei, espero que essas fãs adolescente que adora um casalzinho não estrague a Fazendo, por mim NINGUÉM formaria casal.