20 de abril de 2014

A notória decadência das novelas da Globo.


Sempre tive uma preferência acentuada pelas novelas das 18hs da Rede Globo de Televisão, por serem muito leves, com toques de comédia, boas doses de romantismo, tramas interessantes, histórias de amor que envolviam sentimento, emoção, poeticidade e até aquela dose de sentimentalismo que nos levava a sofrer com as vicissitudes dos casais apaixonados e sorrir com os finais felizes, quase sempre coroados com uma bela festa de casamento. Quando não eram essas tramas românticas, eram comédias interessantes, cheias de peripécias que nos divertiam muito. Hoje, vejo-me lendo um livro ou no computador no horário que sempre foi ocupado pelos folhetins de autores excelestes, simplesmente porque não sou tão parva, tão sem noção para ficar perdendo meu precioso tempo com a palhaçada colorida sem nenhuma graça, mas com muito ridículo e chatice que denominam "Meu pedacinho de chão". Talvez mais apropriado para as crianças e adolescentes que estão vendo aquele nojo de novela, feita para ensinar-lhes como fazer sexo com fedelhos, beijar na boca e engravidar aos 14 anos, que passam às 17 hs com o significativo nome de "Malhação".
Ao fim e ao cabo, as novelas da Emissora Globo TV seguem pelo mesmo caminho tortuoso e reles do BBB14. Em todas do horário das 21hs há gays, quase sempre estereotipados, que nada acrescentavam à causa GLST, só contribuem para aumentar o preconceito.


Na novela anterior a que estão passando agora, resolveram levar a sério o assunto homossexualidade, que jamais deveria ser tratado como piada. Nesta, não havia nada que colidisse com meus códigos morais e com os da sociedade em geral, acredito. O casal gay masculino vivia uma história humaníssima, com muito amor, decência e cumplicidade. Mesmo o beijo no final da trama estava muito bem colocado dentro do contexto. Foi um gesto de carinho que deu um toque de sensibilidade e ternura à relação do casal que vivia uma relação estável e equilibrada, com filhos adotivos e uma bela história de superação por parte de um deles.

LEIA MAIS, clicando na frase abaixo
Mas, na novela atual - Momentos em Família - é um nojo o que estão mostrando, é reles e rasteiro em excesso, e está muito longe de representar uma luta contra o preconceito às relações entre lésbicas. Ao contrário disso, só contribui para os héteros desenvolverem mais preconceitos e acharem que todos as homossexuais são promíscuas, cruéis, inescrupulosas e monstruosamente egoístas, tal com foram as duas que foram para a final do BBB14. A casada já largou o marido, ficou com o filho (entregue à mãe) e está numa boa curtindo a vida!
A lésbica da novela (Momentos em Família) é uma mulher promíscua que vive numa casa com várias outras que já foram suas amantes. Conhece Clara, sente tesão por ela e decide tê-la a qualquer custo não se importando em atropelar quaisquer obstáculo que se interponha ao seu lúbrico desejo de posse. Daí se intromete e vai destruindo sutilmente o casamento de outra mulher, bem casada e mãe de uma criança pequena. 
O último capítulo que tive estômago para ver me fez tomar a decisão de não mais assistir a semelhante aberração, a esse lixo nojento, a essa apologia descarada ao lesbianismo leviano, inconsequente e inescrupuloso. O discurso desalmado, cheio de razões, nojento, arrogante e crual da lésbica, que seduz a mulher casada, para o marido desta, doente, revoltado com a destruição do seu casamento, que a procura para por fim à intervenção da piranha descarada, egoísta, mau caráter e sem limites, quando se trata do próprio prazer carnal, deu-me nojo. Deu-me ânsias de vômito e uma estranha sensação de que estou vivendo em um mundo que já não existe respeito pelo outro, onde o sentimento de dignidade foi esmagado pela luxúria mais porca, um mundo que não mais reconheço, onde me sinto como uma estrangeira que estivesse em uma sala onde todos falassem chinês, e eu não conhecesse tal idioma. Um mundo no qual os valores e princípios nos quais alicercei a minha formação moral já não prevalecem e esses que os substituem não consigo assimilar. Sinto-me uma estrangeira no país em que nasci, no planeta em que ele está... E não tenho outro para me mudar. Só se optar em morar na selva, nas entranhas da selva amazônica, em alguma tribo ainda não contaminada pela tal civilização. Impossível, não é mesmo? Impossível , porque já me tornei um bicho civilizado e viciado nos confortos que o lado bom da vida moderna nos proporciona. Então, o melhor remédio é desligar a TV, só ver programas na TV paga (tem coisa boas que valem a pena serem vistas) e pegar um bom livro para ler no horário de todas as novelas. Nenhuma presta. Esqueci de falar nas das 19 horas! Como pude esquecer dessa tranqueira televisiva? Decerto, porque Além do Horizonte é tão pífia, tão nauseabunda e sem qualidade que passou em branco. Gente, essa novela é uma vergonhosa tentativa , aliás super fracassada, de imitar a famosa série americana  "Lost". Só que não tiveram cacife para fazerem sequer uma pálida imitação, caindo no lodaçal da mais ridícula caricatura da produção americana. Hehehehehehehe...  A Globo está mesmo descendo ladeira abaixo. Os programas de comédia são péssimos.  Ana Maria Braga logo mais não vai conseguir abrir a boca de tanto botox enrigecendo a musculatura facial para esticar a pelanqueira, aliás, seria ótimo. Assim não diria tantas asneiras.
A programação precisa de uma reciclagem urgente. Já foi uma grande melhora terem aposentado a chatérrima Xuxa, a eterna adolescente com fala de criancinha mimada. Quem sabe se no BBB15 vão inovar, trazendo um casal gay para dar um showzinho nas festas, com muito beijos na boca, muitos amassos sob os edredons, né mesmo? Afinal a enorme turma de gays e lésbicas da emissora merecem essa homenagem... Jean Wyllys foi campeão, mas era um moço muito decente, discreto, com valores e princípios sólidos, pautados em uma formação moral digna de louvores. Nunca foi nem é da bagaça, é um Homem de que se dá ao respeito e tem toda a minha admiração e respeito.




5 comentários:

Anônimo disse...

EU TAMBÉM FAÇO O MESMO. FICO NO COMPUTADOR OU USO O CONTROLE REMOTO. NA GLOBO HOJE ESTÁ DIFÍCIL ATÉ MESMO VER O JORNALISMO. ESTÃO QUERENDO FAZERMOS DE BOBOS. O BBB FOI UMA FARSA.

Anônimo disse...

Concordo com tudo que foi dito!

Anônimo disse...

E verdade, a globo ja deveria ter tomado simancol que essas novelas dela com os mesmos preconceitos com as culturas or racas dos outros ninguem mais aguenta! O Falabella diz que TV nao tem que se preocupar com o politicamente correto, pois e monotono e bobagem, ele se esquece que o politicamente correto e o que se espera neste seculo, a razao de envolismo como ser humano e como democracia que pretenmos pertencer. O povo se cultua ou via livros ou internet e nao suporta mais mais falta de respeito. Nao precisa ser babaca, e so ser criativo!

Wellington C. da Silva disse...

Texto bem humorado e descontraído. A Globo é a sombra do que foi, pois ela é vitima do padrão de qualidade que ela criou, já que se tenta mudá-lo, se mostra forçado e pobre, se continua com ele, se mostra atrasada e fora da realidade. Mas os livros e filmes nos dão tramas melhores.

Anônimo disse...

Não é só a TV Globo que está em decadência! É a TV brasileira inteira que está naufragando e a recusar ajuda!