19 de março de 2014

Diego, o mais digno e íntegro participante do BBB14.


DIEGO foi a grande figura desse BBB, ele foi “o cara” dessa edição. Por isso, perdi o interesse em continuar acompanhando o programa, dedicando meu tempo àqueles rebotalhos de gente que ficaram lá. Fiquei feliz com a reação positiva dela ao saber que estava eliminado. Saiu de cabeça erguida, sabendo que não sujou seu nome, não envergonhou sua família, não se comportou como um canalha e ainda salvou de expulsão o desequilibrado que ficou na casa. Não tenho dúvidas de que surgirão vários trabalhos para ele, por ser um ser humano do bem, íntegro, bom caráter, que jogou limpo e não passou por cima das pessoas e, principalmente, não interpretou nenhum papel para se dar bem, ou seja, foi ele mesmo o tempo todo. Parabéns Dieguito! Como você disse: “O sonho foi realizado e continuará fora do confinamento”.

O discurso de Pedro Bial não pretendeu passar a mão na cabeça de ninguém. Foi severo, direto e duro com os que mereciam.

“Não procurem justiça nesse Paredão, porque não há.
Isso é Paredão, eliminação, isso não é um julgamento.
Nem poderia ser, um julgamento com mais de trinta milhões de juizes?
Não rola.
Por isso que, pra fazer justiça, tem advogados, promotores, assistentes, testemunhas, peritos, jurados, e um só, um, apenas um juiz.
Um juiz, na solidão brutal de sua consciência.
E tem sempre alguém insatisfeito com a decisão do juiz.
Não há consenso possível na busca por justiça.
E hoje é paredão, não é julgamento.
É Paredão, não é condenação, não é absolvição.
Todos têm suas razões, ninguém tem razão.
Não tem julgamento ou justiça.
Nem consenso…
Alguns aí afirmam que você é homofóbico:
Só que isso está longe de ser consenso.
Você: se você clama inocência, por que disse a intrigante frase, no confessionário?:
“O Cássio quer prender o ladrão antes de ele cometer o crime”.
Por que?
Isso está longe de ser consenso.
Há quem diga que seu namoro é fake.
Mas isso está longe de ser consenso.
Para alguns, álcool é álibi, ou atenuante.
O que também está longe de ser consenso.
Há quem ache que você está certo, mas errou nas palavras.
Mas… Longe de ser consenso.
Alguns acham que você tirou vantagem, sim.
Longe de ser consenso também.
Alguém é inocente? Alguém tem razão?
Nem perto de consenso…
Há quem espere que essa eliminação responda a todas as perguntas.
Longe… Longe disso.
Com a continuidade do jogo, algumas respostas vão surgir, assim como novas perguntas vão aparecer.
Mas, pro jogo continuar, com todas as suas dúvidas e promessas, alguém tem que sair agora…
E sai você, Diego.”

O discurso não foi favorável nem para Marcelo nem para Ângela. Achei bem forte! Sem elogios, sem louvações!
Pareceu-me que Bial quis aliviar o peso do paredão apenas. Mas, mostrar que com relação ao assunto que rola na casa, sobre a briga de Marcelo e Cassio, envolvendo Ângela, o buraco é mais embaixo e não termina com esse paredão de hoje. Na verdade, o discurso arrasou Marcelo e Ângela!  
Isso que Marcelo disse no confessionário, referindo-se a Cassio de que ele havia querido “prender o ladrão antes de cometer o crime”, é uma frase de Minority Report, um filme com Tom Cruise. Só que Marcelo esqueceu que no filme a intenção é prender o criminoso realmente antes, devido à certeza de que ele iria cometer o crime. Assim, a própria frase de Marcelo é incriminatória: “antes de cometer o crime”? Por quê? Está admitindo que cometeria um crime? Ou então, que Cassio estava vendo o que seguramente ia acontecer? Que trauletada bem dada esse dircurso!

MARCELO é um desequilibrado, violento e capaz de atos perigosos, De bom moço não tem nada. Mesmo considerando o execrável papel de Ângela nessa história toda, especialmente por defender seu agressor e ficar aos abracinhos com ele, o que ocorreu foi abuso sim. Porque no estado que ela se encontrava, pouco podia fazer para se defender dos ataques de Marcelo, um imbecil chapado que não compreende que quando uma mulher diz NÃO, é NÃO! E mesmo assim ele insiste e se aproveita dela embriagada. Isto para mim é canalhice pura. E é este sujeitinho que desconhece o significado da palavra respeito que ficou no BBB... E o cara que o impediu de esmurrar Cassio, livrando-o de uma expulsão desonrosa, foi eliminado em um paredão que foi armado para ele pela Víbora Ângela.
Será que este é o reflexo da nossa sociedade? Então, vamos rasgar a lei MARIA DA PENHA, que já não serve para nada, porque os valores mudaram, são outros bem contrários: e quem defende, quem protege é quem deve ser punido, enquanto o que agride é aplaudido. O BBB14 é mesmo um esgoto fétido. O que restou na casa não passa de ratos que rastejam na fedentina. Se Cassio tiver juízo, cairá fora desse jogo de cartas marcadas. Bial babando por Polyana e protegendo Marcelo (tão prestigiado que teve direito de arrebentar a casa e sem levar sequer uma punição leve que fosse, para manter as aparências)... Alguma dúvida de quem estará na final?  Bonis não tem, garanto!


Nenhum comentário: