15 de janeiro de 2014

Festa, Formação de Paredão e Valdirene... Que dinamite!


Achei estranha a apresentação relâmpago e sucinta dos participantes do BBB14 por Bial. Nada foi dito acerca das características e perfil da turma. Claro que há uma intencionalidade por trás desse silêncio. Quiçá para não propiciar que surjam favoritismos por parte do público em relação aos confinados mais carismáticos. Isso ensejou certa dificuldade de identificarmos cada um pelo seu nome. Depois da prova de Lider que deu a coroa para a bela Amanda, a noite correu morna, com aqueles papinhos sem sal sobre nada e coisa nenhuma. Todos amiguinhos de infância, como de costume nos primeiros dias. Todavia, esse clima de oba-oba será implodido depois da formação do paredão, na quinta-feira.
Em contra partida, a divisão dos confinados em dois grupos (roxo e laranja) foi providencial como veículo de acirramento da competição e da disputa. É evidente que a divisão da casa em dois grupos possibilita e estimula o surgimento de afinidades, de cumplicidade e sentimentos de preservação do grupo. Assim sendo, os sentimentos ficam mais exacerbados, podendo influenciar o acirramento dos ânimos, levando a desavenças, animosidades, na mesma proporção em que gera maior compromisso com o jogo e seu desenvolvimento.
A formação do primeiro paredão amanhã (quinta-feira) deixou todos preocupados por terem que indicar alguém para o paredão, com tão pouco tempo de convivência. Daí que todos estão na costumeira operação simpatia, interessados em observar uns aos outros, num processo de conhecimento dos parceiros que enfatizam, inclusive, virtudes e defeitos, como fez o cozinheiro de Portugal se exprimindo como “um cara bonito prá caralho e vim aqui para fazer o que gosto e não para agradar a ninguém”. Esse é um narcisista medonho
Logo à noite haverá a primeira festa e a entrada de Valdirene na casa. Esse fato seria interessante se os participantes não soubessem quem é a novata. Vão se divertir com as maluquices e excentricidades da desvairada, sem comprarem as provocações e ousadias da Delícia. Será uma excelente ocasião para muitos se revelarem, mostrando suas fragilidades com a ajuda de bebidas alcóolicas. Depois de encherem a carcaça de álcool, poderemos perceber com mais certeza quem é quem. Com ele, as ousadias sexuais serão estimuladas, os freios morais vão para o espaço e as desavenças e barracos que o público adora vão esquentar a festa. O grupo é grande mas será bem viável perceber a que vieram.
Antes da festa, haverá a formação de um Paredão Surpresa e logo na quinta-feira, 16, ocorrerá a eliminação (provavelmente seguida de nova Prova do Líder). Estão imunizados Amanda (Líder), Marcelo, Roni, Rodrigo, Junior, Tatiele, Bella, Aline, Alisson e Princy.
Poderão ser votados Angela, Cássio, Clara, Diego, Franciele, João, Letícia, Vagner, Valter e Vanessa.
Pelo jeito, a festa de hoje terá todos os ingredientes explosivos para pegar fogo!
O BBB começa com um elenco forte, com grande potencial para muita disputa. A turma é dotada de egos para lá de hipertrofiados. A turma é bonita, algumas moças são lindas e parte dos rapazes são belos de doer.
Clara, que repudiei a princípio, depois de observá-la tão meiga, simpática e tranquila, passei a gostar dela, mas ainda não torço por ela...
Alison, um dos gays da casa, é indigesto, pegajoso, puxa saco, chato e feio. Espero que tenha vida curta na casa. Pior que ele é o chatérrimo e metido cartomante João, tentando impressionar os outros com seu papinho furado de vidente e astrólogo , para ser solicitado por todos! Só falou asneiras, como astrólogo ele é um não passa de um charlatão de quinta categoria. Pior que os dois juntos e somados é a pernambucana Bella, Metida a engraçada, fala como uma gralha, diz montes de asneiras pornográficas, tem uma boca de esgoto, um vocabulário de baixíssimo calão que usa prodigamente (Para Allisson: “vou puxar seu pinto à noite, quando você estiver dormindo”. “Detesto quem faz cara de buceta”. “Brodinho, esse creme é material bom para masturbação”... e por aí vai ladeira abaixo rumo a alguma fossa fétida, o linguajar chulo da caipirona. O que é de pasmar é que a sujeitinha é casada e tem uma filha.
Três gays na edição pode dar confusão. Dois feios de doer, um bonito e charmoso... Hummm! Abafa o caso.

Nenhum comentário: