30 de setembro de 2013

A realidade sórdida de A Fazenda 6!

A sórdida, reles e ordinaríssima baixaria que caracterizou a sexta edição de A Fazenda teve seu ponto alto na última semana do reality, culminando com o circo dos horrores que foi a tal festinha de despedida realizada no sábado, véspera do encerramento do programa. O pretexto para a festinha da hipocrisia era uma confraternização entre os já eliminados e os três finalistas. O que seria uma oportunidade para todos fazerem as pazes, apararem as arestas e se mostrarem civilizados, tornou-se, ao contrário disso, uma chance de trocarem ofensas, revelarem os podres dos desafetos, fofocarem maledicências que denigrissem especialmente as duas finalistas. Tudo à altura do elenco destituído de classe, educação, noção de respeito, de decência e moral. 
Andressa, com a ordinarice que lhe é peculiar, depois de ter provocado Bárbara com acusações pesadíssimas, resolveu fazer seu show de stripper. Dizendo que, se era bonito Bárbara e Mateus transarem no reality, em rede nacional, então fazer stripper era igualmente lindo e de bom gosto. Para susto e perplexidade de todos, a escandalosa criatura tirou o vestido, ficou completamente nua. Depois de caminhar nua pela área externa e pela sede, Andressa mergulhou na piscina e mostrou toda a sua ironia. "Parabéns, Brasil, você está de parabéns".  Os evangélicos devem ter adorado a cena educativa e de excelente exemplo para os jovens seguidores do Bispo Edir.
Nessa edição, mais do que nas anteriores, as baixarias mais nojentas e os barracos mais violentos e reles foram as tônicas que movimentaram as os dias na casa sede, transbordando para fora da fazenda e contaminando as torcidas fanatizadas pela cegueira. A forte rejeição pelos procedimentos pouco transparentes e inábeis da produção era notória nos blogs e redes sociais.
Apesar de já estarem na sexta edição de A Fazenda, a produção do reality ainda não amadureceu, é aflitivo o amadorismo rasteiro demonstrado na realização desse tipo de programa. É inadmissível a tolerância execrável a atitudes agressivas, buillyng, palavreado de baixo nível, pratica explícita de sexo frente as câmeras, na área externa da casa, pelo casal depravado Mateus/Bárbara. Isto numa emissora de evangélicos é de causar espanto! Santa hipocrisia!
A sexta edição de A Fazenda levou para a lama a reputação do reality. Quem conseguirá acompanhar uma próxima edição, sabendo de antemão que as manobras do diretor elege quem este deseja ver como vencedor? Que atrativo poderá ter um programa que deveria ser centrado nas escolhas do público, mas no qual este mesmo público é tratado como um grande otário? 
A cobertura ao vivo 24 horas não passou de um engodo nojento, provas manipuladas, evidentes sinais de proteção para a ganhadora, as edições super editadas, beneficiando ou prejudicando esse ou aquele participante. A rejeição à Denise Rocha por parte da produção e do seu porta-voz Brito Junior foi escandalosamente evidente. O que essa jovem sofreu no programa é uma vergonha! A crueldade do builling  contra ela chegou ao extremo nos últimos dias, por parte de um homem despeitado, ensandecido pelo ódio e pela impotência para amedrontá-la ou levá-la a bater o sino, pedindo para sair.
A Fazenda 6 primou pelo descarado desrespeito ao telespectador, ao internauta e a alguns participantes. Lastimável o primarismo e a incompetência da produção na seleção do elenco, mais ainda na condução bizarra do RS, além da forma enganosa como tratou o público que, a princípio, seria a principal autoridade no que tange a escolha, pelo voto, daqueles que seriam os legítimos merecedores de chegarem à final, bem como o vitorioso que levaria o prêmio milionário. Resultou das interferências indevidas da produção, incluindo o Sr. Brito Junior, a eliminação de pessoas mais merecedoras de estar na final e a classificação como finalistas de pessoas que não tinham nenhum mérito para lá estarem, como a vencedora e o Óliver. Este designado para estar na Final na primeira semana, sem que o público tivesse participado de tal privilégio. O resultado dessa escolha foi um desonroso terceiro lugar para o mastodonte, com baixíssima votação que bem expressou o quanto o público o rejeitou.
A festa final da entrega do prêmio ao vencedor/a foi de uma pobreza aflitiva. Deu para perceber que o reality ficou mesmo no prejuizo, que não faturou o que precisava e esperava. Nunca vi tanta pobreza na distribuição de prêmios durante os três meses. Os patrocinadores eram poucos e não dos mais fortes. Nem um artista para cantar na festa teve, contentaram-se com alguns músicos trazidos por Ivo Meireles. Nem fogos de artifícios... Uma pobreza! Hehehehehehe... O engraçado é ver Brito fazendo de conta que o reality foi um sucesso estupendo... Hehehehehe!

Que venha o BBB14, acredito que depois de ter aturado o nauseabundo e desajeitado Brito Junior, vou amar ver Bial... Pelo menos é um belo homem, inteligente, elegante, culto e com uma dinâmica de apresentação que faz toda a diferença.

20 de setembro de 2013

"A pouca vergonha corre solta na "Fazenda"


        
                                  Tem comparação estas duas? Daí, a inveja e perseguição. 


"A transa corre solta na "Fazenda" , sob a benção do Bispo, deixa até os técnicos da Record boquiabertos com a extensão da permissividade e shows de lascívia.
Pela primeira vez na história de A Fazenda, tiveram que chamar um ginecologista na "Fazenda", para atender Bárbara Evans, quem achava que engravidara de Matheus.
No primeiro momento suspeitou-se de uma gravidez, mencionada pelo casal bom de cama, que não se confirmou. Os exames, realizados com mais calma, apontaram para uma coisinha sem maior importância: Muita fudelância! Transa liberada e praticada até com o quarto cheio de gente, com todos os ruídos típicos de tal atividade.
Os funcionários que prestam serviços na fazenda asseguram que, em matéria de pegação, nunca se viu nada parecido no programa. A coisa está rolando solta.
Nem mesmo as câmeras, espalhadas por todos os lados da casa, causam qualquer tipo de inibição ou constrangimento. Os filmes da "Brasileirinhas" perdem fácil, fácil."

Leia a íntegra da coluna do Flávio Ricco


FONTE: http://televisao.uol.com.br/colunas/flavio-ricco/2013/09/19/a-transa-solta-na-fazenda-surpreende-os-tecnicos-da-record.htm"


Pela boataria que corre solta nas redes sociais já se sabe que Bárbara recebe recadinhos na despensa da sede, que já pediram à Monique o vestido que ela deverá usar na noite da vitória. 
Para que Denise, a favorita dom público ganhe este prêmio, será necessário um milagre ou a torcida se matando de tanto votarem. Mateus é mero coadjuvante de cama para a loura. Coitadinho! 
Esse programa é mesmo um nojo, puro lixo não reciclável: podre!


A ROÇA ESTÁ FORMADA. Desta vez, a Filé de Toucinho caiu na roça e será eliminada sem dó. Essa mulherzinha vulgar e feia nunca deveria ter entrado no programa: é baixa demais, sem nível e sem nada que justifique a sua presença, senão um afago na classe C e D. Afinal, ela agrada na periferia...

19 de setembro de 2013

VERGONHA ALHEIA!


Há horas na vida em que a vergonha alheia que nos esmaga é tão gigantesca que ficamos mudos... Sem palavras para expressar a nossa indignação.

O Juíz do Supremo que deu ganho de causa aos safados corruptos do Mensalão é uma vergonha para a Suprema Corte do Brasil.  O discurso do branquelão careca não me convenceu, não sou otária!  Apenas deu-me asco, nojo, desgosto, além de um imenso dó do meu país, agora, mais que nunca, atolado na pouca vergonha, no louvor à corrupção, na proteção aos bandidos de gravata, aos homens só niveláveis a lixo não reciclável, podre e fedido.

12 de setembro de 2013

Andressa Urach agride Denise com um tapa! Que bafão!

O veneno escorre pela boca siliconada da valentona!

Sei que estou vivendo em uma fase da história humana caracterizada pela decadência moral, pela pusilanimidade triunfante e pela falência absoluta dos princípios morais que asseguravam a permanência do respeito, da dignidade e da valorização da vida. Mesmo assim, ainda fico perplexa diante da capacidade das pessoas em se comportarem como pulhas selvagens, fazendo da canalhice um estilo de vida, tal como ao longo dos dias em que acompanhei "A Fazenda". Hare baba! Nunca vi tamanha concentração de gente de mau caráter, desprezível e covarde reunida em um programa de televisão. O que tenho visto ser feito contra Denise Rocha revoltou-me, deu-me um profundo asco, uma irreprimível repulsa, pois em seu conjunto tais ações equivalem a um coquetel molotove de lixo não reciclável, porque é matéria putefrata, fétida, podre.
E parece que não é somente a mim que a sujeirada incomoda e é execrada, pois a forma agressiva e estúpida como se comporta o atual elenco do reality vem afugentando os patrocinadores. Daí que, até agora, a "Fazenda 6" não conseguiu recuperar o que investiu no programa, está no negativo. Que fracasso hein?
Os acontecimentos tenebrosos na madrugada de hoje superaram as bandalheiras protagonizadas por alguns participantes, desde o início do malfadado reality. A grande protagonista de tais canalhices foi a desvairada Andressa Urach.


Conforme relata Beth no blog Reallytando,"Enquanto todos se divertiam na festa "Pecado Mortal", na madrugada desta quinta-feira (12), Andressa Urach, que passou boa parte da festa provocando Denise Rocha e Bárbara Evans, deu um forte tapa em Denise, que arremessou para longe a bebida que a peoa segurava em uma das mãos. Na ocasião, a Furacão da CPI dançava perto de Bárbara e Mateus Verdelho. A vice-Miss Bumbum, que estava na pista com Yani de Simone, se aproximou de Denise e ao passar por ela deu o golpe. Ignorando a agressão a advogada apenas riu da situação e continuou a dançar. Grande parte do público que acompanha o reality show considerou o ato como agressão física e na manhã desta quinta-feira, a hashtag #AndressaExpulsa liderava os trending topics do Twitter no Brasil.
Depois da festa, Andressa ainda atacou Bárbara Evans com uma série de ofensas enquanto a modelo usava o banheiro. Durante sua participação em "A Fazenda 6", Andressa Urach se envolveu em outro episódio polêmico que levou o público a questionar se a peoa deveria ser expulsa do reality show. Depois de uma festa, ela e o modelo Mateus Verdelho promoveram "uma guerra" de cuspes em uma discussão. Na ocasião, a assessoria da Record informou que não considera cuspe, mesmo sendo no rosto, como agressão física. Ainda segundo a empresa, a expulsão do participante só ocorre em caso de agressão física e que isso só ocorre quando há contato físico entre os participantes com a intenção de ferir. Como foi o caso da lutadora Duda Yankovich, em "A Fazenda 4", que foi a primeira participante expulsa por agressão da história. Tal agressão foi exatamente igual à sofrida por Denise (Duda dera um empurrão com a mão em um colega, durante um jogo de bola na piscina).
Mais tarde, Andressa provoca Bárbara, jogando-lhe na cara um suposto caso da Evans com Marcos Oliver – Bárbara, então, entrou no banheiro reservado. Enlouquecida, Andressa não desistiu das agressões e começou a gritar.
— Vomita sua nojenta. Sua ridícula. Porca, relxada, que não toma banho. Sua falsa, ridícula! Sua falsa! Não tem coragem de falar na minha cara. Vem querer falar de mim. Estou com nojo de ti. Abre essa boca para falar na minha cara. Andressa continuou gritando e se virou para Mateus, que estava deitado na cama.
— Ela vem me provocar e quer que eu fique quieta? Vem me provocar. Tu quer dar moral para ela. Tu tá quieto dormindo e ela vem me provocar. Depois, Andressa voltou a gritar com Bárbara, que continuava dentro do banheiro reservado e “jogou na cara” de Bárbara um suposto caso que a modelo teve com Marcos Oliver há muito tempo.
— Mostra que você quis dar para o Marcos Oliver e ele não quis te comer. Em seguida, Andressa gritou a Mateus, que estava deitado na cama, mas observando tudo, que não tem nada contra o DJ e pediu desculpas pelas vezes que entrou na sede durante a Festa Pecado Mortal para brigar com Bárbara. Neste momento, Bárbara Evans deixou o banheiro reservado e foi para a cama de casal, rebatendo as ofensas de Andressa, dizendo apenas.
— Ai, que gostoso. Ai, que gostoso! Andressa rebateu.
— Fica quieta se não tem o que falar. Bárbara saiu do banheiro e foi para embaixo do edredom ao lado do namorado. Os dois se cobriram até a cabeça. Bárbara tentou se levantar para reagir às ofensas de Andressa e Mateus não deixou. Andressa ficou chorando e começou uma conversa com Gominho, que conseguiu parar com os gritos da vice-miss bumbum."


Fonte: Blog reallytando. blogspot.com.br.



11 de setembro de 2013

Denise, a protagonista absoluta de A Fazenda!



Enquanto perdem tempo e energia mental para elaborarem armações para beneficiarem seus protegidinhos, pré-escolhidos para levarem o prêmio milionário, a sexta edição de A Fazenda transformou-se em um medonho pesadelo para a produção do programa, em termos de Ibope. Para tortura do orgulho e da empáfia dos incompetentes responsáveis pelo Reality, este está registrando a pior marca desde a estreia do programa, com apenas humilhantes 9 pontos de média na Grande São Paulo. Que vexame! Em comparação com a primeira edição, que atingiu a gloriosa marca de 15 pontos, esse baixíssimo Ibope significa uma queda de mais de 40% em audiência. É o fracasso, a falência e a desmoralização do projeto da Record, por pura incapacidade da equipe de produção para realizar um programa que exige competência, inteligência e muita criatividade, além de muitíssimo talento para escolher as pessoas certas para participarem do jogo.


O apresentador, apesar de ter melhorado um pouco e de ter corrigido seus cacoetes repetitivos, ainda deixa muito a desejar: é muito apagadinho, chatinho, um perfeito picolé de chuchu. O elenco de sub-celebridades selecionado decerto contribuiu muito para o fracasso da edição. A maioria nem sub celebridades são, além de serem absurdamente vulgares, sem classe, sem educação e sem carisma. Comuns em excesso, péssimos jogadores e, em alguns aspectos, bem nojentinhos. E o pior em um participante de reality: incapacidade total de lerem o jogo, de se posicionarem como jogadores talentosos e de usarem a inteligência para lograrem chegar à vitória nas roças e na final.
O libidinoso casal Bárbara Evans e Mateus Verdelho, apesar da proteção da produção e da batalha de Monique Evans para levar a filha ao prêmio milionário, inclusive com direito a um quadro no programa de Rodrigo Faro, no qual caça um namorado (que decadência a dessa senhora!), já despencou na preferência do público, quiçá decepcionado com o comportamento debochado e o linguajar reles da imatura e mimadinha ficante de Matheus. A preferência do público por Denise Rocha está bem clara nas quatro roças das quais foi salva pelo voto dos que preferem alguém com personalidade, autenticidade e alvo dos preconceitos e implicância de todos os participantes. Se não sabiam, agora já sabem que Denise é a favorita do publico. 
Concordo que Denise é de difícil convivência, mas não é nem um décimo do que foram Nicole Bahls e Joana nesse quesito. Na verdade, a implicância com ela começou desde o primeiro dia do programa. Yude, ao vê-la pela primeira vez, fez-lhe alusão debochada ao caso do vídeo e do consequente epíteto que lhe deram de Furacão da CPI. Talvez por ser nanico e feio pra caramba, o japinha complexado se sentiu diminuído diante daquele estardalhaço de loura. Bárbara, logo no primeiro dia fez deboche dos remédios controlados que ela toma. Claro que em ambos os casos Denise reagiu à altura. A partir de então a ex-assessora parlamentar tem sido excluída sistematicamente pelos companheiros. Até chegarem ao cúmulo da grosseria ontem à noite. Quando ela retornou à sede, depois de haver derrotado Yude.
Até o coração mais empedernido e a alma mais insensível devem ter ficado com dó e vergonha alheia ao ver a loira adentrar a sede feliz da vida por ter escapado da eliminação na última roça e ser absolutamente ignorada pelos colegas. Ninguém teve um gesto de gentileza, uma palavra educada, um simples parabéns. Tratararam-na como se fosse um lixo fétido e abominável, todos se julgando as melhores pessoas do mundo, as únicas merecedoras de estarem na disputa pelo prêmio milionário. Foi uma cena deplorável que bem deu conta do baixíssimo nível daquela gentalha sem traquejo social, sem a mínima noção de cortesia e generosidade. 
Estavam tão certos de que Denise seria defenestrada, conforme passaram o dia comentando, enquanto analisavam os defeitos execráveis da pessoa que abominam e na qual, em sua estreiteza de visão, não conseguem enxergar as muitas qualidades e virtudes que tem. Confundem temperamento, gênio forte e arrebatamento com caráter, personalidade, autenticidade, classe, e outros atributos morais relevantes que caracterizam a bela loura. Eles não enxergam, mas a parte do público que tem sensibilidade, inteligência e boa educação enxerga e valoriza. Por estarem cegos para o que é tão evidente: a adesão do público à Denise, ficaram perplexos, quase em estado catatônico, parecendo um magote de múmias mudas e de olhares perdidos no vazio, ao verem Denise retornar da roça. Eu vibrei, amei ver a cena da decepção geral, amei vê-los derrotados e perdidos no jogo, sem conseguirem entender os critérios do público. 
E é fato: num reality show, se de um lado o público não gosta de quem se faz de coitadinho, por outro lado não tem tolerância com que se acha no direito de espezinhar, humilhar, execrar e denegrir o outro. O público se apieda de quem é vitimizado, perseguido ou segregado. E é isto o que tem ocorrido de forma exagerada e cruel com Denise, especialmente depois que as pessoas que foram suas amigas na casa foram eliminadas. Tanto que ela já figura em terceiro lugar entre os recordistas de indicação à roça. 
Apesar de desfrutar de alguma popularidade, Mateus e Bárbara bem como Gominho correm o risco de serem suplantados pelo sofrimento de Denise, por sua solidão e pelo clima de animosidade que lhe propiciam. A loira, aliás, tem imensas possibilidades de tirar outras participantes de seu caminho – caso de Mulher Filé de Toucinho e Andressa Urach, que já se tornaram de uma aflitiva insignificância em termos de popularidade. Tudo pode acontecer daqui por diante em “A Fazenda”, inclusive muita manipulação de resultados por parte da produção. 
Não morro de amores por Denise, mas sinto um grande respeito e admiração por ela. Denise tem vida interior, tem um tumulto de sentimentos, dores e insegurança em ebulição na alma. Ainda não superou as dolorosas experiências que sofreu. Daí, muitas vezes perder o controle das suas emoções, soltando-as como uma manada de potros selvagens. Mesmo com a dificuldade de expressar seus sentimentos em rede nacional, apesar do esforço que faz para sobrepor-se à timidez que ameaça seu discurso, vejo em suas atitudes a presença viva de uma mulher que luta com FÉ para ter uma chance de resgatar sua vida, de reconstruir sua imagem, de conquistar sua independência financeira. Eu consigo ver nos belos olhos verdes dela a verdade, uma impetuosa verdade que pauta seus atos, palavras e atitudes. E acho que todos os que torcem por ela com o coração aberto, sem preconceitos e com muita compaixão, também conseguem enxergar isso. 
Matheus já está tentando correr atrás do prejuízo, tanto que pediu para a namorada desbocada parar de usar o reles repertório de palavrões e expressões chulas que usa e abusa, tal como faz a sua refinada mãe. O curioso é só agora ele ter corrigido o deplorável linguajar da ficante! Claro que tem o dedo da produção nessa mudança. Algum Ninja (eles estão sempre na fazenda, sem serem vistos por nós) deve ter dado o recadinho. Eles até comecaram a fingir tratarem bem a Denise. Ficaram chocados, não pela saida do Yude , mas por perceberem que Denise é a favorita do público.

A sobrevivência de Denise no reality show rural a cada roça tem deixado os confinados desesperados e com mais ódio da ex-assessora parlamentar. Depois de ser escolhida com 59% dos votos para permanecer na fazenda, o grupo não poupou críticas à Denise.
Assim que a peoa entrou na casa, logo depois da eliminação de Yudi Tamashiro, nenhum peão quis falar com ela. Mulher Filé chegou a chorar enquanto se perguntava por que o público preferiu eliminar Yudi Tamashiro, se era Denise que tinha graves problemas de relacionamento com os colegas de confinamento. Depois de muito se lamentar, a dançarina atribuiu a permanência de Denise ao fato de ela chorar toda vez que se desentende com algum peão.
"Eu não acredito nisso. Tem que ser o que? Semi-barraqueira? Porque nem barraqueira ela é. Não tem nem justificativa para quando ela briga. Eu não consigo entender porque eliminaram o Yudi", disparou Filé, enquanto soluçava. "Ela chora depois de provocar os outros. É muito fingida. Eu não consigo ser fingida assim! Ela é muito esperta. Tem muita coisa nessa treta".

Mesmo sendo ignorada pelo grupo logo que voltou à casa da sede, Denise vibrou e disse que acredita estar no caminho certo. "Não desacredita, não!", berrou, aconselhando a si mesma. "Eu não acredito que estou de volta, firme e forte. Não desacredita, não! Não desacredita, não!", repetiu.
Também procurando uma justificativa para a permanência de Denise, Andressa disse que a peoa tomou uma lição com os políticos brasileiros, já que trabalhava no Congresso Nacional.

"O governo está aí enganando as pessoas, fazendo as pessoas de otária. É a Denise em pessoa. Ela é exatamente assim", comparou Andressa, que também voltou a criticar Bárbara Evans. "Do jeito que a Bárbara é falsa, agora que a Denise voltou da roça, ela vai virar amissíssima da Denise. Ela é uma interesseira", criticou.
Como se vê, nas avaliações dos asnos inimigos de Denise, eles não enxergam nem de longe a verdade... Coitados!

4 de setembro de 2013

A FAZENDA É UM DESCARADO ENGODO.

Para mim, A Fazenda já deu o que tinha que dá. aliás quase nada que se aproveite. Portanto, não vou mais perder meu tempo com um programa que não me diverte, não me causa interesse e que não passa de um escandaloso engodo. 
Com a vitória forjada de Matheus nessa roça de hoje, não me resta mais dúvidas de que os vencedores já estão escolhidos, que mamãe Monique é quem está dando as cartas e os participantes que lá ainda estão não passam de um magote de retardados que não enxergam a mutretagem que está rolando. Coitados, não passam de meros figurantes para o casal vip. Ele um troglodita que não fala, apena faz uns grunidos quase inaudíveis, um carinha que parece não ter cursado sequer o ensino fundamental, tolo, fixado na aparência física e em uma boa fudelância. Excelente par para a loura insossa, burrinha, fútil e mimadinha..

Poderei voltar a comentar, se a descarada manipulação dos votos, a atuação de Monique dentro da emissora e a nítida proteção do sr. diretor pararem de fazer do programa o maior exemplo de falta de decoro, de vergonha e de seriedade.

As edições mal montadas também já me cansam. AS REPETIÇÕES DE COISAS ULTRAPASSADAS SÃO DE DÁ DÓ. 

UMA VERGONHA!  BRITO JUNIOR SE PRESTAR A UM PAPELÃO DE TÃO ÍNFIMA  QUALIDADE.