28 de janeiro de 2013

O bla, bla, bla da Gralha continua acelerado!



Anamara está tão empolgada com a hospedagem VIP no quarto Luxo, tão delirante e megalômana que parece convencida de que o paredão fake, foi um acontecimento especialíssimo para ela, no que diz respeito a sua grande importância para o jogo, ela e mais ninguém na casa é a super fodástica da edição. A partir daí todas as idéias delirantes passam a ser possíveis na cabeça da gralha deslumbrada: “eu sou a querida do público, fizeram comigo o mesmo que fizeram com o Dourado, o público me ama, me idolatra, eu sou uma deusa, já ganhei, sou a cara da riqueza: luxo, glamour e sofisticação...” e por aí vai em seu delírio de triunfo e grandeza suprema.

Só que há um detalhe que ela se esquece, em seu egocentrismo gigantesco: para fazê-la “voltar” para o programa, o público teve que escolher entre ela e Marcelo, e não entre todos que estão na casa, como aconteceu com Dourado. Anamara em sua presunção delirante esquece que o público escolheu a barraqueira, a boa de briga, a que poderia arrasar com Eliéser. Marcelo é muito educado, classudo e cheio de respeito pelos companheiros, jamais sairia desconstruindo a imagem de ninguém, aos gritos, dando espetáculo e fazendo cenas para a edição.

Anamara está agindo da mesma forma que agiu Maumau em 2011: falando demais, repetindo exaustivamente o que ouviu cada um falar, discordando de todas as opiniões a seu respeito, que julga equivocadas, se defendendo, corrigindo, refutando, enfim, sendo arrogante, soberba, antipática e mostrando ter um cérebro de ameba. Ela esquece que o jogo está apenas começando, tem muita estrada pela frente e que o jogo poderá virar em seu desfavor justamente em consequência da lastimável atitude que está assumindo frente aos demais participantes... Ela está tecendo com a própria língua a corda que a irá enforcar, vai trocar os pés pelas mãos e se perder por excesso de empáfia. Enquanto critica e faz cobranças aos colegas que julga falsos, se faz de cega para a atitude indiferente de Fani, a que se diz sua amiga, a que diz amá-la e a mantém no cabresto, por causa de uma dívida de gratidão.

Anamara não captou as intenções duvidosas de sua mui amiga Fani, no fundo contentíssima com a sua eliminação, mais preocupada em beber, sensualizar, falar baixarias e festejar a saída da que “eliminou o campeão Dhomini” e poderia eliminá-la em um eventual paredão. Anamara viu tudo, mas prefere se fazer de desentendida por pura conveniência: ainda tem rabo preso com a bisca que a trás na rédea curta. Na primeira virada da maré, Fani será a primeira a pegar boia e se mandar para o outro lado. Esta é a mesma depravada, invejosa, falsa e traíra do BBB7. Eliéser parece já ter sacado o joguinho sujo de Fani, tanto que votou nela para o paredão. Ainda quero ver o paredão Fani e Yuri, ou Fani e Anamara, para sentir o gostinho de ver essa mulherzinha sem moral e sem compostura sair do BBB13, amargando mais um fracasso em suas jogadas sujas, em seu joguinho de enganação com os participantes aos quais faz juras de amor e parceria... Ai, que nojo dessa bisca interesseira e falsa...


Nenhum comentário: