28 de fevereiro de 2011

Bial e "Os Obedientes"!



A festa de ontem funcionou como um palco iluminado para a encenação do espetáculo “Os Obedientes”, dirigido pelo glorioso Pedro Bial, nas edições. Aliás, o script também foi dado pelo brilhante apresentador, com suas cutucadas, sugestões e recadinhos embutidos em brincadeirinhas. 

O fato é que estou vendo coisas prodigiosas acontecendo, com ou sem a ajuda da manguaça. Assim foi que num passe de mágica, vimos a transmutação de Rodrigão de “viado” em “machão”. Poisé, picado pelas alfinetadas de Bial, “o glorioso pai de Meg Melillo”, entrou no agito da balada dos anos 70, incorporando o espírito e a sensualidade de Travolta, dando um show na pista de dança solo, fazendo um inacreditável jogo de sedução... I-na-cre-di-tááááááá-vel!!!! Será medo do paredão? 

E não foi somente na pista de dança que o belo abriu seu penacho de pavão rei! O mutante Rodrigão também abriu a boquinha para picantes confidências de garanhão pouco dignas de um homem tido como um cavalheiro, dizendo para MauMau que Jaqueline, sob o edredom, permitiu que ele olhasse para a xoxota dela, “por trás”, e que passasse a mão no O.B. dela. Depois desse momento Mastercard para o modelo que, nas primeiras semanas do programa disse que Jaqueline não era o tipo de mulher que o atraía, desde a festa da quarta-feira, está todo libidinoso pela gostosona, mais ainda depois que ela mostrou para ele o fio do OB saindo da xerereca, deixando-o passar ele a mão. 

Se é verdade tal baixaria de Jaqueline, então despencou a máscara de mulher digna e séria que ela aparentava ser e pela qual eu torcia. Se é mentira, caiu a máscara de homem fino e respeitador atribuída ao Modelo. Verdade ou mentira, ele, ao contar o episódio sórdido a MauMau, em rede nacional, foi um cafajeste torpe, mil vezes pior que Diogo. Este, pelo menos, tem a decência de não sair espalhando o que fez e faz com Maria, Paula e não sei mais quem, nas calientes madrugadas. 

SE Rodrigão MUDOU... MUDOU PARA PIOR! Pena... O Rodrigão misterioso, caladão, com pinta de bom moço, educado e tímido, está se revelando um pigmeu humano, um moleque maledicente e gabola. Para mostrar que é macho está se tornando um nojo. TALULA anda toda dengosa para o lado de Rodrigão, cheia de charminhos e de conversinhas dúbias repente, metida na mesma cama com o modelo, fechando com chave de ouro a festinha de ontem. Que jogo sujo, Talula!!! 

Outro que se tocou com as diretíssimas de glorioso Bial foi MauMau, repentinamente o roqueiro deu uma guinada de 90 graus na atitude de cornudo ofendido e passou a ser BomBom com Meg Melillo, com direito a abracinhos, beijinhos no rosto, dancinha na festa, papinhos amistosos, para não desagradar o “papai da Meg”, o titio Bial. Não duvido nada que ele volte a ficar com Maria, para formar o casalzinho apaixonado da edição. Ele não é burro para não perceber que Maria é a queridinha de Bial. É ela a periguete eleita para musa do apresentador, sempre fascinado por esse tipinho de mulher. 

Também resolveu por em prática as lições do titio Bial e deixar de ser um bananão foi Wesley. Até que enfim o médico decidiu dizer na cara da oferecida Maria o que devia ter dito há muito tempo. Na esclarecedora festinha do sábado, ele subiu à ribalta, jogou fora a máscara de lerdinho bonzinho e mandou bem ao dizer, como diria à Meg Melillo, numa das suas festinhas no DreamCam, que apenas desejava se aproveitarem do corpo dela: "Eu ia ficar com você só para aproveitar mesmo", numa evidente insinuação de que sabe que ela não é flor que se cheire, que não é mulher para ser levada a sério. 

Surpreendida e fula da vida com a revelação, Maria o chamou de ridículo. Todavia, o médico, quiçá cansado das ordinarices de Meg, continuou a falar, com firmeza e seriedade, deixando a dissimulada Meg numa saia justa: "Você queria se envolver comigo? Lógico que não. Vamos ser sinceros". Maria, sem argumentos e sem condições de rebater as verdades de Wesley, bateu em retirada, soltando fumaça pelas ventas. Foi se queixar à Talula... Adorei a atitude de Wesley! A este, Meg Melillo nunca enganou, ele deve ter sacado o que levou MauMau a não aceitar a “dadivosa” de volta, deve ter enxergando, pelas conversinhas sebosas da sonsa, logo que o conheceu, que boa bisca ela não é. 

Mulher que se dar ao respeito não perguntaria a um homem que acabou de conhecer se ele sabia fazer “toque vaginal”, porque ela estava precisando de fazer um. Mulher que sabe o significado da palavra “decoro”, dignidade e vergonha na cara não diz a um recém conhecido que tomou bomba e ficou com a voz grossa e o clitóris muito crescido. Achando pouco os detalhes sórdidos da conversinha safada, prometeu que, depois, mostraria a “tatoo” (o clitóris avantajado) ao médico. Só um babaca não sacaria que ela era uma periguete despudorada... 

Encheram tanto a bola de Daniel com o prêmio de mais animado nas festas que o coitado perdeu a pinha, desde então passou a ficar mais inconveniente, desbocado e obsceno, a cada festa na casa, passando a gritar por maconha, a dizer que gosta de drogas, a insultar os homens da casa, taxando-os de viadões e, finalmente, na festa de ontem, ficou mostrando o traseiro e o pinto... As pessoas, inclusive o glorioso Bial, acham uma gracinha tudo quanto o pernambucano apronta. Por que nunca toca o sinal para ele calar a boca quando fica falando em drogas nas festas? 

Agora a pergunta que não quer calar: se fosse Diogo que fizesse o que faz Daniel, iriam achar uma gracinha também? Não? Uai, por quê? Fala sériooo! Dois pesos e duas medidas?!!! 

MEU MOMENTO MASTERCARD: O desempenho abaixo da crítica na prova da comida da “culta”, da “incrível estrategista de provas”, da “estupenda inteligência do BBB11, da “cabeça pensante imbatível” Dianão, a viúva Porcina, enaltecida, louvada pelos que a julgam a última coca cola no deserto. A burrice da moça foi tão elementar na montagem de um quebra cabeça, de apenas 3 peças enormes. Foi tão absurdo o falhanço da presunçosa e arrogante figurinha que os demais componentes do seu grupo acharam que ela era “a sabotadora”. O grupo perdeu a prova e continua na xepa. Que lição boa para a poderosa descer do salto... Ela que estrilava com os erros dos companheiros, agora está pagando de lerda e amargando o mico que pagou. Tão humildezinha que ficou repentinamente... Tão mansinha, tão apagadinha... Ótimo! 

Depois de ter amarelado para Paula, permitindo que esta empurrasse Jana, a pessoa que mais a apóia na casa, para o paredão, Dianão não passa de figurante neste teatrinho mambembe. PAULÃO e Diogo estão no paredão. Espero que se dêem as mãos e saiam na terça-feira, sem me deixar saudades. 


FICA, JANAÍNA!  
A ÚNICA MULHER DECENTE DESTE DEPRAVADO BIG BORDEL BRASIL

17 de fevereiro de 2011

A viúva Porcina e etc...


As únicas coisas que ainda me interessam no famigerado BBB11 são as provas e os dias de indicação ao paredão e de eliminação, especialmente quando são defenestrados os que abomino, ou seja, quase todos. Só fiquei frustradérrima, quando Diana voltou. Agüentar a magricela desprovida de feminilidade e simpatia, mal humorada e cheia de soberba... É dose para paquiderme! 

Depois da saída de Natália, “a viúva Porcina, a que é sem ter sido”, está ainda mais insuportável, verrinando contra Adriana com um ódio desmesurado, ainda sustentando a mentira sobre a forma como foi “maltratada” pela jovem que ousou dizer-lhe na cara brancosa e inexpressiva o que ninguém, entre os covardões da casa, tem a coragem de dizer “face to face”. Para a auto estima da intocável e orgulhosíssima Diana, o simples fato de ter sido censurada por uma novata, que, ao contrário dela, não teme paredões nem revanchismos, constitui crime de lesa majestade, punível com outro paredão, desta feita com um homem, conforme já está de combinatas com Talula. O engraçado seria se fosse com Diogo, que equivocadamente todos julgam o invencível. 

Na festa de ontem, a inconsolável viúva Porcina estava amarga, com sangue nos olhos e com o pior dos humores, mirando Adriana com ares draculanianos. Dava a impressão que ia pular no pescoço da Miss com ganas de estrangulá-la. De farol apagado, a ex-promotora da baixaria sexual nas festas, findou sendo protagonista de uma discussão com Daniel que poderia ter sido trágica se não fosse tão cômica... Motivo do stresse: O pernambucano, brincando, rotulou a maga da liberação feminina com um termo (por sinal muito adequado a ela) que a enlutada dama não gostou: viada. Hehehehehe... Só rindo para não chorar... Tem horas que Daniel consegue me fazer rir gostosamente. A discussão com Dianão, tirando-a literalmente do sério, foi um destes deliciosos momentos que nos deixam cheios de comícios por dentro... 

Daniel, já é famoso por se exceder nas festas do “Big Bordel Brasil 11”, na de ontem conseguiu bater o seu próprio recorde. Para lá de bêbadaço, o pernambucano aprontou todas, fez brincadeiras com o Big Fone, indicando pessoas ao paredão, em alto e bom som (Diogo, Rodrigão e Maria), deu uma de tarado com a mulherada, chegando até a atacar Adriana, que tentava dormir no acampamento. “Sai, Dani. Você está muito tarado hoje”, reclamou a estudante. Ri com algumas coisas, mas não gosto nada, quando ele chama Rodrigão de viado, aos berros. Se isto não é uma tremenda agressão verbal, bem pior que as ditas por Diogo à Paulinha, então o que é? 

Daniel é engraçado até certo ponto. No momento em que passa a dizer pornografia pesada, a gritar por um “baseado”, a faltar com o respeito com as pessoas, reduplicando comportamentos que, se fossem praticados por Diogo, seriam motivo para a execração do Gago, mereceria uma chamada da Voz do Além. Ontem, Dani perdeu a linha, descendo aos patamares das inconveniências mais depliorável. Se continuar assim, poderá perder grande parcela da simpatia que conquistou até agora. 

Sobre Maria, nada a acrescentar: continuou repetindo à exaustão, sua já cansativa perseguição a MauMau, com aquela medonha fala arrastada de bêbada pedinchona, mendigando alguma migalha de atenção para a sua libido incendiaria, seu tesão explosivo e já faminto, especialmente depois que Diogo passou para o acampamento, privando-a das festinhas da madrugada sob o edredom. Boninho já poderia ter mandado um vibrador para a Meg aplacar o fogo que lhe incendeia a calcinha. 

O casal Adriana/Rodrigão é um vexame absoluto. O cara passa mal nas sessões de beijos insossos com a “ficante de festas”. Ficância que não inclui dançarem juntos, sentarem juntinhos para conversarem e se curtirem, como costumam fazer duas pessoas que estão interessadas em se conhecerem melhor. Quando será que a venda cairá dos belos olhos da linda Miss? Quando irá ela perceber que o cara não é a perfeição” imaginada por seu romantismo adolescente? Que raio de carência aliena a garota, ao ponto de não perceber o que salta à vista de todos deforma insofismável?

 Só explicaria tal atitude se, de fato, ela estivesse obedecendo a um Script traçado por Bonifrates, como condição para entrar no BBB11. Tal situação humilhante aceita por Adriana não condiz com a forma determinada e audaciosa como age em outras situações em que tentam diminuí-la. Que ela se encantasse por MauMau ou por Wesley, sempre atenciosos, educados e carinhosos com ela, eu acharia super normal. Mas, servir de capacho para um pavão narcisista, grosso, sem pegada, que a menoscaba, isto ultrapassa a minha capacidade de compreender. 

Estou garrando uma ojeriza a Rodrigão semelhante a que me inspira Diogo. E tem mais, prefiro Daniel, MauMau e Wesley a Talula, Diana, Janaína, Paulinha e Maria. Do time feminino, ainda fico com Jaqueline e Adriana, as duas menos péssimas do conjunto. Se a turma das “cuecas cor de rosa” estão com propósitos de defenestrar a “turma das calcinhas”, não estão fazendo pior que elas que insistem em perseguir Adriana, por pura inveja. Uns pelos outros, não quero troco. 

E lá vem o Titio com outra tentativa idiota de salvar o que já é um defunto antecipado, com a invencionice do Quarto Negro, certamente inspirado nos metidos de tortura de Torquemada. Se Janaína cair nesta armadilha, o senhor pançudo poderá ter problemas com a claustrofobia da garota. O que mais revolucionaria a casa, seria a entrada de mais um casal se fazendo de participante, com a missão de provocar, dizer verdades, armar barracos, tal como aconteceu com a entrada de Maíra e o outro (não lembro o nome), no BBB9. Eles irritariam tanto, aprontariam de tal forma que deixariam a turma em pé de guerra para eliminá-los. Se não saíssem em um paredão triplo que eliminasse dois, ainda seria melhor. Claro que seria uma pegadinha. Funcionaria mais ainda se fossem dois ex-BBs que soubessem jogar. Se Domini e Tina topassem a parada, seria muito divertido. O Dr. Marcelo e Tatiana (lutadora de box) também teriam potencial para tacar fogo no puleiro.



9 de fevereiro de 2011

Rabiscos sobre as mazelas do BBB11




Não vou repetir aqui tudo quanto se passou no Big Bordel Brasil, na madrugada, porque a maioria dos blogs já relataram a canalhice que rolou na casa, após a festinha de improviso que o Titio Bonifrates deu para seus pupilinhos e pupilinhas, carecentes de mais uma noitada depravada, regada a muita vodca.

Já estou saturada com a indigesto e tragi-cômico dramalhão protagonizado pelo feioso MauMau e a piriguete Meg Mellilo.  Ele ridiculamente se fazendo de namorado traído e ofendido, quando na verdade o que o incomoda é o mico que pagou em rede nacional por ter ficado com uma GP, sem desconfiar.  A raiva dele é não ter conseguido que Maria confessasse que tipo de trabalho fazia fora da casa.  O cara a usou, da mesma forma que ela fez com ele. Ambos se merecem. O comportamento dela ontem foi reles, rastejando aos pés de Maurício, pedindo para fazer amor, para ser sua mulher, implorando perdão... bêbada como uma esponja. 
  

A garotinha recatada que ela fingia ser no início do programa foi atropelada por Meg Mellilo,  rebaixando-se para um cara que não quer mais nada com ela. E não quer porque não consegue superar a mentira dela, a sua omissão de dizer que é profissa  e gosta do trabalhinho pervertido que faz. Coitada, passou a madrugada inteira suplicando a volta do ex-ficante...  MauMau continua sendo cercado por ela, sem dar chances... Mulher sem vergonha é fogooooo!

Talula só precisa de um empurrãozinho para aceitar uns xamegos com Diogo... Quem sabe na festa de hoje, ela deixa cair a máscara da namoradinha fiel e cai na gandaia, da mesma forma que falta pouco para Diogo dar o primeiro beijo na boca de MauMau... Que tesão o desses dois. Aliás dos três: Maria tambél entrou no rolo de carona...

Mas o mais edificante, elegante, refinado e deslumbrante episódio foi protagonizado por Jaqueline. As fotos abaixo dizem tudo... 





E para concluir, vem a notícia de que a genitora de Paula quer matar Diogo porque ele disse desaforos ofensivos com sua delicada e pura filhinha...hehehehehe Isto parece piada... Certamente, a nobre senhora desconhece que Dioguito desculpou-se e, para selar a harmonia entre ambos, na mesma noite da medonha briga Paula permitiu que Diogo deitasse com ela na cama de casal e foi aquela festa sob o cobertor, mãozinha para cá, mãozona para lá. E depois? Ora, depois do mano a mano, transaram sem o menor pudor, sexo animal,  luxúria pura. Dormiram de conchinha e despertaram felizes e bem dispostos.  Beleza, né mesmo? 

E vamos que vamos... Hoje é dia de esbórnia na Casa mais depravada do Brasil. Pelo que aconteceu na madrugada, imagino o que irá acontecer hoje...  As roupas estão caprichadas e lindas. Se tiver tequila...  Meg vai soltar a franga!

No blog Feminina & Plural postei uma matéria sobre Adriana, meu xodó.  Ela deu lição de moral em Diana, Lucival e Maria... Tem coragem de enfrentar as feras esta linda garota.